Publicado em 31/05/2013 por

CNLB realiza em Cuiabá (MT) a 32ª Assembleia Geral Ordinária

LogoLaicatoBrasil_2905O Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) realiza nos dias 30 de maio a 02 de junho de 2013, no Centro Nova Evangelização (CENE), em Cuiabá (MT), a 32ª Assembleia Geral Ordinária.

Refletindo sobre o tema: “À luz da memória, projetando a história: O Conselho Nacional do Laicato do Brasil”, os leigos e leigas dos mais diferentes regionais da CNBB se encontrarão para avaliar e refletir, projetar e encaminhar estratégias para a articulação do CNLB, como espaço de fortalecimento e resgate da identidade e da missão dos leigos e leigas, para uma atuação mais corajosa e eficaz na Igreja, na vida do povo e na sociedade.

Durante a assembleia, haverá a escolha da nova presidência do CNLB, bem como do novo conselho fiscal para o mandato de 2013 a 2016. Espera-se uma participação significativa das mais variadas organizações e expressões laicais, reforçando assim o desejo de se construir uma Igreja viva e atuante, essencialmente ministerial e encarnada na história humana, preferencialmente, na vida de tantos excluídos da sociedade. Atendendo aos apelos de Jesus Cristo, o profeta de Nazaré, sob o influxo dos 50 anos do Concílio Vaticano II, o CNLB, enquanto organismo de comunhão eclesial, quer ser presença evangelizadora, sobretudo, nas realidades mais desafiadoras da sociedade, onde a vida e a dignidade humana se encontram ameaçadas.

POR: CNBB

Publicado em 29/05/2013 por

Solenidade de Corpus Christi na Arquidiocese de Fortaleza

cchristiAmanhã, quinta- feira, dia 30 de maio, é celebrada a Solenidade de Corpus Christi. Na Arquidiocese de Fortaleza a celebração solene acontecerá no Santuário Arquidiocesano de Adoração, Paróquia de São Benedito. Ás 16h a Celebração Eucarística de Corpus Christi será presidida pelo arcebispo metropolitano de Fortaleza, dom José Antônio A. Tosi Marques. Ás  17h30min sairá uma Procissão com o Santíssimo Sacramento passando pelas ruas do centro de Fortaleza chegando na Catedral Metropolitana de Fortaleza.

Veja a programação:

6h – Exposição do Santíssimo Sacramento

13h – Louvor Eucarístico e testemunhos

15h – Hora Santa Eucarística com reflexão da Palavra de Deus

16h – Solene Celebração Eucarística de Corpus Christi:  Presidida por Dom José Antônio A. Tosi Marques

17h30min – Procissão com o Santíssimo Sacramento: Saída da Paróquia de São Benedito até a Catedral

19h – Missa e Benção Solene na Catedral Metropolitana de Fortaleza

Na Catedral Metropolitana de Fortaleza – Nesse dia, Solenidade de Corpus Christi, Missas são nos seguintes horários: 10h, 12h e às 19 horas, após a procissão que chegará da Paróquia São Benedito.

Contatos:

Catedral Metropolitana  (85) 3231.4196

Paróquia de São Benedito (85)  3221.6264

Publicado em 29/05/2013 por

Região Nossa Senhora da Assunção: Comissão da Missão

CursoCominaA Comissão da Missão convida todos os missionários e missionárias jovens a participarem da formação promovida pela Juventude Missionária Arquidiocesana no dia 16 de junho, das 9h às 17 h, na Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, no Carlito Pamplona. Este encontro tem como propósito a formação e criação de Juventudes Missionárias nas paróquias e áreas pastorais de nossa Região.

Informações: Alex Ferreira (87171 51 86) e Cleyton Paes (876166 08).

 

Publicado em 29/05/2013 por

Audiência: A Igreja é a grande família de Deus, mesmo com seus defeitos e imperfeições

PapaFrancisco29052013Cerca de 90 mil fiéis lotaram a Praça S. Pedro, mesmo com chuva, para a Audiência Geral desta quarta-feira, 29 de maio. Depois de fazer o giro da Praça para saudar a multidão, debaixo de garoa, o Papa iniciou um novo ciclo de catequeses, que tratará do mistério da Igreja a partir de expressões presentes nos textos do Concílio Vaticano II.

