Editorial - Fevereiro de 2020 | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Editorial – Fevereiro de 2020

FRATERNIDADE E VIDA

Desde 1964 a Igreja no Brasil, durante o tempo especial da Quaresma, em preparação para a Páscoa e com um grande estímulo para a renovação da vida cristã, sob o impulso do Concílio Vaticano II, a grande proposta de renovação da Igreja e sua missão no mundo, começou o que se chama a Campanha da Fraternidade.

A grande novidade – Evangelho – da fé cristã é o encontro com Jesus, o Filho Eterno que nos revela o Pai e no coenvolve na fraternidade universal dos filhos e filhas de Deus. O fundamental objetivo da vida cristã é estar em comunhão com o Amor de Deus, Pai, e ser comunidade de irmãos em Cristo Jesus. A comunhão de toda a humanidade na comum dignidade dada pelo Criador e no seu destino eterno de unidade plena nEle inspira e estimula a missão da Igreja – comunidade germe e instrumento do Reino de Deus, que é a realização plena da humanidade.

Assim, toda a convivência humana ganha sua maior e definitiva dimensão. E tudo o que se refere aos relacionamentos humanos, interpessoais, sociais, políticos, universal, encontra luzes e forças para sua justa realização no bem comum de todos. 

A Campanha da Fraternidade é o modo com o qual a Igreja no Brasil vivencia a Quaresma. Há mais de cinco décadas, ela anuncia a importância de não se separar conversão e serviço à sociedade e ao planeta. A cada ano, um tema é destacado, assim, a Campanha da Fraternidade já refletiu sobre realidades muito próximas dos brasileiros: família, políticas públicas, saúde, trabalho, educação, moradia e violência, entre outros enfoques.

Em 2020, a CF convida a olhar de modo mais atento e detalhado para a vida. Com o tema “Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso” e lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34), busca conscientizar, à luz da palavra de Deus, para o sentido da vida como dom e compromisso, que se traduz em relações de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e no planeta, casa comum. 

Ela convida a um olhar que se eleva para Deus, no mais profundo espírito quaresmal, e volta-se também para os irmãos e irmãs, identificando a criação como presente amoroso do Pai. A Campanha será uma motivação para olhar transversalmente as diversas realidades, interpelando a todos ao respeito do sentido que, na prática, se atribui à vida, nas suas diversas dimensões: pessoal, comunitária, social e ecológica.

“Não se pode viver a vida passando ao largo das dores dos irmãos e irmãs”, diz um trecho do texto base preparado pela CNBB. Ver, sentir, compaixão e cuidar são os verbos de ação que irão conduzir este tempo quaresmal. Para isso convida que cada pessoa, cada grupo pastoral, movimento, associação, Igreja Particular e o Brasil inteiro, motivados pela Campanha da Fraternidade, possam ver fortalecida a revolução do cuidado, do zelo, da preocupação mútua e, portanto, da fraternidade.

+ José Antonio Aparecido Tosi Marques,
Arcebispo Metropolitano de Fortaleza

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Editorial – dezembro 2020: Advento – vinda do Senhor

Decretos e Provisões – novembro 2020

A canonização de Charles de Foucauld