Pastoral da AIDS da Arquidiocese de Fortaleza realiza ações pelo Dia Mundial de Luta contra a Aids | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Pastoral da AIDS da Arquidiocese de Fortaleza realiza ações pelo Dia Mundial de Luta contra a Aids

A Pastoral da Aids da Arquidiocese de Fortaleza realiza no dia 1º de dezembro ações pela passagem do Dia Mundial de Luta contra a Aids em vista do incentivo ao tratamento e sua adesão, como importante estratégia para a prevenção da epidemia e o autocuidado às pessoas que já vivem com HIV/AIDS, gerando bem estar e vida com qualidade.

A Pastoral da Aids nasceu na Arquidiocese de Fortaleza no Ano de 2006. Vêm desenvolvendo sua Missão através de organização de capacitações de agentes, seminários, palestras, visitas aos doentes e outras atividades.

Programação  

De 28 de Novembro a 08 de Dezembro
18h – Nos Festejos da Paróquia Mãe Santíssima, do bairro Parque Dois Irmãos será reservado um estande para a Pastoral da Aids divulgar seu material.

Dia 01 de Dezembro
8h – Missa na TVC-Ceará – Canal 5. Importante participação de todas e todos da Pastoral da Aids.
14h – Dezembro Vermelho, no Centro Cultural Belchior / Praia de Iracema. Atividades de panfletagem e informação junto ao Fórum do Movimento Social de Luta contra a Aids, Frente Parlamentar e Secretaria Municipal de Saúde. Importante participação de todas e todos da Pastoral da Aids.

Dia 07 de Dezembro
Capacitação na Diocese de Tianguá tendo como assessora Jacqueline – Pastoral da Aids.

Dia 08 de Dezembro
Capacitação na Diocese de Sobral tendo como assessora Jacqueline – Pastoral da Aids.
Visita ao Hospital São José, em Fortaleza  ao (Grupo A).

Dia 10 de Dezembro
20h – Roda de Conversa, na Paróquia Mãe Santíssima, no bairro Parque Dois Irmãos. Responsáveis: Edineide, Edilene, Christiane e Jacqueline. Mas quem quiser colaborar, é muito bem-vinda/o.

Dia 12 de Dezembro
9h – Abraço ao Hospital São José, em Fortaleza. 

Dia 15 de dezembro 
Das 10h às 16h – Festa da Vida, na Praça em frente à Igreja de Fátima. Divulgação do trabalho da Pastoral da Aids.

Visita ao Hospital São José, em Fortaleza ao (Grupo B).

Dia 22 de Dezembro 
Das 8h às 16h – Na Fábrica de Imagens será realizado planejamento, espiritualidade e confraternização da Pastoral da Aids, com café da manhã, almoço, lanche da manhã e tarde.

Informações pelo os telefones (85) 987343594 com Edineide – Pastoral da Aids Arquidiocese de Fortaleza.

Dia Mundial de Luta Contra a Aids

O Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi criado para relembrar o combate à doença e despertar nas pessoas a consciência da necessidade da prevenção, aumentar a compreensão sobre a síndrome e reforçar a tolerância e a compaixão às pessoas infectadas.

Foi a Assembleia Mundial de Saúde, com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), que instituiu a data de 1º de Dezembro. A decisão foi tomada em outubro de 1987. No Brasil, a data passou a ser comemorada a partir de 1988, por decisão do Ministro da Saúde.

É um convite ao compromisso e solidariedade com quem vive em situação de vulnerabilidade ou exclusão. A cada ano, diferentes temas são abordados, destacando importantes questões relacionadas à doença. Neste ano de 2019 retoma a campanha “Cuide bem de você e de todos que você ama” de 2014, que teve o padre Fábio de Melo como garoto propaganda.

A Pastoral da Aids é um serviço da Igreja que atua na acolhida, informação, prevenção e solidariedade na luta contra a Aids e tem a seguinte Missão: Em  comunhão com a Igreja, Evangelizar  Homens e  Mulheres.

A Pastoral da Aids está sempre atenta às necessidades das pessoas que vivem com HIV, trabalha na prevenção e contribui com a sociedade na contenção da epidemia, envolvendo todos os Cristão na luta contra a Aids.

Segundo as diretrizes gerais da CNBB “Serviço de Prevenção ao HIV e assistência aos Soropositivos: A Igreja assume este Serviço e sem preconceitos, acolhe, acompanha e defende os Direitos daqueles e daquelas que foram infectados pela Aids. Faz também o trabalho de prevenção, pela conscientização dos valores Evangélicos, sendo presença misericordiosa e promovendo a Vida como bem maior”.

Laço Vermelho
O Laço Vermelho é o Símbolo de solidariedade e de Comprometimento da luta contra Aids. O Projeto do Laço Vermelho foi criado em 1991 pela Visual  Aids, Grupo de Profissionais de Arte de Nova Iorque. Eles queriam homenagear amigos e colegas que havia morrido ou estavam morrendo de Aids.

Dados
De acordo com o Programa das Nações Unidas sobre o HIV (Unaids), em 2019, há 37,9 milhões de pessoas infectadas com o vírus no mundo, dos quais 23,3 milhões têm acesso à terapia antirretroviral. Do total de infectados no mundo, 36,2 milhões são adultos e 1,7 milhão são crianças e jovens com menos de 15 anos.

No Brasil, o último Boletim Epidemiológico da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, divulgado em 2018, mostra que, entre 2007 e 2018, foram notificados, pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), 247.795 casos de Aids (68,6% em homens e 31,4% em mulheres). O Brasil teve uma média de 40 mil novos casos da doença nos últimos cinco anos, com maior concentração nas regiões Sudeste e Sul.

Tratamento do HIV como prevenção
É comprovado cientificamente que o tratamento da pessoa que vive com HIV leva o vírus a ficar indetectável no sangue, bem como no sêmen. O vírus fica confinado em certos órgãos considerados santuários do HIV no nosso corpo, porém não circula na corrente sanguínea. Por isso, a pessoas com HIV deve ser prontamente oferecida a terapia antirretroviral. Com ela, além da pessoa sentir-se mais disposta, com mais apetite, há aumento na expectativa de vida e a pessoa não transmite o HIV.

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

As paróquias da Aerolândia e da Bela Vista vivenciam visitas pastorais neste final de semana

Natal da Paz da Comunidade Católica Shalom terá música, teatro e exposição de presépios na Praça Luiza Távora

Rede Cearense realiza a 17ª edição do Feirão de Socioeconomia Solidária

CNBB emite nota sobre o desrespeito à fé cristã

11ª Festa da Vida celebra iniciativas de promoção humana na Arquidiocese de Fortaleza