Pe. Neri Feitosa | Arquidiocese de Fortaleza
Presbitério

Pe. Neri Feitosa

Ordenação Diaconal:

Ordenação Sacerdotal: 03/12/1950

Provisão e outras atividades:
Vigário Paroquial da Paróquia de São Francisco das Chagas – Canindé – CE.

Histórico Pastoral:
Diocese de Grato – CE. Nascimento – 04/04/ Ordenação – 03/12/1950.

Provisões: Vigário Cooperador de Umari – CE – de dezembro de 1950 a julho de 1951. Vigário Cooperador de Missão Velha – de julho de 1951 a dezembro de 1953. Professor (Latim e Grego) no Seminário de Grato – de janeiro de 1953 a 1960. Pároco de Araripe – CE – de janeiro de 1960  a julho de 1960. Pároco de Jamacaru – CE – de julho de 1960 a janeiro de 1973. Coordenador da Pastoral em Itapipoca-CE – em 1973. Pároco de Mudubim – Fortaleza e Vice-reitor do Seminário Regional em 1974. Pároco de Madalena – CE (Quixadá) – de 1975 a 1978. Pároco de Santana do Cariri (Grato) – de janeiro de 1978 a dezembro de 1980. Pároco de Madalena, de novo – de janeiro de 1980 a janeiro de 1982. Vigário Paroquial de Canindé (Fortaleza) – de 1982 até agora. Maiores trabalhos. Em Grato, fui Assistente do Círculo Operário do Grato que recebi com 300 associados e deixei com 3.000, o segundo maior do Estado (o 1° era de Itapipoca), e com Cooperativa de  Consumo e crédito.

Em Jamacaru, o lugar não crescia por falta de terreno disponível: comprei terrenos e loteei; o lugar cresceu em triplo; aí fiz também o Educandário Padre Amorim, com sede ampla e com residência para a Comunidade religiosa que viesse dirigir o colégio; consegui uma casa para Professora e eram muitas, porque o Educandário tinha ramificação pelas comunidades e chegamos a ter 32 professoras rurais. Em Madalena, além das 53 comunidades com missa mensal, o Bispo encarregou-me de construir uma igreja exorbitante em sua planta e paralisada há 20 anos com paredes à altura de 2 metros; deixei coberta. Mania: escrever, fundei o Arquivo da Família Feitosa, já com 400 títulos etiquetados; fundei o Instituto Memória de Canindé que já conta com vários opúsculos históricos. No arquivo da Família Feitosa constam 51 títulos da nossa autoria. Dediquei-me também a escrever sobre o Padre Cícero e resgatar sua memória, trabalhando por sua reabilitação. Já fui condecorado em Juazeiro do Norte com medalha de ouro por ser considerado o maior defensor do Padre Cícero.

Cidadão honorário de Missão Velha, Juazeiro do Norte, Grato e Canindé; filho ilustre de Arneiroz-CE, terra natal, por ocasião dos 50 anos de Ordenação Sacerdotal. Sobre a Igreja: “Assumo tudo que disse Santa Catarina de Sena, mas distingo: amo de verdade a Igreja, Templo de Deus, segundo I Cor, 4,1-16. Lamento muito a Igreja dos Bispos que me parecem distanciados extremamente do Evangelho desde o Edito de Milão de Constantino; nas vestes, no “império” das atitudes, no orgulho e desumanidade de governo, na importância que se dão, na exigência de títulos de honra: Excelentíssimo, Reverendíssimo, Senhor, Príncipe da Igreja”.

Sobre Jesus Cristo: “É a luz da história, é força no caminho, é o íntimo amigo de inteira confiança, o Máximo lê solidariedade que se possa imaginar e de compreensão com as limitações de nossa fraqueza. Sou d’Ele por consagração (sacerdotal) e isto me santifica”.