A primeira delas foi: a Igreja como família de Deus. A parábola do filho pródigo, afirmou o Papa, indica bem o desígnio de Deus para a humanidade. Ele quer fazer de nós uma única família, para que cada um sinta sua proximidade e o seu amor.

Neste grande desígnio, a Igreja encontra sua raiz. A própria palavra “Igreja”, do grego ekklesia, significa “convocação”: Deus nos convoca, nos impulsiona a sair do individualismo, da tendência de fechar-se em si mesmo e nos chama a fazer parte da sua família. Toda a história da salvação é a história de Deus que busca o homem, lhe oferece o seu amor e o acolhe. Na plenitude dos tempos, Ele mandou Seu Filho, Jesus Cristo, para nos comunicar a vida divina.

A Igreja tem a sua origem na Cruz, do lado aberto de Cristo de onde jorraram sangue e água, símbolos dos Sacramentos da Eucaristia e do Batismo. No dia de Pentecostes, recebendo o dom do Espírito Santo, Ela se manifesta ao mundo, anunciando o Evangelho e difundindo o amor de Deus.

Ainda hoje, alguns dizem: “Cristo sim, a Igreja não”, “Eu acredito em Deus, mas não nos padres”. A eles, Francisco responde:

“Mas é justamente a Igreja que nos traz Cristo e que nos leva a Deus; a Igreja é a grande família dos filhos de Deus. Certamente há também aspectos humanos; naqueles que a compõem, pastores e fiéis, há defeitos, imperfeições e pecados: também o Papa tem pecados. E muitos! Mas o belo é quando nos damos conta de que somos pecadores e encontramos a misericórdia de Deus. Deus perdoa sempre. Não se esqueçam disso: Deus perdoa sempre.”

Quando pecamos, ofendemos a Deus – afirmou. Mas Ele nos dá a oportunidade de nos humilhar para perceber que existe algo maior, que é a sua misericórdia.

Devemos nos perguntar: quanto eu amo a Igreja? Rezo por ela? Sinto-me parte desta família? Neste Ano da Fé, concluiu o Pontífice, peçamos ao Senhor que as nossas comunidades sejam sempre mais verdadeiras famílias que vivem e transmitem o calor de Deus.

No final da audiência, o Papa saudou de modo especial os jovens poloneses que se reunirão em 1º de junho numa vigília em Lednica para refletir sobre o tema da paternidade.

Aos romanos, o Santo Padre recordou que nesta quinta-feira, festa de Corpus Christi, celebrará às 19h a Santa Missa em São João de Latrão, ao final da qual se realizará a procissão que se concluirá em Santa Maria Maior. “Convido os fiéis de Roma e os peregrinos a se unirem neste ato de profunda fé pela Eucaristia, que constitui o mais precioso tesouro da Igreja e da humanidade.”

Fonte: CNBB / RÁDIO VATICANO

Publicado em 29/05/2013 por

Atvidades de divulgação da JMJ em Fortaleza

Esta chegando a hora que nossa Igreja viverá mais um momento histórico e que tocará o coração dos nossos jovens. Até lá, vamos nos preparando de corpo, mente e ação para o que estar por vir em nome do Senhor.

Enquanto não “debandamos” para o Rio de Janeiro, do lado de cá, no nosso Ceará, as expectativas aumentam cada vez mais e os voluntários cearenses estão “tinindo”, a ponto de bala para servir na Jornada. Mas, como o dia ainda não chegou, eles se preparam com ações na pré-jornada, traçando algumas atividades que fomentem a divulgação do evento, espiritualidade e missão. São atividades que fomentam a espiritualidade, missão e a divulgação do evento e da Semana Missionária. Confira abaixo nosso calendário oficial até nossa ida para a JMJ.

Pedimos sua colaboração na divulgação destas datas em suas paróquias, comunidades, grupos, pastorais e desde já agradecemos sua atenção e colaboração.

