Morreu aos 83 anos o bispo emérito da diocese de Erexim (RS) | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Morreu aos 83 anos o bispo emérito da diocese de Erexim (RS)

Morreu aos 83 anos, na noite de domingo, 3 de novembro, o bispo emérito da diocese de Erexim (RS), dom Girônimo Zanandréa. O bispo faleceu em sua residência depois de mais de um ano de tratamento de um linfoma no fêmur da perna esquerda.

O velório de dom Girônimo foi realizado na Catedral São José, com missa de corpo presente às 16h, desta segunda-feira (4). O sepultamento ocorreu após a missa em local reservado para os bispos, anexo à própria Catedral.

Em nota, a diocese de Erexim agradeceu aos médicos, enfermeiros e a todos os colaboradores que acompanharam dom Girônimo em sua enfermidade e convida para a missa de sétimo dia que será celebrada no próximo sábado e domingo em todas as igrejas de seu território.

Trajetória
Dom Girônimo nasceu no dia 9 de junho de 1936, em Benjamim Constant do Sul (RS). Foi ordenado padre no dia 3 de julho de 1964, em sua cidade natal. A ordenação episcopal ocorreu no dia 17 de janeiro de 1988, na Catedral São José de Erechim. Fez Mestrado em Teologia Dogmática pela Pontifícia Universidade Gregoriana, Roma/Itália (1983-1985) e Especialização em Filosofia na Universidade de Passo Fundo (RS), 1977.

Como bispo, exerceu as seguintes atividades: bispo coadjutor de Erexim; coordenador diocesano da Pastoral; vigário geral e coordenador da Cúria (janeiro de 1988-janeiro de 1996); professor de Teologia no Instituto de Teologia e Pastoral de Passo Fundo; bispo diocesano de Erexim (janeiro de 1996 a junho de 2012); presidente do Patronato Agrícola e Profissional São José de Erexim (1994-2002); bispo referencial do Setor de Animação Missionária do Regional Sul 3 (1994-2003); membro do Conselho Universitário da URI (1994-2012); bispo referencial do Setor Pastoral Familiar do Regional Sul 3.

Em 6 de junho de 2012, teve seu pedido de renúncia ao governo da diocese, por motivo de idade, aceito pelo Papa Bento XVI, tornando-se bispo emérito. Foi nomeado administrador apostólico da diocese até o início do ministério episcopal de dom José Gislon, em 19 de agosto do mesmo ano. Seu lema episcopal era: “Ut Vitam Habeant” (Para que tenham Vida).

Nota de Condolências da CNBB pelo falecimento do bispo emérito da diocese de Erexim (RS), dom Girônimo Zanandréa

Brasília, 04 de novembro de 2019

Prezado irmão, padre Antonio Valentini Neto – Administrador Diocesano de Erexim.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifesta seu pesar pelo falecimento de dom Girônimo Zanandréa, bispo emérito da diocese de Erexim (RS), neste domingo, 3 de novembro. Ao senhor, aos familiares e a todo o povo de Deus desta Igreja Particular, queremos nos unir em oração e em solidariedade, fazendo memória deste nosso irmão.

Nesse momento de dor olhemos para o Cristo ressuscitado razão de nossa esperança a quem dom Girônimo seguiu e amou durante sua vida e missão.

Segundo bispo da diocese de Erexim, o prelado que era especialista em Teologia Dogmática e Filosofia se destacou pela atuação como professor e como bispo referencial do Setor de Animação Missionária e do projeto “Igrejas Solidárias Sul 3 – Moçambique”. Com o povo Erechinense, louvamos a Deus por tantos frutos de sua atuação no decorrer dos 16 anos de pastoreio na diocese.

Enviamos o nosso abraço a todos e asseguramos as nossas orações pelo descanso eterno de dom Girônimo Zanandréa.

Em Cristo,

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Primeiro Vice-Presidente da CNBB

Dom Mário Antônio da Silva
Bispo de Roraima (RR)
Segundo Vice-Presidente da CNBB

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar da arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ)
Secretário-geral da CNBB

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Campanha para a Evangelização completa 21 anos em 2019

NOTA DE FALECIMENTO de Dom José Mauro Ramalho de Alarcón e Santiago

Nota do CIMI sobre assassinatos de indígenas Guajajara, no Maranhão, e Tuiuca, no Amazonas

Festa da Paróquia Santa Luzia no Meireles

Segundo domingo do Advento ou Solenidade da Imaculada Conceição? Entenda