Comunidades se preparam para viver a Semana de Oração pela Unidade Cristã, de 29 de maio a 5 de junho - Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Comunidades se preparam para viver a Semana de Oração pela Unidade Cristã, de 29 de maio a 5 de junho

Comunidades católicas do Brasil se preparam, com outras Igrejas cristãs, para a celebração da Semana de Oração pela Unidade Cristã (SOUC), edição 2022, de 29 de maio a 5 de junho. Organizada pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e pela Comissão Fé e Constituição do Conselho Mundial de Igrejas, a SOUC deste ano tem o tema: “Vimos o seu astro no oriente e viemos prestar-lhe homenagem”, tendo como base o versículo 2, do capítulo 2, do Evangelho de Mateus.

Em Blumenau,  nos dias 9 e 10 de maio, o Conselho de Igrejas para Estudo e Reflexão (CIER), extensão do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC) em SC, realizou um seminário on-line Preparatório da SOUC 2022, com a assessoria da secretária-geral do CONIC, pastora Romi Benke.

O Núcleo Ecumênico de Blumenau está em ritmo de preparação da Celebração da SOUC 2022, a ser realizada dia 29 de maio, às 17h, na Capela Ecumênica na cidade de Pomerode, da qual participarão o pastor sinodal do Sínodo Vale do Itajaí, Guilherme Lieven, e o bispo de Blumenau, dom Rafael Bienarski. Integram o Núcleo, a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB), a Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB), a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) e Igreja Católica Apostólica Romana (ICAR).

De acordo com o presidente do Núcleo Ecumênico de Blumenau, padre Raul Kestring, na capela onde acontecerá a celebração (foto abaixo), famílias luteranas e católicas utilizam o mesmo espaço sagrado sob a orientação do padre e do pastor num inequívoco testemunho de convivência solidária, a caminho da visível unidade.

Capela ecumênica na cidade de Pomerode (SC). Foto: padre Raul Kestring

Amizade: primeiro passo para o diálogo ecumênico

Na diocese de São José dos Campos (SP), no Vale do Paraíba, cinco celebrações, que envolverão oito regiões pastorais e diferentes Igrejas que participam da caminhada ecumênica local, marcarão a SOUC 2022. A Celebração de Abertura será na Igreja de Nossa Senhora das Graças, dia 30 de maio, às 19h30, e contará com pregação do bispo diocesano, dom José Valmor Cesar Teixeira, e do reverendo, Reinaldo de Souza, representante da Igreja Anglicana Família. A celebração tem o mesmo tema da SOUC 2022. Confira aqui a programação.

O assessor da Comissão Diocesana do Diálogo Ecumênico da diocese de São José dos Campos, padre Sebastião Cesar Barbosa, conta que a caminhada ecumênica na diocese se fortaleceu a partir da celebração, em 2000, do Grande Jubileu na Igreja Católica. Segundo ele, a aproximação ecumênica na diocese se dá entre a Igreja Católica Apostólica Romana, a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB) e a Igreja Anglicana Família, pertencente à diocese de João Pessoa (PB).

De lá para cá, o grupo lançou a Cartilha Ecumênica, escrita em conjunto pelo Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI) e o CONIC, promoveu uma grande celebração que marcou os 500 anos da reforma protestante, um momento de Oração na Câmara Municipal baseada nos cantos da tradição da Igreja Cristã e um ato para marcar os 20 anos da Declaração Conjunta entre Católicos e Luteranos sobre a Doutrina da Justificação.

De acordo com o padre, atividades como a Semana de Oração pela Unidade Cristã são importantes para dar mais visibilidade ao tema do ecumenismo na Igreja Católica fazendo que ele não seja um assunto periférico e fique apenas nas discussões dos líderes das Igrejas mas chegue às bases e na vida das comunidades. A caminhada ecumênica, segundo ele, precisa começar aprofundando a amizade entre as diferentes Igrejas tendo em vista o diálogo.

“Precisamos tornar mais clara a proposta ecumênica da Igreja Católica a partir do Concílio Vaticano II. Já se passaram mais de 50 anos do Concílio Vaticano II e o tema do ecumenismo ainda encontra muitas resistências entre lideranças católicas do país”, disse,

Caminhar juntos na Esperança e na unidade

O bispo de Cornélio Procópio (PR) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Manoel João Francisco, conclama a Igreja no Brasil a se preparar para celebrar a Semana de Oração pela Unidade Cristã com muito fervor.

“A pandemia global do COVID – 19, a permanente crise econômica e o fracasso das estruturas políticas, econômicas e sociais na proteção aos mais fracos e vulneráveis destacaram a necessidade global de uma luz que brilhe na escuridão. A estrela que brilhou no oriente, o Oriente Médio, dois mil anos atrás, ainda nos chama à manjedoura, onde Cristo nasceu. Ela nos conduz para onde o Espírito de Deus está vivo e ativo, para a realidade do nosso batismo e para a transformação de nossos corações”.

Para o assessor da Comissão para o Ecumenismo e subscretário adjunto de Pastoral da CNBB, padre Marcus Barbosa, o lema bíblico da SOUC deste ano “Vimos o seu astro no Oriente e viemos prestar-lhe homenagem” é um forte convite, nestes tempos tão sombrios, para levantar a cabeça e caminhar na esperança e na unidade, seguindo a estrela que Deus faz brilhar sobre nós.

“O encontro com Jesus e com os irmãos e irmãs nessa Semana da Unidade, na adoração e partilha, certamente será mais uma oportunidade que nos fará percorrer caminhos novos que testemunhem com menos palavras e mais ações o desejo expresso por Jesus “Que todos sejam um” (Jo 17,21)”, destaca.

Papa Francisco: “Ao cristão não é viável ir sozinho com a própria confissão

No dia 6 de maio deste ano, o Papa Francisco recebeu os participantes da Plenária do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. No encontro, o Santo Padre enfatizou que hoje para um cristão não é possível, não é viável, ir sozinho com a própria confissão. “Ou vamos juntos, todas as confissões fraternais, ou não caminhamos. Hoje, a consciência do ecumenismo é tal que não se pode pensar em seguir no caminho da fé sem a companhia de irmãos e irmãs de outras igrejas ou comunidades eclesiais. E isto é uma grande coisa. Sozinho, nunca. Não podemos”, reforçou.

Papa: “não se pode pensar em seguir no caminho da fé sem a companhia de irmãos e irmãs de outras igrejas ou comunidades eclesiais”.

Foto de capa: Celebração dos 500 Anos da Reforma na Igreja de Confissão Luterana – IECLB, em 2017, em  São José dos Campos.

Saiba mais:
Conic disponibiliza e-book gratuito preparatório à Semana de Oração pela Unidade Cristã 2022
Para encoraja participantes na plenária do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos “a desejar mais que nunca a unidade”

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Ordenação Presbiteral

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Equipe de Animação do Sínodo 2023 no Brasil divulga orientações para padronização da síntese diocesana

Bispo do Regional Sul 3 da CNBB relata as impressões de sua primeira Visita ad Limina Apostolorum

O Papa: a vítima tem o direito de protestar, diante do mistério do mal

Confira programação do Festival Halleluya 2022; Pe. Marcelo Rossi e Pe. Fábio de Melo estão confirmados

Papa nomeia padre Bertilo João Morsch como bispo auxiliar na Arquidiocese de Porto Alegre (RS)