Por: Catarina Érika, Comissão de Articulação dos Voluntários JMJ | Ceará, (85) 88484756/ ou 99981650

Veja o calendário de atividades:

MAIO

Dia/Horário

Atividade

Local

11, às 15h

Missão: visita e doações às idosas

Casa de Nazaré (Montese)

24, às 19h

Blitz de divulgação da JMJ e Semana Missionária, com faixas, bandeiras, apitos, panfletos e música no trânsito.

Av. da Universidade e Av. 13 de maio

25, às 9h

Missão: visita, doações e coroação com crianças

Associação Madre Paulina (Bairro de Fátima)

JUNHO

Dia/Horário

Atividade

Local

08, às 15h30

Adoração

Paróquia São Raimundo

15, às 15h

Missão: visita e doações aos idosos

Lar Torres de Melo

23, 9h

Celebração de expectativa de 1 mês para a Jornada + Blitz com passeata de trio elétrico

Av. Beira Mar

29, 19h

Lazer: Luau

À combinar

JULHO

Dia/Horário

Atividade

Local

07, de 8h às 16h

Retiro espiritual

Casa Inaciana da Juventude

11, às 19h

Missa de envio dos voluntários. Celebração: Dom Rosalvo

Paróquia Bom Jesus dos Aflitos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em 29/05/2013 por

1ª Catequese e Vigília Taizé na Paróquia Nossa Senhora das Graças – Parque Potira em Caucaia

1ª Catequese e Vigília Taizé na Paróquia Nossa Senhora das Graças – Parque Potira em Caucaia.

Fotos. 

 

Publicado em 29/05/2013 por

Vigília com a Juventude: “um convite ao encontro de Jesus Cristo”

VIGÍLIA_JOVEM500“Ide e fazei discípulos entre todas as nações”, este é o tema da 1ª Vigília da Juventude realizada na Paróquia de Canindé em preparação a Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

Os jovens de nossas comunidades são convidados a participar desse momento de encontro com Jesus Cristo, na adoração ao Santíssimo Sacramento. A Vigília, organizada pela Comissão Paroquial da Juventude e os jovens do Raio de Luz, acontecerá no próximo dia 02 de junho, domingo, às 18h, no pátio do Convento Santo Antônio.

Saiba mais…

De 01 a 13 de junho é realizada no Convento de Canindé a Trezena de Santo Antônio, que neste ano traz o tema: “Santo Antônio, um jovem de fé”.

Você é um convidado de Jesus Cristo!

Fonte: Comissão Paroquial da Juventude, Raio de Luz e Equipe de Comunicação do Site Santuário.

 

Publicado em 28/05/2013 por

Curso de Iniciação à Vida Cristã

espac400“A Catequese não é uma supérflua introdução na fé, um verniz ou um cursinho de admissão à Igreja. É um processo exigente, um itinerário prolongado de preparação e compreensão vital, de acolhimento dos grandes segredos da fé (mistérios), da vida nova revelada em Cristo Jesus e celebrada na liturgia” (DNC, n.37).

A ESPAC – Escola de Pastoral Catequética deu início à sua segunda turma do Curso de Iniciação à Vida Cristã. O Curso tem o objetivo de Conhecer e vivenciar o RICA e qualificar os agentes em um processo de educação permanente da fé. Teve início em maio e terminará em julho de 2013.

O conteúdo trabalhado está dividido em quatro módulos:

Módulo 1 – Catequese com Inspiração Catecumenal

Módulo 2 – A Palavra de Deus na Iniciação à Vida Cristã

Módulo 3 – Estudo do RICA

Módulo 4 – Iniciação à Vida Cristã Hoje

As Paróquias de Santa Luzia, São Benedito, Nossa Senhora da Paz, São Pedro e São Paulo, Nossa Senhora das Dores e Parque Potira, enviaram alguns de seus catequistas e agentes de pastorais para participarem deste curso com o intuito de prepará-los para o que propõe o Documento de Aparecida, nº 294, que “o processo catequético de formação adotado pela Igreja para a iniciação cristã seja em todo o continente como maneira ordinária e indispensável de introdução na vida cristã e como catequese básica e fundamental.”

