O caminho de Emaús - Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

O caminho de Emaús

Somos convidados, neste tempo de Páscoa, a reconhecer e seguir o Senhor ressuscitado, desejosos de um convívio fraterno, com solidária partilha. Ele quer ser presença no nosso meio e quer caminhar com a humanidade, quer revelar o sentido misterioso de sua vida, morto e ressuscitado, de modo especial nas situações exigentes e difíceis. Numa comparação com os discípulos de Emaús, muitas vezes ficamos desiludidos e perplexos, tristes e desanimados, como se a vida não tivesse mais sentido. Cristo, um anônimo e estranho companheiro, se torna amigo de caminhada. Sua presença causou no coração deles algo diferente, tão forte, a ponto de provocar neles uma mudança radical de vida!

A ressurreição é a grande verdade que deve mexer com a nossa vida, assim como aconteceu com as comunidades no início do cristianismo. É uma mística que invade toda a nossa existência, ao mesmo tempo em que se renova a nossa esperança, trazendo para nós um novo sentido. Estejamos certos de que, pela graça do Ressuscitado, experimentamos a certeza da plenitude em Deus, dom maior da vida humana. O Evangelho dos discípulos de Emaús tem a sua parte central na explicação das Escrituras e no anúncio da ressurreição, pelo próprio Jesus, que se tornou nosso irmão, ao revelar seu projeto para a criatura humana.

Ao ficar conosco, Jesus é aquele que comunica e partilha a vida. Constantemente, está do nosso lado, nas alegrias, nas tristezas e nos desafios da vida, amando cada pessoa, com amor eterno, na sua missão redentora. O Filho de Deus desceu do céu e veio morar entre nós, ao revelar a vontade do Pai, estabelecendo-se no meio da humanidade, e não quer só conversar conosco, mas demonstrar toda a força de seu amor infinito, oferecendo-nos sua amizade e dando-nos sua vida pela nossa realização plena: a salvação.

Os dois discípulos sentiram a necessidade de retornar para junto dos outros e contar a maravilhosa novidade: “O Senhor está vivo! Nós o vimos! Ele nos falou das Escrituras e comeu o pão conosco. Nosso coração ardia pelo caminho” (cf. Lc 24,13-35). O coração deles ardia, consumia-se em chamas e inflamava-se de amor, porque ele é eterno e nele está o sentido da vida, causando neles profundas motivações. Jesus ressuscitou, e os discípulos reconheceram quando ele partiu o pão. Hoje, o Ressuscitado quer ficar conosco, abrir nossos olhos, ficar no nosso meio e caminhar com o seu povo.

Emaús hoje é a nossa comunidade, é o nosso dia a dia. Embora, muitas vezes não reconhecemos Jesus nos caminhos da nossa vida e não acreditamos que está ao nosso lado; também não acreditamos que ressuscitou de verdade. É indispensável um profundo desejo de encontrá-lo, num contexto de desânimo, semelhante ao percurso dos mesmos discípulos de Emaús: falar com o Senhor ressuscitado, ouvi-lo, é maravilhoso!

Que possamos pronunciar esta palavra sagrada: “Verdadeiramente o Senhor ressuscitou!”. Ele quer ser consolo para nossas vidas, força nas nossas dificuldades, luz a iluminar nossos caminhos e, sobretudo, abrir nossos olhos e fazer arder nossos corações. Também é nosso o ardente desejo do encontro com o Senhor ressuscitado, não nos cansando de dizer: “Fica conosco, Senhor!”.

*Padre Geovane Saraiva – Pároco de Santo Afonso, blogueiro, jornalista, escritor, poeta e integrante da academia Metropolitana de Letras de Fortaleza (AMLEF).

Foto: franciscanos.org

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Ordenação Presbiteral

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

“Caminhando com Maria, em Jesus somos todos irmãos”, tema da XX Caminhada com Maria

Nomeações e Provisões de julho de 2022

Agenda mensal de Dom José Antonio

RCC realiza Congresso Arquidiocesano em agosto

Papa aos evangelizadores digitais: que a sua missão seja plena de humanidade