Brasão da Arquidiocese de Fortaleza
Arquidiocese de
Fortaleza

Papa a jovens do Brasil: sigam na missão com ousadia e esperança, como São José de Anchieta

Francisco enviou uma carta a dom Vilsom Basso, por ocasião dos 50 anos da Pastoral da Juventude, que foi lida aos mais de 4 mil jovens reunidos em Aparecida: mesmo diante dos desafios, “sigam em frente com a coragem, a ousadia e a criatividade que lhes são características, sem desanimar nem deixar que lhes roubem a esperança”, “sempre amparados pela intercessão do Apóstolo do Brasil”, escreveu o Pontífice. “Obrigado, Papa Francisco, pelo amor à juventude”, agradeceu dom Vilsom.

Andressa Collet – Vatican News 

Os “50 anos do trabalho de evangelização da Pastoral da Juventude no Brasil” também foram festejados pelo Papa Francisco. Do Vaticano, o Pontífice enviou uma carta de felicitações endereçada a dom Vilsom Basso, presidente da Comissão Episcopal para a Juventude da CNBB. A mensagem – escrita em português – foi lida em dois momentos no último sábado (9), no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, que reuniu aos mais de 5 mil jovens para a festa jubilar:

“Escrevo-lhe esta mensagem no dia em que celebramos São José de Anchieta, um jesuíta como eu que, quando era jovem como vocês, aos 19 anos, não teve temor algum de partir em missão para uma terra desconhecida, atravessando o oceano, movido por seu zelo apostólico de anunciar Jesus Cristo a todos.”

“Busquem sempre o auxílio deste poderoso intercessor e procurem o seu exemplo.”

De fato, a carta é datada de 9 de junho, Dia Nacional de São José de Anchieta, natural das Ilhas Canárias, mas que fez história e missão no Brasil, onde se dedicou aos povos indígenas e foi um dos fundadores da cidade de São Paulo. Em 1980 foi beatificado por João Paulo II e, em 2014, o próprio Papa Francisco assinou no Vaticano a canonização do Apóstolo do Brasil que se tornou oficialmente o terceiro santo brasileiro e confirmado em 2015 como padroeiro do país e também de todos os catequistas.

Um legado para servir de inspiração aos jovens brasileiros, recordou o Papa na carta, mesmo diante das dificuldades do dia a dia:

“São muitos obstáculos e desafios para poder levar a Boa Nova do Evangelho aos jovens da socidade hodierna. Entretanto, exorto-os a seguirem em frente com a coragem, a ousadia e a criatividade que lhes são características, sem desanimar nem deixar que lhes roubem a esperança. Saibam que estarão sempre amparados pela intercessão do Apóstolo do Brasil e pela proteção maternal da Virgem Santíssima, Mãe de Deus e nossa Mãe.”

Milhares de jovens participaram da Romaria no Santuário de Aparecida

Milhares de jovens participaram da Romaria no Santuário de Aparecida

“Obrigado, Papa Francisco, pelo amor à juventude”

A mensagem do Papa Francisco foi recebida “com emoção” no Brasil e veio “coroar o grande evento realizado na casa da Mãe Aparecida”, a Romaria Jubilar dos 50 Anos da Pastoral da Juventude, comentou dom Vilsom Basso, bispo de Imperatriz (MA) ao Vatican News. A apresentação da carta enviada do Vaticano foi envolvida por uma explosão de palmas, choro, abraços e um uníssono grito “arrá, urrú, o Papa é Pejoteiro” – em referência à própria Pastoral da Juventude. É a segunda vez que Francisco escreve a um evento nacional da PJ, a primeira foi para o Encontro Nacional de 2015, em Manaus, no Amazonas.

“Vejo nas palavras do Papa aquilo que de fato era importante e decisivo e importante os jovens escutarem. O Papa ressalta três palavras: a coragem de seguir em frente, a ousadia e a criatividade, que são atitudes decisivas para esta Igreja jovem e grande parcela da população realizar a sua missão – dentro da Igreja e na sociedade – inspirados em Jesus e sem desanimar e sem deixar que roubem a esperança. Pois são tantas as dificuldades que a juventude enfrenta: pessoais, na família, a dificuldade de trabalho, de educação adequada e também de espaços dentro da Igreja e da sociedade. E o Papa Francisco exorta a seguir em frente, sem desanimar, e sem deixar que lhe roubem a esperança!”

“Que a juventude mantenha a alegria, a coragem e a esperança de seguir adiante: com coragem, ousadia e criatividade. Obrigado, Papa Francisco, pelo amor à juventude, pela bênção que nos enviou. Que possamos seguir adiante nessa missão!”

A programação no santuário recordou a história dos 50 anos da Pastoral da Juventude

A programação no santuário recordou a história dos 50 anos da Pastoral da Juventude

Fonte: Vatican News

Faça a sua pesquisa

Os cookies nos ajudam a entregar nossos serviços. Ao usar nossos serviços, você aceita nosso uso de cookies. Descubra mais