É, portanto, um projeto a ser assumido por toda a Igreja. Todos, padres, seminaristas, agentes das diversas pastorais e serviços, catequistas… nas paróquias e comunidades devem refletir e estudar o projeto da Iniciação à vida cristã que é “um dos temas mais desafiadores de nossa ação evangelizadora. (Doc. 97 estudos da CNBB).

Em função da grande procura, a ESPAC já está pensando para o próximo semestre uma nova turma. Fique atento ao período de inscrição e envie seus agentes.

“A Iniciação Cristã dá a possibilidade de uma aprendizagem gradual no conhecimento, no amor e no seguimento de Cristo. Dessa forma, ela forja a identidade cristã com as convicções fundamentais e acompanha a busca de sentido da vida. É necessário assumir a dinâmica catequética da iniciação cristã. Uma comunidade que assume a iniciação cristã renova sua vida comunitária e desperta seu caráter missionário.” (DAp, n. 291)

Coordenação da ESPAC: 3219-6445- das 15:00 às 19:00h

 

Publicado em 28/05/2013 por

Curso de Iniciação à Vida Cristã

espac400“A Catequese não é uma supérflua introdução na fé, um verniz ou um cursinho de admissão à Igreja. É um processo exigente, um itinerário prolongado de preparação e compreensão vital, de acolhimento dos grandes segredos da fé (mistérios), da vida nova revelada em Cristo Jesus e celebrada na liturgia” (DNC, n.37).

A ESPAC – Escola de Pastoral Catequética deu início à sua segunda turma do Curso de Iniciação à Vida Cristã. O Curso tem o objetivo de Conhecer e vivenciar o RICA e qualificar os agentes em um processo de educação permanente da fé. Teve início em maio e terminará em julho de 2013.

O conteúdo trabalhado está dividido em quatro módulos:

Módulo 1 – Catequese com Inspiração Catecumenal

Módulo 2 – A Palavra de Deus na Iniciação à Vida Cristã

Módulo 3 – Estudo do RICA

Módulo 4 – Iniciação à Vida Cristã Hoje

As Paróquias de Santa Luzia, São Benedito, Nossa Senhora da Paz, São Pedro e São Paulo, Nossa Senhora das Dores e Parque Potira, enviaram alguns de seus catequistas e agentes de pastorais para participarem deste curso com o intuito de prepará-los para o que propõe o Documento de Aparecida, nº 294, que “o processo catequético de formação adotado pela Igreja para a iniciação cristã seja em todo o continente como maneira ordinária e indispensável de introdução na vida cristã e como catequese básica e fundamental.”

É, portanto, um projeto a ser assumido por toda a Igreja. Todos, padres, seminaristas, agentes das diversas pastorais e serviços, catequistas… nas paróquias e comunidades devem refletir e estudar o projeto da Iniciação à vida cristã que é “um dos temas mais desafiadores de nossa ação evangelizadora. (Doc. 97 estudos da CNBB).

Em função da grande procura, a ESPAC já está pensando para o próximo semestre uma nova turma. Fique atento ao período de inscrição e envie seus agentes.

“A Iniciação Cristã dá a possibilidade de uma aprendizagem gradual no conhecimento, no amor e no seguimento de Cristo. Dessa forma, ela forja a identidade cristã com as convicções fundamentais e acompanha a busca de sentido da vida. É necessário assumir a dinâmica catequética da iniciação cristã. Uma comunidade que assume a iniciação cristã renova sua vida comunitária e desperta seu caráter missionário.” (DAp, n. 291)

Coordenação da ESPAC: 3219-6445- das 15:00 às 19:00h

Publicado em 28/05/2013 por

Progresso longe da solidariedade

Por Padre Geovane Saraiva*

Uma realidade incômoda, diante do contraste e do antagonismo em que se passa atualmente a nossa sociedade e de um modo bem concreto, a cidade de Fortaleza e o Estado do Ceará, deixando transparecer que o projeto dos homens anda léguas e léguas, distante do projeto do nosso Deus e Pai, anunciado por Jesus de Nazaré, projeto de justiça, amor, solidariedade e paz, no serviço aos irmãos, quando nos afirma no seu Evangelho: “se alguém quiser ser o primeiro, que seja o último de todos e o servo de todos” (Mc 9,35).

