Oração: razão da verdade no amor | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Oração: razão da verdade no amor

A missão salvífica de Jesus, na sua intimidade e comunhão com o Pai, tão evidente na sua oração sacerdotal, revela seu verdadeiro rosto ou identidade. Jesus contava com uma única alegria e satisfação: fazer a vontade do Pai e levar a bom termo a sua obra. É este seu alimento e júbilo, não necessitando de mais nada (cf. Jo 4, 34). Só em Jesus é possível perceber o fundamento da oração dos seguidores de Jesus de Nazaré, apoiados e enraizados na sua relação com o absoluto. Esse fundamento compreende sua paixão pelo Pai, como nas palavras do apóstolo Paulo: “Quer comais, quer bebais, quer façais qualquer outra coisa, fazei tudo em nome de Jesus, para a glória de Deus Pai” (cf. 1 Cor 10, 31; Cl 3, 17).

Padre_Geovane

Pensemos, pois, num Deus que ama em profundidade o mundo, e nele a criatura humana. A oração dos cristãos, sendo o apanágio progressivo da verdade na caridade, rumo à eternidade[1], deve iluminar a criatura humana, no sentido de que se faça a vontade do Pai, aqui na terra, mas que seja realizada lá no céu. A vida cristã, animada pela oração, corresponde, numa atitude espiritual de confiança ilimitada, à entrega espontânea, num estreitamento filial e ininterrupto, refugiando-se em Deus, em todas as necessidades. É esse o espírito de oração contínua de Jesus, podendo prevalecer o mesmo espírito que Jesus quis imprimir na mente e no coração dos discípulos.

Os Evangelhos nos apresentam uma imagem de Jesus, no desmedido e colossal exemplo de sua entrega como um hino de louvor ao Pai. Jesus reza com muita frequência: faz orações comuns, como a bênção antes das refeições, reza antes de atos e decisões importantes, nos milagres, no convívio com os apóstolos, na solidão noturna e na presença dos discípulos, também quando seu espírito se encontra alegre, sem esquecer da agonia no Getsêmani!

“Entremos e, prostrados, o adoremos, de joelhos ante o Deus que nos criou” (Sl 94). Que seja uma oração universalmente ecumênica, como nas palavras do poeta e místico alemão, protestante, em pleno século do iluminismo ou das luzes, ao erguer sua voz para lembrar aos homens, mas num compromisso de súplica: “Deus aqui está presente, adoremos! Com santa reverência, entremos na sua presença. Deus está aqui no meio: tudo se cale em nós e o íntimo de nosso peito prostre-se em sua presença. Quem quer, o conheça, quem pronuncie seu nome, baixe os olhos à terra e para ele dirija o coração”[2].

Prescindir do valor da oração seria como que se indispor contra aquele que tanto amou o mundo que lhe deu o seu Filho único (cf. Jo 3, 16), também querendo realizar inteiramente a vontade do Pai, fazendo-se obediente até a morte e morte de cruz (cf. Fl 2, 8). A oração consequente, que leva à mesma atitude da Santa Mãe de Deus, Maria, fonte de alegria, aflora nos seus lábios, naquela magnífica e sublime visita à sua prima Isabel, ao pousar Deus seu olhar, na sua insignificância, mas que nela se realizam maravilhas, na exaltação dos empobrecidos e humildes, os favoritos de Deus. Assim seja!

Pe. Geovane Saraiva – Pároco de Santo Afonso, blogueiro, escritor e integrante da Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza (AMLEF).

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Papa: o caminho libertador de Jesus é a resposta aos “guardiães” da verdade

Paróquia festeja novenário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Nota de falecimento da Sra. Mirian Façanha Holanda

Live de lançamento do projeto Catequese em Família da Arquidiocese de Fortaleza

36º Semana do Migrante reflete sobre migração e diálogo