Dom Lustosa: um Pastor com espiritualidade mariana | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Dom Lustosa: um Pastor com espiritualidade mariana

A 5 de novembro de 1941 chegava à cidade Fortaleza, como Arcebispo desta Arquidiocese, Dom Antônio de Almeida Lustosa, um filho de Nossa Senhora de Lourdes. Um homem que deixará em seus passos a fama de santidade e a marcante devoção a Nossa Senhora. Assim, Dom Lustosa sintetizava sua grandeza espiritual e humana, marcadamente como um cristão de singular amor por Nossa Senhora.

A 11 de fevereiro de 1858 à jovem Bernadette Soubirous aparecia a Virgem Mãe de Deus, sob o nome de Imaculada, aquela que mais tarde chamaríamos de Nossa Senhora de Lourdes. A menos de uma década depois, devido à força dessa aparição e após intensa investigação de peritos, o Papa Pio IX autoriza em 1862 o seu culto público.  Com a autorização papal, o culto a Nossa Senhora de Lourdes se espalha pela Europa e transcende até as Américas, assim, a Virgem de Lourdes é também querida e conhecida pelas terras brasileiras, por muitos fiéis católicos brasileiros.

Em 11 de fevereiro de 1886, vinte anos após a primeira aparição, nasce em São João Del Rei-MG, Antônio de Almeida Lustosa, uma criança que será profundamente marcada pelo amor a Cristo e pelo amor a Nossa Senhora. Seu nascimento, no dia de Nossa Senhora de Lourdes lhe marcou tanto, que também quis a providencia divina, que sua ordenação episcopal acontecesse no dia de Nossa Senhora de Lourdes, a 11 de fevereiro de 1925. Com isso, Dom Lustosa marca seu episcopado, seu pastoreio com um forte carisma mariano, que se caracteriza pelo cuidado aos enfermos e a sensibilidade a todos quantos sofriam, assim, com um coração materno-paterno, Dom Lustosa exalava uma santidade que aos dias de hoje guia sua causa de beatificação e canonização.

Em Dom Lustosa, a intimidade com a Mãe de Deus não se restringia à devoção a Lourdes, mas se estendia por outros títulos, outras expressões marianas. Na família salesiana viu crescer o amor pela devoção à Nossa Senhora Auxiliadora, aquela de quem ele dizia ser a devoção mais rápida, “ligeirinha” em atender as preces dos fiéis. Para ele, Nossa Senhora Auxiliadora era mãe carismática, devido a ser patrona da família salesiana e também mãe próxima e amável.

Em Fortaleza, a 09 de outubro de 1952, uma grande multidão se reunia para acolher a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima, entre os que se entusiasmavam nesta festa estava Dom Lustosa, que acolhendo a Imagem de Fátima, o fazia com grande devoção, fazendo-a percorrer rincões do Ceará. É desta devoção mariana que Dom Lustosa concorre, com a colaboração dos fiéis, para a construção da igreja que seria o santuário de Nossa Senhora de Fátima em Fortaleza. Sua devoção fez-lhe expressar o amor em canto, em belas orações e exortações sobre Nossa Senhora.

Muitas pessoas testemunham que Dom Lustosa foi um bispo de terço diário, uma devoção alimentada pela oração, donde seguramente brotou sua coragem para encampar as obras da Igreja Catedral, dedicada ao esposo de Maria, São José. Sua oração, dedicação aos mais sofridos e ao sagrado, alimentou-se dessa intimidade com a Serva do Senhor. Maria sempre modelo de serviço e adoração. Assim, aquele que muito rezou as orações marianas, parte para a casa do Pai a 14 de agosto de 1974, às vésperas da festa da Padroeira da cidade de Fortaleza: Nossa Senhora da Assunção.

Nascido nos braços de Nossa Senhora de Lourdes a 11 de fevereiro de 1886, faz sua páscoa eterna nos braços de Nossa Senhora da Assunção a 14 de agosto de 1974. Às vésperas da grande festa da padroeira da cidade que ele tanto amou, Dom Lustosa parte nos braços de Maria, a Mãe do Senhor, para participar das festividades na cidade celeste.

Roguemos que Nossa Senhora, a Mãe do Senhor, interceda por nós, interceda também pela causa de Beatificação e Canonização deste seu filho: Dom Antonio de Almeida Lustosa.

Pe. Abimael F. do Nascimento, msc
Pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Sagrado Coração
Membro da Comissão Arquidiocesana pela Causa de Beatificação e Canonização de Dom Antonio de Almeida Lustosa.

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Festa da Paróquia Santa Luzia no Meireles

Segundo domingo do Advento ou Solenidade da Imaculada Conceição? Entenda

Papa: resgatar os símbolos cristãos natalianos perdidos no imaginário comercial

O Vídeo do Papa: cada criança que sofre é um grito que se eleva a Deus

Padre João Mascarenhas celebra Jubileu de Prata Sacerdotal