Dom Helder: poeta e sonhador - Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Dom Helder: poeta e sonhador

Jesus quer lucidez e responsabilidade por parte dos cristãos, além de fé e esperança. Como seria bom se a paz fosse um desejo de todos, fruto da vivência do Evangelho, e que, consequentemente, levasse as pessoas à conversão do coração! Mas, ao olharmos para o nosso o mundo hedonista, com ausência de compromisso em todos os sentidos e uma grande carência de heroísmo na fé, que supõe uma luta interior, saibamos olhar Dom Helder como fonte inspiradora, convictos de uma vida bem melhor aqui na terra, no sonho daquela mais elevada dignidade dos filhos de Deus.

No time dos poetas e sonhadores, encontra-se Dom Helder Câmara como titular, pastor da ternura, da esperança, e peregrino da paz. Mas ele foi muito mais; foi um santo, já declarado Servo de Deus pelo Papa Francisco em 2015, vendo-o com uma criatura humana, sábia, forte e corajosa, com heroicas virtudes comprovadas. Seu grande sonho foi o do impossível, aos olhos de Deus, tornar-se possível: “Quem aceita o impossível como uma realidade e acolhe o mistério como quem bebe água? Sem dúvida, as crianças, os embriagados, os loucos, os poetas e os santos”.

Convencidos sempre mais devemos estar de que o pastor dos empobrecidos alimentou-se da esperança, e que seu exemplo alimente as pessoas com a mesma esperança, a partir de Jesus de Nazaré, dizendo não ao fatalismo e ao desânimo, diante de uma irreal e falsa paz, e mesmo resignar, ao se deparar com difíceis situações. Ao contrário, estejam empenhados e animados, num espírito construtivo e vivificador, através de gestos concretos, movidos por uma mística apaixonada e de forte inspiração, na busca solidária de que um mundo melhor é possível, num claro “não” ao imobilismo, tão avesso e longe do projeto do nosso Deus e Pai.

A paz tão sonhada pela pessoa humana tem seu fundamento na Palavra de Deus, em oposição ao pacifismo ingênuo e sentimental que envolve o nosso mundo de hoje. Jesus disse que, por causa dele, haveria lutas, conflitos de divisões. É só olhar o início de sua vida, quando ele foi apresentado no templo, quarenta dias após o seu nascimento. Lá, o velho Simeão profetizou: “Eis que este menino foi colocado para a queda e para o reerguimento de muitos em Israel, e como sinal de contradição” (Lc 2, 34).

Só mesmo convencidos do fogo do amor de Deus é possível perceber sinais do Reino de Deus, seguir a Jesus de Nazaré, num desejo ardoroso de colocar lenha na fogueira desse amor, para que o fogo, aceso por Cristo, possa arder sempre e cada vez mais neste mundo, tendo como consequência uma radical transformação (cf. Lc 12, 49-53). Como é maravilhoso o sonho de Deus como revolução profunda e inigualável! Muito além das revoluções econômicas, tecnológicas e sociais; revolução que transforme de verdade as consciências da criatura humana, fazendo-as construtoras da paz.

O fogo do amor de Deus parece sonho e utopia, mas é Deus mesmo dizendo-nos de não apagar as luzes e nada de sono profundo. Dom Helder soube acreditar, sem jamais perder a esperança, e por isso mesmo foi acusado de utópico e sonhador, porque se aproximava do “cavaleiro andante”. Respondendo, ele disse: “Comparar-me a Dom Quixote, está longe de ser uma nota depreciativa”. E acrescentou: “Ai do mundo se não fosse a utopia, ai do mundo se não fossem os sonhadores”.

Padre Geovane Saraiva

*Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência  Sacerdotal, integra a  Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza – [email protected]

 

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Semana de Formação do Clero de Fortaleza aprofunda temática da conversão pastoral paroquial

Aniversário do segundo ano do Pacto das Catacumbas pela Casa Comum

Bispos do Ceará se reúnem para aprofundar e encaminhar as atividades pastorais do Regional

Por uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação e Missão

Conferência de Dom José Antonio na abertura da XIX Semana Teológica na FCF