Seminário Povos Indígenas e Superação da Violência - Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Seminário Povos Indígenas e Superação da Violência

Centro de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos da Arquidiocese de Fortaleza (CDPDH) realizará no dia 29 de junho, no Centro de Pastoral Maria, Mãe da Igreja (localizado na Av. Dom Manuel, nº 339 – Centro) o Seminário Povos Indígenas e Superação da Violência.

O Seminário tem como objetivo discutir a temática da segurança pública dos povos indígenas inclusos no território da Arquidiocese de Fortaleza na perspectiva da Campanha da Fraternidade do ano de 2018.

Seminário Povos Indígenas e Superação da Violência é uma realização do Centro de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos da Arquidiocese de Fortaleza (CDPDH), organização não governamental que tem 35 anos de atuação na defesa e na
promoção dos direitos humanos dos povos indígenas no estado do Ceará.

A Campanha da Fraternidade tem como objetivo geral a construção da fraternidade através da promoção e da cultura da paz, da reconciliação e da justiça, a luz da palavra de Deus, como caminho da superação da violência.

O Documento Base da Campanha cita a violência contra os povos originários como um dos reflexos da falta de fraternidade e respeito à cidadania e aos direitos alheios. Por essa razão, consideramos que tal evento possibilitará a troca de experiências
e promoção de uma cultura de paz que respeite os elementos culturais dos povos originários.

O CDPDH atualmente atua junto aos povos Tapeba (Caucaia), Pitaguary (Maracanaú e Pacatuba), Kanindé (Canindé e Aratuba) e Jenipapo-Kanindé (Aquiraz).

Todos esses povos atualmente são impactados com a escala da violência e estão vendo seus territórios sendo invadidos pelo tráfico de drogas, furtos, roubos e outras práticas criminosas, o que nos motiva a realizar o seminário.

Participarão representantes indígenas, assim como os membros do Centro de Pastoral “Maria, Mãe da Igreja”: Pastorais Sociais, Cebs, Organismos e Secretariado de Pastoral.

Programação

8h – Acolhida e Café da Manhã.

9h – Ritual de Abertura.

9h30min – Fraternidade e Superação da Violência.

10h30min – Violência nas Terras Indígenas do Ceará.

12h – Debate.

12h30min – Almoço.

14h – Grupos de Trabalho divididos por segmentos – Violência contra as mulheres, violência contra os jovens e violência territorial.

15h30min – Plenária e Sistematização.

16h – Leitura da carta final.

17h – Encerramento.

Informações pelo telefone (85) 3388-8708 no CDPDH. 

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Confirmada a programação do XIV Evangelizar é Preciso Fortaleza

“A responsabilidade jurídico-administrativa dos párocos” é tema de palestra da Católica de Quixadá

Em dia que marca seu nascimento, CNBB divulga vídeo que destaca marcos da sua trajetória a serviço da Igreja no Brasil

Jesus é missão: comunidades celebram 1ª Semana Missionária Arquidiocesana

João Paulo I será beato: Episcopado brasileiro havia pedido sua beatificação