Nota de falecimento: Padre Luiz Renato Francisco Derouet | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Nota de falecimento: Padre Luiz Renato Francisco Derouet

Faleceu de morte natural, na terça-feira, dia 16 de junho de 2020, na França,  aos 90 anos, o estimado Padre Luiz Renato Francisco Derouet. Padre Luiz Derouet,  como era conhecido,  viveu seu ministério sacerdotal e missionário na Arquidiocese de Fortaleza por mais de quatro décadas.
 
Nasceu no dia 22 de janeiro de 1930, na França, filho de Léon Derouet e Joséphine Legras. Foi ordenado sacerdote no dia 30 de junho de 1962, em Lyon, na França.
 
Estudos: Vocação de adultos, em Lyon, França. Filosofia em Paris e Teologia também em Lyon, França.
Chegou em Petrópolis, Rio de Janeiro, em 1968 e no ano seguinte veio para a cidade de Fortaleza onde iniciou  o trabalho junto ao povo do bairro do Pirambu.
 
Em 1970, foi nomeado capelão  da Capela Santa Luzia, no bairro Jardim das Oliveiras. Possuidor de grande carisma, respeitador e considerado na Arquidiocese de Fortaleza, por muitos anos, o principal animador da juventude, tendo sido assessor da Pastoral da Juventude (PJ) e da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP).
 
Padre Luiz foi um grande incentivador das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). Por onde passou, criou e animou os grupos das CEBs. Ele morou durante 20 anos na sacristia da Capela de Santa Luzia, em um pequeno quarto, o qual ele considerava suficiente. O Padre chegou a trabalhar no Hospital Geral de Fortaleza, como torneiro mecânico. Ficou muito conhecido pelo “padre da bicicleta”, pois era assim que se locomovia dentro das comunidades a que assistia.
 
Durante mais de 20 anos assumiu algumas comunidades para as quais foi designado, tais como Santa Luzia, Menino Deus e São Sebastião que, naquela época, pertenciam inicialmente à Paróquia de Messejana e depois à Paróquia Nossa Senhora da Glória. Hoje, essas comunidades pertencem a Paróquia do Menino Deus, no bairro Luciano Cavalcante. Durante este período até a criação das Regiões Episcopais, foi vigário forâneo da Forania Sul 2.
 
Em 1990 morar no Conjunto Jereissati/Timbó, no Maracanaú, onde ficou por oito anos.
 
Em 1998 foi morar no Parque São Miguel, em Messejana, onde permaneceu por mais de dez anos no serviço pastoral a uma das comunidades mais  pobres de Fortaleza. 
 
Em 2010, este grande missionário,  por problemas sérios de saúde, aos 80 anos, voltou a seu país de origem. Em todo o seu ministério sacerdotal, padre Luiz Derouet deu suma importância ao trabalho com a  juventude, testemunhou seu amor a Cristo, seguindo o seu exemplo em sua opção pelos mais pobres e marginalizados. Muito amável com todos, tinha sempre um sorriso no rosto. Foi um presbítero de grandiosa sabedoria, muita leitura e simplicidade. Que Deus já o tenha acolhido em sua morada.

7 Comentários »

7 Comentários »

  • ANDRE LUIS AZEVEDO LIMA disse:

    Tenho certeza que este homem santo já habita a morada dos justos, sou morador do bairro Luciano Cavalcante desde 1971, e acompanhei grande parte do trabalho de Padre Luis, homem simples devotado a causa dos mais pobres, sempre em sua bicicleta visitando os paroquianos, viveu uma vida verdadeiramente Santa e devotada a ajudar os mais necessitados.

  • Luciana Silva disse:

    Um professor da comunidade são Miguel Arcanjo muito respeitoso. Eu particularmente amava suas homilias grandes. Batizou muitas crianças, dos meus cínico filhos foram dois. Amei O tempo que ele passou por aqui,só tenho adesejalo um pedacinho do Céu,Maicon Deus nossa senhora te acompanhe. Ave Maria chia de graça o sanhor é com Vosco bendita sois vós entre as mulheres e bendito é O fruto do vosso ventre Jesus Santa Maria mãe De Deus rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morre Amém

  • Maria Zulene Ferreira Pontes disse:

    Um ser humano, maravilhoso! Humilde, alegre, simples demais. Participamos de grupo de jovens . Na comunidade menino Deus. Pra mim , e um Santo. Que Deus o tenha em sua glória!

  • Sildene da Silva disse:

    Lamentável sua partida, Fiz minha primeira comunhão com ela aqui em Fortaleza cê , Ele vai continuar no meu pensar carrego comigo grandes ensinamentos dele que e sempre lembrado nas reuniões de minha família , Que o bondoso Deus o receba em sua glória ……….. Quando fui fazer a primeira comunhão eu era a única criança que não tinha sapato , Sabe o que ele fez pediu as outras crianças sem falar o motivo que era para todas entrar na igreja de pés descalço, E assim aconteceu , hoje entendo muito melhor o amor ao próximo que está tão perto de nós, sua fala diferente me deixava encantada etc…..

  • José Alberto disse:

    Conheci muito o Padre Luiz, participei muita vezes de encontros das CEB’s, Juventude, … frenquentamos muita vezes a igreja no Jardim das Oliveiras. Em um de seus aniversários a comunidade participando de uma celebração feita para ele, o Prof. Ciro lhe deu de presente a flauta, pois ele gostava de tocar, nesse dia foi muito animado na comunidade com o seu aniversário. Uma pessoa muito simples mais muito comprometido com a justiça. Que Deus lhe receba em sua glória. PADRE LUIZ PRESENTE.

  • Cristiano Viana - Kiliano disse:

    Grande padre, conheci na comunidade do São Francisco – Área pastoral do São Miguel. Contribui muito como minha caminhada na Igreja, escreveu minha “carta para seminário diocesano de Fortaleza”. Grande exemplo de testemunho de Cristão. Conversamos muitas vezes em sua residencia no bairro São Miguel (Messejana). Guardo com muito carinho seu livro “O Reino de Deus e a comunidade de Jesus” 2004. Terá um bom lugar no Reino de Deus! Saudades!

  • Ademir Costa disse:

    Que bela biografia! Agradeço a Deus por este testemunho.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Paróquia Santa Paula Frassinetti, na Granja Lisboa celebra a sua padroeira

Clero de Fortaleza realiza retiro online pela primeira vez

Segundo Encontro – Plano de Evangelização

Herança dos Santos