Homilia da Solenidade da SSma. Trindade (19.06.11) - Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Homilia da Solenidade da SSma. Trindade (19.06.11)

Pe. Luiz Carlos, Redentorista

“Caminha conosco!”

Deus Comunhão

Na festa da Santíssima Trindade somos chamados a compreender melhor o mistério profundo de um Deus Uno e Trino, verdade fundamental da fé cristã. A liturgia, nos textos oracionais, reflete essa verdade a partir do dogma. As leituras contemplam o Deus que se revela na História da Salvação. Deus se revelou para estarmos em comunhão com Ele. Moisés reconhece a misericórdia de Deus, por isso pede perdão da culpas e insiste: “Caminha conosco” (Ex 34,9). Caminhar juntos, na palavra de Jesus é morar em nós (Jo 14,22). Cria-se comunhão com Deus e comunhão-comunidade com os irmãos. Pela comunhão na comunidade manifestamos a comunhão com a Trindade. Como seria bom se pudéssemos ter palavras para explicar o que significa estar em comunhão com a Trindade. Este é o modo normal de ser dos que vivem o amor. A experiência de Deus de cada pessoa, em particular dos que optaram por acolher a mensagem de Jesus, é inefável, isto é, não temos palavras para explicar. A comunidade tem uma função simbólica. Estar juntos é sinal da comunhão. Estamos um ao lado do outro. Cabe ao Espírito realizar a união espiritual de tal modo que entramos em comunhão com a Trindade Santa. Os reflexos desta união se dão em nossa vida quando buscamos viver no amor e provocar sempre maior união entre as pessoas. Deus usou de misericórdia para conosco, vindo ao nosso encontro e estabelecendo conosco uma vida de união de nosso ser com seu Ser.

Veio para Salvar

A salvação de Jesus não é, primeiramente, solução de uma questão negativa que era o pecado da humanidade, mas abrir-se à comunhão com Deus. A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo, estejam convosco! Ao iniciar até displicentemente: Bendito seja Deus que nos uniu no amor de Cristo! Sabemos que, quando amamos e servimos as pessoas, participamos do dinamismo do amor de Deus. Se servirmos como Jesus, viveremos sua vida com o Pai e o Espírito. Ninguém serve a não ser por amor. Se for amor, é vida da Trindade. Jesus diz que o Pai vem morar em nós, se permanecermos unidos como o ramo ao tronco. Quando amamos, o Pai nos ama e vem morar em nós. Não se trata tanto de uma busca, mas de um acolhimento. Deus já fez tudo o que podia por nós, dando-nos a Si mesmo em Jesus. Isso é salvação. A fé em Jesus nos conduza a viver de um modo novo na comunhão com os outros, usando nossos dons para servir. Fomos introduzidos numa comunidade onde a vida de amor se manifesta no serviço.

Comunhão no Espírito Santo.

Se estivermos unidos em comunhão com a Trindade, realizamos a missão de introduzir as pessoas nesta união com a Trindade Santa. A comunidade existe para anunciar e atrair à comunhão. Fé cristã não é fazer algumas ou muitas rezas ou ter um nome de católico ou outro. É viver em comunhão com Aquele que tanto nos amou e enviou seu Filho para o perdão e o Espírito para a santificação na união. A ação do Espírito é realizar esta ligação entre nós, como as células no corpo. Assim a vida de Deus passa a todos pelo Espírito Santo. O Espírito Santo não é um mercadinho de dons, mas é o Dom. Fomos crismados pelas palavras: Recebe, por este sinal, o Espírito Santo, dom de Deus. Os dons são serviços um presta ao outro para que a comunhão com a Trindade seja concreta.

Leituras: Êxodo 34,4b6.8-9; Daniel 3,52-56; 2Coríntios 13,11-13; João 3,16-18.

Homilia da Solenidade da Santíssima Trindade (20.06.11)

1. A celebração nos leva a conhecer mais o Mistério da Ssma Trindade tanto do ponto de vista do dogma como da História da Salvação. Jesus retoma o pedido de Moisés Caminha conosco, pela habitação de Deus em nós. Entramos em comunhão com Deus e com os outros. O Espírito Santo realiza esta comunhão que os conduz sempre ao amor.

2. A salvação não é só para salvar do pecado, mas é sobretudo para abrir à comunhão. Participamos do dinamismo do amor de Deus através do serviço fraterno.

3. A missão da comunidade é anunciar o Deus amor e levar à comunhão. A fé cristã se concretiza na comunhão com o Deus que nos amou e deu seu Filho para o perdão e santificação na união. O Espírito realiza a união. O Espírito é o dom que recebemos para vivermos a serviço da comunhão.

A comunhão com a Trindade

Álbum de Família

Celebrar a festa da Santíssima Trindade é como abrir um álbum de família e contemplar a face de quem amamos. Olhando as feições de nosso amado o Pai, do querido Filho e do terno Espírito Santo, começamos a nos lembrar as maravilhas que vivemos nessa família.

A Palavra de Deus ensina que o Pai é um Deus misericordioso, clemente, rico em bondade e fiel. Moisés sente-se na liberdade de dizer: Caminha conosco! (Ex 24,8). Este Deus nos ama tanto, mas tanto, que mandou o Filho para dar a vida ao mundo para que o mundo tivesse vida. O Filho até perdeu a vida para que a tivéssemos.

Deus quer sempre o bem de todas as pessoas. Ninguém escapa de seu amor. Ele ama sem a gente merecer. É gratuito

Para que o amor seja completo, deu-nos o Espírito Santo que é o amor do Pai pelo Filho e do Filho pelo Pai. Assim amamos com o amor de Deus.

Deus quer nos colocar em união e comunhão com Ele.

Pe. Luiz Carlos de Oliveira, Redentorista

2 Comentários »

2 Comentários »

  • Pe. Mascarenhas disse:

    É uma reflexão muito rica no sentido de deixar bem claro o real valor que se fundamenta o mistério da Santíssima Trindade, belo e verdadeiro modelo de comunidade espelho para todos nós hoje.

  • Lucas A. Monteiro disse:

    Gostaria de saber por onde andas o Pe. Luiz Carlos de Oliveira, pois em outubro/2008, fiz uma confissao muito marcante em minha vida com ele.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Ordenação Presbiteral

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Igreja Arquidiocesana de Fortaleza celebra 2 décadas da Caminhada com Maria

Paróquia-Santuário São Benedito realiza programação na Semana Nacional da Família

Semana Nacional da Família terá início no próximo domingo; iniciativa completa 30 anos de celebração em todo o país

O valor da família no plano de Deus, no mundo e nos santos padres

Bispos referenciais da missão realizam encontro na sede das Pontifícias Obras Missionárias em Brasília