Meditação do Evangelho - Domingo de Ramos da Paixão do Senhor (Mt 26,14-27,66) - Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Meditação do Evangelho – Domingo de Ramos da Paixão do Senhor (Mt 26,14-27,66)

Iniciamos a decisiva semana de Jesus como também de nossas vidas acolhendo o Cristo entre aclamações e gritos de louvor, alegres pela presença “daquele que vem em nome do Senhor”!

A profecia de Isaías (Is 50,4-7) nos apresenta bem quais os sentimentos e atitudes presentes no coração de Jesus diante da inadiável ida até Jerusalém: língua adestrada, palavras de conforto aos abatidos, mente desperta, ouvidos prontos. E mesmo quando o martírio se aproxima o servo fiel e sofredor de Deus é capaz de oferecer as costas e o rosto aos seus malfeitores! Poderíamos então, perguntar: como pode alguém assumir tal condição sem, sequer voltar atrás? A certeza de que Deus é seu auxílio (Is 50,7) e mesmo que o sentimento de abandono seja sempre e cada vez mais forte, ao ponto de questionar essa presença divina e amorosa do Pai, mesmo bradando como o salmista: “Meu Deus, meu Deus, porque me abandonaste?” (Sl 21/22); existe uma certeza ainda maior: “Não sairei humilhado” (Is 50,7).

Dentro da tradição litúrgica desta celebração, onde temos a unidade entre oriente (entrada triunfante em Jerusalém) e ocidente (relato da paixão e morte) compreendemos que Jesus apresenta-se diante dos seus como o messias esperado e anunciado pelas profecias e aclamado pelo povo com palmas verdes, mantos sobre o chão e gritos de “Hosana” (salvai-nos!), mesmo que ainda no final desta semana a mesma multidão irá sentenciá-lo à morte, repudiando-o e com maior força: “Crucifica-o! Crucifica-o!”

Que tipo de messias é Jesus que hoje entra na cidade santa por entre aclamações? Um messias diferente da grande expectativa de muitos. Alguém que soube esvaziar-se de sua condição divina fazendo-se servo, escravo de todos e humilhando-se – assumindo a morte de cruz para a todos salvar (Fl 2,6-11). Portanto, a glória de Cristo é a cruz redentora da condição humana e ao seu nome todo joelho se dobre! Assim cantamos na aclamação do Evangelho: “Salve, ó Cristo, obediente!”

Celebramos o mistério pascal de Jesus na vida e na história de todas as pessoas, grupos, pastorais, comunidades, serviços e movimentos que anunciando o Senhor da vida enfrentam as forças da morte com a confiança de que Deus é o seu único auxílio e levam até o fim a missão recebida! Bendito o que vem em nome do Senhor! HOSANA!

Em Jesus o bom pastor e Maria, nossa mãe.
Pe. Fernando Antonio

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Ordenação Presbiteral

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Igreja Arquidiocesana de Fortaleza celebra 2 décadas da Caminhada com Maria

Paróquia-Santuário São Benedito realiza programação na Semana Nacional da Família

Semana Nacional da Família terá início no próximo domingo; iniciativa completa 30 anos de celebração em todo o país

O valor da família no plano de Deus, no mundo e nos santos padres

Bispos referenciais da missão realizam encontro na sede das Pontifícias Obras Missionárias em Brasília