Saudação aos secretários e secretárias que trabalham nas 149 paróquias e áreas pastorais da Arquidiocese | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Saudação aos secretários e secretárias que trabalham nas 149 paróquias e áreas pastorais da Arquidiocese

Hoje, dia 30 de setembro,  é celebrado o Dia da Secretária, data em que são homenageados os profissionais que auxiliam o trabalho de alguma outra pessoa, atuam como assessores  na organização de atividades do dia-a-dia, rotinas administrativas, organização de eventos, viagens e demais tarefas, seja em um escritório ou como assistente pessoal. Ela geralmente trabalha em escritórios, e atua na organização da agenda do seu superior, com a marcação de reuniões e outras atividades.

Ela pode trabalhar em escritórios de advocacia, de políticos, agências, consultórios e muitos outros lugares.

Hoje queremos saudar os secretários e secretárias que trabalham nas 149 paróquias e áreas pastorais da Arquidiocese de Fortaleza. A secretária é encarregada de manter o uma parte do funcionamento das igrejas de forma organizada.

Origem do Dia da Secretária

A origem do Dia da Secretária está ligada a Lilian Sholes, que foi a primeira mulher a datilografar em uma máquina de escrever em público. Lilian estava testando o invento de seu pai Christopher Sholes, que havia criado um novo tipo de máquina de escrever.

Assim para comemorar o centenário de seu nascimento, que foi em 30 de setembro de 1850, várias empresas fabricantes de máquinas de escrever fizeram concursos de datilografia, que buscava a melhor datilógrafa, além de outras comemorações.

Com o passar dos anos essa data ficou conhecida como o Dia das Secretárias, pois era um tipo de equipamento muito utilizado pelas secretárias na época.

Apesar de não ser oficial em todo o Brasil a data de 30 de setembro é reconhecida em todo o Brasil como o dia da secretária.

Origem da Profissão de Secretária

A profissão de secretária tem origem muito antiga, e se origina em parte na função do antigo escriba.

Os escribas na Grécia antiga eram pessoas que tinham estudado bastante e tinha um alto nível de conhecimento, geralmente tinham origem nobre e possuíam muito prestígio na sociedade.

Porém com o surgimento dos regimes democráticos, que levaram a queda da nobreza como um todo, muitos escribas acabaram se tornando professores, filósofos, eruditos ou escritores, enquanto outros que não tinham tanta influência continuaram como escravos prestando serviço a seus senhores, que acabavam utilizando de seus conhecimentos para atividades de assessoria, conhecidos posteriormente como secretários.

Essa função existiu no Império Romano, para auxiliar nos escritórios de administração pública, porém entrou em declínio na idade média, onde somente existia em instituições religiosas.

Fonte : Google

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Paróquia de São José – Canindé divulga programação do Maio Mês de Maria

Casa de acolhimento a migrantes e refugiados é implantada na Arquidiocese de Fortaleza

Os 30 Santuários que participam das orações de maio pelo fim da pandemia

Como funcionam as estruturas que apoiam o ministério do Papa. A Congregação para os Bispos na entrevista com o Prefeito, Cardeal Marc Ouellet

FALECEU DOM ANDRÉ DE WITTE, PRESIDENTE DA COMISSÃO PASTORAL DA TERRA