NOTA DE FALECIMENTO de Dom José Mauro Ramalho de Alarcón e Santiago | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

NOTA DE FALECIMENTO de Dom José Mauro Ramalho de Alarcón e Santiago

“Dom Édson de Castro Homem, bispo de Iguatu, comunica o falecimento ocorrido hoje, em Iguatu, do nosso amado bispo emérito, Dom José Mauro Ramalho de Alarcon e Santiago.

Dom Mauro nos deixa aos 94 anos, 70 deles dedicados ao sacerdócio. Seu espírito pioneiro ao instalar as bases da Diocese de Iguatu e a dedicação as causas de formação de seminaristas e padres, bem como seus dons musicais são marcas inequívocas da sua passagem pela Diocese de Iguatu. Destacamos também a luta de dom Mauro em defesa das causas de Deus, com força e determinação e, por isso, é digno de ser seguido como exemplo para as novas e as futuras gerações.

A Diocese decreta luto oficial por sete dias para que as devidas honras e despedidas sejam prestadas pela população que tanto ama dom Mauro.

Dom Edson, bispo titular, e todo o povo da Diocese de Iguatu, mergulham em preces ao Senhor da vida, suplicando para este nosso querido irmão a felicidade divina.

“Daí-lhe Senhor, o descanso eterno! E brilhe para ele a vossa luz”!

Dom Mauro era devoto e Patrono da Matriz de Senhora Sant’Ana.

Dom Mauro foi o 1º Bispo de Iguatu. Tinha como lema ‘Reple Cordis intima’ (Enchei o íntimo do coração).

Dom José Mauro Ramalho de Alarcón e Santiago,  nasceu em Russas, 14 de maio de 1925, é bispo da Igreja Católica do Brasil, emérito da Diocese de Iguatu, da qual foi seu primeiro bispo diocesano.

Era filho do farmacêutico José Ramalho de Alarcón e Santiago, então prefeito de Russas e de Maria Ramalho de Alarcón e Santiago.

Ingressou no Seminário Arquidiocesano de Fortaleza em 1937 e, concluindo seus estudos em Filosofia e Teologia, foi ordenado sacerdote em 5 de fevereiro de 1948. No ano seguinte, foi nomeado diretor do Ginásio Diocesano de Limoeiro do Norte, permanecendo neste cargo até 1954. Depois foi nomeado capelão do Ginásio Marista, então um internato para meninos em Aracati. Em 1956 foi nomeado pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário de Aracati.

Em 13 de outubro de 1962 foi nomeado pelo papa João XXIII bispo diocesano para a recém-criada Diocese de Iguatu, desmembrada da Diocese do Crato.

José Mauro é o primeiro bispo oriundo da Diocese de Limoeiro do Norte, desde que esta foi criada em 1938, e o 21º bispo nascido no Ceará. Foi sagrado bispo em 6 de janeiro de 1962 por D. Aureliano Matos, com auxílio de D. Terceiro de Sousa, bispo de Penedo, e D. Vicente Matos, bispo do Crato.

Esteve à frente da diocese por 38 anos, tendo sua resignação publicada em 26 de julho de 2000. Foi sucedido por seu auxiliar D. José Doth, falecido em 26 de novembro de 2017.

Dom Edson de Castro Homem
Bispo de Iguatu, Ceará

Pela Assessoria de Imprensa da Diocese de Iguatu
Luís Sucupira – (MTE3951/CE) – 85 99939-8956 – 88 98145-6003

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Não deixe morrer a profecia

Pernambuco se prepara para receber Congresso Eucarístico Nacional

Tríduo e a Festa de Nossa Senhora de Lourdes

O Papa: a hospitalidade é uma virtude ecumênica que exige disposição para ouvir os outros

Papa acolhe renúncia de dom Carmelo Scampa e nomeia novo bispo para São Luís de Montes Belos (GO)