Neste sentido, como transformar a realidade dos sofredores? Precisamos do Espírito da verdade para que possamos ser conduzidos, segundo o referido projeto do Pai, a plena verdade. Jesus na sua entrega e obediência à vontade D’aquele que o enviou, até a morte e morte na cruz, deixa claro para nós que abraçamos a fé, no desejo de perseguir seu seguimento, tendo na mente e no coração o consequente mandamento do amor.

Como é preciosa e plausível uma reflexão sobre Fortaleza, bela cidade, mas com inúmeras coroas de espinhos, seja pelos moradores de rua (adultos e crianças) nas nossas praças e ruas , seja pelas favelas, desemprego, dependência química, como consequência, o alto índice de criminalidade. Aqui é extremamente válida e sábia a assertiva de Albert Einstein: “A palavra ‘Progresso’ não terá qualquer sentido enquanto houver crianças infelizes (…)”.

O progresso que se acentua, fortemente presente entre nós, nos estrondosos volumes de recursos, na construção do aquário na nossa cidade, das obras da copa do mundo, dos milhões que serão gastos com a construção da ponte estaiada, sobre o Rio Cocó, contrariando todo um rigoroso estudo dos nossos sábios e prestimosos ambientalistas e arquitetos, comprometendo aquilo que temos de melhor, o pulmão verde e todo o ecossistema da cidade Fortaleza. Dom Aloísio, na sua Carta Pastoral sobre o uso e a posse do solo urbano, de 31.05.1989, afirmou com maestria: “A cidade deve ser para o homem e não o homem para a cidade. Deve ser um espaço de convivência solidária para todos os que nela moram, convivência que seja resultante da convergência de esforços para tornar a cidade mais humana e também cristã” – uma cidade verdadeiramente cristã e fraterna, revelando um rosto pascal.

Veja querido leitor o que nos disse o Papa Francisco na Vigília de Pentecostes, de 18/04/2013: “Tocar no corpo do pobre é tocar no corpo de Cristo. O Pontífice contou a história de um rabino do século XII que narra a construção de torres, onde os tijolos eram mais importantes do que os construtores. Quando um tijolo se quebrava, era um drama e o operário era punido. Mas se um operário se machucava, isso não tinha nenhum problema. Isso acontece hoje: se os investimentos nos bancos caem, é uma tragédia. Mas se as pessoas morrem de fome, não têm o que comer ou não têm saúde, não é um problema! Esta é a nossa crise de hoje! E o testemunho de uma Igreja pobre para os pobres vai contra esta mentalidade”.

Encerramos nossa reflexão com as sábias palavras do Cardeal Aloísio Lorscheider, em outra Carta Pastoral, de 19/06/1983, escrita há 30 anos, com o título “Os bispos do Ceará e a seca: “Relembrando as palavras do Evangelho, nem sempre é possível dizer só coisas lindas. Na realidade, o Evangelho sempre é lindo. Mas os nossos pecados ficam achando que certas passagens do Evangelho são duras. Você deve lembrar que já para Jesus a turma de então dizia: ‘Quem pode ouvir estas palavras? Elas são duras’ (Jo 6,60). E o resultado: Desde então muitos dos discípulos se retiraram e já não seguiam (Jo. 6,66). Hoje acontece a mesma coisa. Há muita gente por aí que chama a Igreja Católica, no Brasil, de subversiva, comunista, dizendo que esta não é a Igreja deles, e procuram outra Igreja que fale menos duro. Já muitos que antes estavam com igreja católica, agora já não estão mais; retiraram-se; já não a seguem. Para eles, a palavra da Igreja, que é a palavra do Evangelho lida para a nossa situação, para nosso contexto, é muito dura ou muito forte. E conclui: Peço que ninguém fique com raiva, mas pense”.

*Padre da Arquidiocese de Fortaleza, escritor, membro da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza, da Academia de Letras dos Municípios do Estado Ceará (ALMECE) e Vice-Presidente da Previdência Sacerdotal – Pároco de Santo Afonso – geovanesaraiva@gmail.com


QR Code Business Card