Editorial – dezembro 2019: “Cuida dele”. (cf. Lc. 10, 35) | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Editorial – dezembro 2019: “Cuida dele”. (cf. Lc. 10, 35)

dom jose antonio
Dom José Antonio

A frase presente na parábola do Bom Samaritano, narrada no Evangelho de Lucas, é o lema que animará a Campanha para a Evangelização deste ano, Campanha que se desenvolve desde a Solenidade de Cristo Rei até o Terceiro Domingo do Advento.

A CNBB convida à reflexão de como o Natal de Jesus inspira o compromisso do cuidado, que remete à parábola do Bom Samaritano (Lc 10, 25 a 37). Ele mesmo, Jesus, veio ao nosso encontro para cuidar de nós!

Esta passagem do Evangelho segundo Lucas se encontra após o envio missionário, a ação missionária e o retorno dos missionários que se alegram com os frutos da missão.

Assim, a partir da prática do próprio Jesus que envolve os seus discípulos em sua missão, a Igreja no Brasil chama os fieis à consciência, à missão e à ação missionária, participando com o Senhor na obra do Evangelho para toda a humanidade. “ Vá e faze tu o mesmo.” (Lc 10, 37)

Em sintonia com as novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE 2019-2023), e suas propostas de construção da casa comum: casa da Palavra, do Pão e da Caridade.  O anúncio da Palavra, os pobres e a comunidade estão estreitamente relacionados aos pilares que as diretrizes estabelecem como figura da comunidade eclesial missionária. O discipulado de Jesus leva o que recebe o Evangelho a se tornar participante dele no acolhimento da Palavra, na Comunidade alimentada pelo Pão da Vida, nas relações da Caridade, na Missão voltada a todo o mundo – construção do Reino de Deus.

O objetivo da Campanha é motivar os fiéis a participarem efetivamente da missão da Igreja por meio do testemunho de vida, de ações pastorais específicas e da garantia de recursos para a ação pastoral na Evangelização.

Daí surge a proposta de gesto concreto da Campanha, que é a coleta promovida em todo o Brasil no terceiro domingo do Advento.

A coleta da Evangelização, que se realiza no Terceiro Domingo do Advento – neste ano no dia 15 de dezembro – torna possível a participação de todos na missão comum de “… anunciar o Evangelho a toda criatura” pela dedicação real e concreta ao cuidado da proclamação da Palavra de Deus que leva à Fé, na realização da própria vida eclesial na união dos discípulos alimentados pela Graça Sacramental, nas expressões do cuidado da Caridade aos irmãos, a começar dos mais pequenos, expressão da comunhão do Amor na dignidade da Vida para todos. E dá também respaldo às ações da Missão ao encontro do mundo que espera pelo Senhor e pela nova vida que Ele quer fazer chegar a toda criatura.

Os recursos arrecadados são divididos entre as dioceses, os regionais e a CNBB para as iniciativas evangelizadoras, como as atividades de formação e o financiamento de ações pastorais.

A Campanha para a Evangelização atualiza nossa consciência cristã do mandato de Jesus aos discípulos a partirem para cuidar de levar o Evangelho a todas as criatura, até os confins da terra, no espaço e no tempo, como foi dado pelo Senhor no princípio, também aconteça no hoje de nossa história e chegará até a consumação do Reino de Deus.

Somos chamados, nós agraciados com o Evangelho, a cuidar pelo testemunho da Palavra, dos pobres e da comunhão de todos em Cristo. E são tantos os feridos à beira da estrada, que esperam pelo cuidado do Bom Samaritano.

+ José Antonio Aparecido Tosi Marques
Arcebispo Metropolitano de Fortaleza

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

“Maria, Comunicadora da Vida” é o tema da Festa da Padroeira 2020 da Paróquia da Glória

Carta Circular 007/2020: Solenidade da Assunção de Nossa Senhora – Caminhada com Maria 2020

A Pastoral da Criança completará 35 anos no Ceará com programação especial remota

O Papa convida a rezar pelo Líbano neste momento trágico e doloroso

Comissão Arquidiocesana de Catequese oferece curso sobre o Novo Diretório Geral de Catequese