João Paulo I será beato: Episcopado brasileiro havia pedido sua beatificação - Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

João Paulo I será beato: Episcopado brasileiro havia pedido sua beatificação

Já de há muito se esperava esta notícia. A fama de santidade de Albino Luciani está presente no mundo inteiro, inclusive no Brasil. O fato de todo o episcopado brasileiro ter pedido a abertura de sua causa de beatificação é uma expressão eloquente da fama de santidade deste grande pastor, que havia escolhido a palavra “humilitas” para seu brasão episcopal. É conhecida a amizade que Albino Luciani teve com o cardeal Lorscheider e a proximidade do futuro beato com o Brasil, tendo-o vistado em 1975

Raimundo de Lima – Vatican News

A notícia desta quarta-feira (13/10) da autorização dada pelo Papa Francisco à Congregação das Causas dos Santos a promulgar o decreto sobre a cura milagrosa atribuída à intercessão de João Paulo I nos enche de alegria. Com este ato do Santo Padre abre-se o sinal verde para a beatificação de Albino Luciani, “o Papa sorriso”, cujo Pontificado durou apenas 33 dias, um dos mais breves na história da Igreja.

João Paulo I foi eleito Papa em 26 de agosto de 1978, sucedendo Paulo VI, e veio a falecer em 28 de setembro seguinte. Com essa decisão de Francisco, só falta agora aguardar a data da beatificação de Luciani, a ser estabelecida pelo próprio Santo Padre.

Já de há muito se esperava esta notícia. A fama de santidade de Albino Luciani está presente no mundo inteiro, inclusive no Brasil. O fato de todo o episcopado brasileiro ter pedido a abertura de sua causa de beatificação é uma expressão eloquente da fama de santidade deste grande pastor, que havia escolhido a palavra “humilitas” para seu brasão episcopal.

Amizade com Lorscheider e proximidade com o Brasil

LEIA TAMBÉM13/10/2021

Papa João Paulo I, milagre reconhecido: será proclamado beato

É conhecida a proximidade de Albino Luciani com o Brasil, a amizade que teve com o cardeal Aloísio Lorscheider. Dom Aloísio acompanhou o futuro Papa João Paulo I quando de sua ida a Santa Maria, no Rio Grande do Sul, em novembro de 1975, ocasião em que recebeu o diploma honoris causa da Universidade Federal gaúcha.

Num artigo publicado na Revista 30Dias em memória do cardeal Lorscheider, falecido em 2007, a vice-postuladora do processo de beatificação de João Paulo I, Stefania Falasca, traz alguns detalhes daquela visita do futuro Papa, contados por dom Aloísio, segundo o qual Albino Luciani se sentiu em casa em Santa Maria, pois tanto ele como o povo falavam vêneto. Vale ressaltar que do Vêneto – região italiana de origem de Luciani – partiram milhares italianos para o Brasil, sobretudo entre os anos 1880 e 1950. Daí, uma forte presença de italianos e descendentes de italianos também no Rio Grande do Sul.

Dom Aloísio lembrou a grande multidão que se reuniu na ocasião para ouvir o então patriarca de Veneza e as muitas pessoas que viu chorar quando Luciani, com simplicidade, dirigiu-se a elas falando em dialeto.

Eleição à Cátedra de Pedro e o voto de Luciani a dom Aloísio

Muitas reconstruções acerca da eleição de Albino Luciani à Cátedra de Pedro apontam o cardeal Aloísio Lorscheider – junto com o cardeal Paulo Evaristo Arns – como articulador da eleição de João Paulo I. Dom Aloísio, então arcebispo de Fortaleza e vice-presidente do Celam (Conselho Episcopal Latino-Americano), era o mais jovem dos cento e onze cardeais que participaram do Conclave de agosto de 1978, tinha 53 anos. Na última votação, dom Aloísio recebeu um voto. Era o de Albino Luciani, como o próprio Luciani revelou: tal era a estima e o apreço de João Paulo I pela densidade humana e pastoral do então arcebispo de Fortaleza. Uma estima recíproca. Luciani e Lorscheider tinham sido padres conciliares. Juntos, como jovens bispos, tinham participado de todas as quatro sessões do Concílio ecumênico Vaticano II.

Dom Aloísio contou que no momento de cumprimentar o novo Papa, depois da eleição, na Capela Sistina, Luciani lhe disse. “Venha me ver, estou esperando”, mas Lorscheider acrescentou: “Não cheguei a poder fazer isso”.

De fato, João Paulo I veio a falecer apenas trinta e três dias após a sua eleição à Cátedra de Pedro. Sua simplicidade, humildade, humanidade e sorriso evangélico ficaram como marca indelével no coração de milhões de pessoas no mundo inteiro. A notícia de sua beatificação, agora próxima, nos traz a alegria por este grande pastor que governou a Barca de Pedro no breve espaço de um sorriso.

Fonte: Vatican news

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

“A responsabilidade jurídico-administrativa dos párocos” é tema de palestra da Católica de Quixadá

Em dia que marca seu nascimento, CNBB divulga vídeo que destaca marcos da sua trajetória a serviço da Igreja no Brasil

Jesus é missão: comunidades celebram 1ª Semana Missionária Arquidiocesana

João Paulo I será beato: Episcopado brasileiro havia pedido sua beatificação

CNBB abre consulta eletrônica sobre tema, lema e inspiração bíblica para as Campanhas da Fraternidade 2023 e 2024