Arquidiocese

Dados Gerais

Desde 1986, toda a ação missionária e pastoral da Arquidiocese de Fortaleza está articulada em Regiões Episcopais. Por sugestão do Fórum Arquidiocesano de Pastoral realizado em 2008, passou a ser debatido nas Regiões Episcopais a necessidade de uma nova configuração das Regiões. A Assembléia Arquidiocesana de Fortaleza, de 29 de agosto de 2009, aprovou-a e Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques sancionou, através do Decreto 005/2009 de 8 de dezembro de 2009, essa nova configuração com nove Regiões Episcopais. Na introdução do Decreto assim escreve o arcebispo de Fortaleza:

“Considerando a necessidade de atualização das estruturas pastorais da Arquidiocese de Fortaleza: frente ao grande crescimento que tem havido em sua população, diante do desenvolvimento das realidades eclesiais e das interpelações à Igreja para sua mais adequada ação evangelizadora;

Após ouvir o Conselho de Presbíteros, o Conselho Arquidiocesano de Pastoral e a XX Assembléia Arquidiocesana de Pastoral de 29 de agosto de 2009 com ampla representação de toda a Igreja Particular;

Atendendo a necessidade de encaminhar os resultados propostos pelas mesmas instâncias e conforme o que determina o C.D.C. em seus cânones 374 § 1, 394 § 1 e 476;

Havemos por bem decretar, como pelo presente Decreto estabelecemos a criação de nove Regiões Episcopais nesta Arquidiocese de Fortaleza, constituídas pelos territórios de suas respectivas paróquias e áreas pastorais…”

Ficaram, então, conforme o Decreto, assim estabelecidas as nove Regiões Episcopais da Arquidiocese de Fortaleza:

A Arquidiocese de Fortaleza termina o ano de 2010 com 104 paróquias e 12 áreas pastorais, sendo 57 paróquias e 8 áreas pastorais no município de Fortaleza (4 Regiões Episcopais), e 47 paróquias e 5 áreas pastorais distribuídas em outros 30 municípios (5 Regiões Episcopais), em um raio de cerca de 100 Km no entorno de Fortaleza. Veja quadro dos  Dados por Município.

Além desta dimensão territorial, a Arquidiocese também se organiza e articula por outros eixos e instâncias de animação e articulação pastoral:

• Comissões Arquidiocesanas dos Presbíteros, do Fundo de Solidariedade, do Fundo de Sustentação dos Presbíteros, de cada uma das Prioridades Pastorais.

Diversas pastorais possuem coordenação ou articulação arquidiocesana, mas a metodologia é que essas coordenações arquidiocesanas se façam sempre a partir das Regiões Episcopais. Possuem coordenação arquidiocesana: Campanhas, Conselho de Leigos, Conselho Missionário Arquidiocesano, Pastorais do Dízimo, de Catequese, de Comunicação, Familiar, Vocacional, Litúrgica, do Setor Juventude, das Comunidades Eclesiais de Base – CEBs, Grito dos Excluídos.

Os organismos de ação social, as pastorais sociais e as comunidades eclesiais de base têm uma equipe de articulação arquidiocesana, escolhida em assembléia a cada dois anos.

A articulação das Pastorais Sociais, CEBs e Organismos envolve:

Pastoral Afro, Pastoral Carcerária, Pastoral da Aids, Pastoral da Criança, Pastoral da Juventude do Meio Popular, Pastoral da Juventude, Pastoral da Mulher Marginalizada, Pastoral da Pessoa Idosa, Pastoral da Terra (CPT), Pastoral da Saúde, Pastoral da Sobriedade, Pastoral do Menor, Pastoral do Migrante, Pastoral do Povo da Rua, Pastoral do Turismo, Pastoral dos Pescadores, Pastoral dos Surdos, Pastoral Operária, Caritas Arquidiocesana, Centro de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos, Curso de Verão na Terra do Sol, Grito dos Excluídos e a coordenação arquidiocesana das CEBs.

Os serviços, movimentos, associações e comunidades novas também possuem uma instancia arquidiocesana de articulação: o Fórum dos Movimentos Eclesiais – FAMEC.

Do FAMEC participam:

10 Associações Religiosas: Apostolado da Oração, Arautos do Evangelho, Associação de Educação Católica (das Escolas), Associação Internacional de Caridade, Comunidade de Vida Cristã – CVX, Legião de Maria, Movimento das Vocações Sacerdotais Religiosas (Serra), Obra Lumen de Evangelização, Renovação Cristã do Brasil e Sociedade de São Vicente de Paulo – SSVP

5 Serviços Eclesiais: Encontro de Casais com Cristo (ECC), Fazenda da Esperança (feminina), Fazenda da Esperança (masculina), Obra Kolping no Ceará e SOS de Deus.

15 Movimentos Eclesiais: Cursilho de Cristandade (MCC), Encontro Matrimonial, Equipes de Nossa Senhora (ENS), Equipes Docentes, Movimento Apostólico Mãe Rainha de Schöenstatt, Movimento Comunhão e Libertação, Movimento do Caminho, da Verdade e da Vida (MCVV), Movimento Familiar Cristão, Movimento Focolares (feminino), Movimento Focolares (masculino), Movimento Marial Vicentino, Oficinas de Oração e Vida, Regnum Christi, Renovação Carísmática Católica e Terço dos Homens Mãe Rainha (THMR).

10 Comunidades Novas: Comunidade Canção Nova, Comunidade Católica Anuncia-me, Comunidade Católica Corpo Místico de Cristo, Comunidade Católica Nova Evangelização, Comunidade Católica Shalom, Comunidade Coração de Jesus, Comunidade Face de Cristo, Comunidade Jesus e Maria, Comunidade Obreiros da Tardinha e Comunidade Recado.

Compartilhe

Subir

Visite também

CEBs - Comunidades Eclesiais de Base

Conselhos

Conselhos arquidiocesanos, presbiteral, consultores, etc.

Cúria

Membros que compõem a Arquidiocese de Fortaleza

Documentos Arquidiocesanos

Famec

Antiga Catedral

História

Conheça a história da Arquidiocese de Fortaleza

Objetivo Geral da Arquidiocese

Organismos

Pastorais

Conheça as pastorais e os organismos de Fortaleza

Pontifícias Obras Missionárias

Seminários Arquidiocesanos

Serviço


QR Code Business Card