Proteja-se contra o Sarampo. Vacine-se! | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Proteja-se contra o Sarampo. Vacine-se!

No Brasil, em 2018 iniciou-se novo surto da doença, atingindo os Estados de Roraima e Amazonas. Porém, mais oito Unidades Federadas confirmaram casos da doença: Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro. Pernambuco, Sergipe, São Paulo, Rondônia, Bahia e Distrito Federal, com mais de 10.000 casos confirmados da doença e 12 óbitos. Mais recentemente, foi confirmado um caso em Natal (RN).


O Sarampo é uma doença infecciosa grave, extremamente contagiosa, que pode evoluir com complicações e óbito. A transmissibilidade da doença é muito alta e se dá pelas vias aéreas
superiores (fala, tosse, espirro). As complicações do sarampo podem deixar sequelas, tais como:
diminuição da capacidade mental, cegueira, surdez e retardo do crescimento. O agravamento da doença pode levar à morte de crianças e adultos. A única maneira de prevenção se dá pela vacinação. Todas as pessoas menores de 29 anos de idade devem ter, comprovadamente, duas doses da vacina tríplice viral. Todas as pessoas com idade entre 30 e 49 anos de idade devem ter pelo menos uma dose da vacina tríplice viral.
Diante deste panorama, a Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza, vem intensificando as ações de vacinação no município.

Dom José Antonio, arcebispo de Fortaleza, em sintonia com os apelos da Secretaria de Saúde de Fortaleza, deseja que em todas as Regiões Episcopais, Paróquias, Áreas Pastorais e Comunidades faça-se chegar esse comunicado.

Informações no Arquivo em anexo.

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Mutirão do aconselhamento no próximo dia 19/02 na Capela de Santo Expedito

ESPAC celebra 50 anos de serviço à Igreja Católica no Ceará

Seminário de Conjuntura Política prepara nova metodologia de análise de conjuntura da CNBB

Querida Amazônia, a Exortação do Papa por uma Igreja com rosto amazônico

Dom Walmor fala da expectativa da publicação da Exortação Apostólica Pós-Sinodal do Papa Francisco