Papa: cultura da providência antídoto para a cultura da indiferença - Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Papa: cultura da providência antídoto para a cultura da indiferença

“Cultivar, junto com os pobres, a confiança na providência divina faz de vocês artesãos de uma ‘cultura da providência’, que eu vejo como um antídoto para a cultura da indiferença”. São palavras do Papa Francisco aos Pobres Servos e as Pobres Servas da Divina Providência, membros da Família Calabriana nesta manhã (30) no Vaticano

Jane Nogara – Vatican News

Na manhã desta segunda-feira (30) o Papa Francisco recebeu os participantes no Capítulo Geral dos Pobres Servos e das Pobres Servas da Divina Providência, membros da Família Calabriana, que vivem o carisma suscitado por Deus a São João Calábria.

O Papa iniciou seu discurso comentando o tema escolhido para o Capítulo: “A profecia da comunhão” afirmando em seguida: “Nossa comunhão nasce e se alimenta antes de tudo na relação com Deus Trindade; se manifesta concretamente na fraternidade, no espírito de família, que é também típico de seu carisma, e no estilo sinodal que vocês abraçaram em plena harmonia com o caminho de toda a Igreja”.

Confiança na Providência

“Segundo o seu carisma – disse o Papa – vocês são chamados a fazer renascer no mundo a fé em Deus Pai e o abandono filial à sua providência”. Depois de recordar a vida pública de Jesus em suas pregações o Papa acrescentou:

“Foi assim que Jesus viveu, totalmente imerso na vontade do Pai, e toda sua missão teve como objetivo nos trazer para esta relação filial, que tem como traço essencial a confiança na Providência: que o Pai nos conhece melhor do que nós mesmos e sabe melhor do que nós, o que precisamos”

Em seguida Francisco recordou aos presentes que eles foram “fascinados” por esta dimensão essencial do mistério de Cristo. Seguindo os passos de São João Calabria, “vocês a seguem e a testemunham e querem fazê-lo na companhia dos mais pobres, dos últimos, dos descartados da sociedade, que são suas “pérolas”, como os chamava, seu fundador São João Calábria.

Os passos indicados por São João Calábria

“Don Calabria, como todos os santos, foi um profeta. Deixou-lhes um grande legado e vocês devem preservá-lo. O caminho que vocês tomaram e estão seguindo hoje nada mais é do que reler o caminho que Deus lhe indicou: um homem inserido na Igreja de seu tempo, que soube responder às necessidades indo às periferias, para manifestar o rosto paterno e materno de Deus”.

Contrastar a indiferença

Francisco continuou afirmando:

“Cultivar, junto com os pobres, a confiança na providência divina faz de vocês artesãos de uma ‘cultura da providência’, que eu vejo como um antídoto para a cultura da indiferença, infelizmente difundida nas sociedades do chamado bem-estar”

Com efeito, “a espiritualidade cristã da providência não é fatalismo, não significa esperar por soluções para os problemas e os bens de que precisamos caiam do céu. Não. Pelo contrário, significa tentar assemelhar-se, no Espírito Santo, ao nosso Pai celestial ao cuidar de suas criaturas, especialmente as mais frágeis, as menores”.

“A atitude do cuidado, é mais do que nunca necessária para contrastar a da indiferença”

Praticar o compartilhamento

Continuando seu discurso Francisco abordou a temática da partilha como parte essencial da “profecia da comunhão” sobre a qual caminham os carismas.  Sugerindo que para isso deve-se antes de tudo recuperar certos valores explicando que é necessário “a mentalidade de quem parte o pão enquanto abençoa a Deus Pai, confiante de que esse pão será suficiente para nós e para nosso próximo necessitado. Foi assim que Jesus Cristo nos ensinou no milagre de compartilhar – não de multiplicar – os pães e os peixes. Hoje precisamos de cristãos que sirvam a Providência praticando o compartilhamento”.

Por fim o Santo Padre recomenda aos presentes:

“Tentem abrir-se cada vez mais para acolher a novidade e o estilo que Deus inspirou em todos vocês e sonhou para vocês. Que a mentalidade sinodal e fraterna esteja sempre presente no serviço das autoridades de suas Congregações e de toda a família Calabriana. Recordando:

“Amem os pobres tornando-se pobres”

Concluindo o Papa animou a atodos afirmando: “Que isto lhes traga alegria: deem seu testemunho com simplicidade, com humildade, mas com coragem, sem mediocridade; e acima de tudo eu diria com um grande sentido de humanidade. Quanta necessidade temos de humanidade! Entre vocês e nas suas comunidades”.

Fonte: Vatican News

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Ordenação Presbiteral

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Dom Geraldo Freire Soares toma posse como o 5° bispo da Diocese de Iguatu

Dom Walmor, presidente da CNBB, agradece a Deus pelas muitas vocações na vida e na missão da Igreja

Rep. Centro Africana: as sementes lançadas pelo Papa dão frutos

Francisco: quando a Igreja está unida é possível fazer milagres

Comissão para a Juventude prepara novo plano pastoral: “Cristo Vive e quer a juventude viva”