Leitura Orante: Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Leitura Orante: Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor

DOMINGO DE RAMOS E DA PAIXÃO DO SENHOR

 Evangelho (Forma longa) Mt 26,14–27,66

 Invocação ao Espírito Santo
Ó Espírito Santo, Jesus revelou teu mistério e disse que tu serias nosso Consolador todos os dias, até ele voltar. Vem, Espírito Santo! Vem e vence todo medo dentro de nós! Coloca entusiasmo em nossa vida, mansidão e serenidade em nosso coração. Vem, Espírito Santo! Faze de nós um só coração e uma só alma, a fim de que o mundo creia em Jesus, Filho de Deus. Vem, Espírito Santo! Faze-nos amar as Escrituras, para reconhecermos a voz viva de Jesus. Torna-nos humildes e simples, a fim de compreendermos os mistérios do Reino de Deus. Vem, Espírito Santo! Maria está aqui conosco, ela nos reúne e invoca por nós o dom do Amor e o fogo do Espírito. Vem, Espírito Santo! Amém!

Passos da Leitura Orante

LEITURA: (Verdade) O que diz o texto?
Proclamação da Palavra na Bíblia – Mt 26,14-27,66. (Observe pessoas, palavras, relações, lugares)

MEDITAÇÃO:  (Caminho) O que o Texto diz para nós,  hoje?
A liturgia deste último domingo da Quaresma convida-nos a contemplar esse Deus que,  por amor, desceu ao nosso encontro, partilhou a nossa humanidade,  fez-Se servo dos homens, deixou-Se matar para que o egoísmo e o pecado fossem vencidos. A cruz que a liturgia deste domingo coloca no horizonte próximo de Jesus apresenta-nos a lição suprema, o último passo desse caminho de vida nova que, em Jesus, Deus nos propõe: a doação da vida por amor.

O Evangelho lembra que o traidor é um discípulo que acompanhou Jesus o tempo todo. Na verdade, ele pode ser qualquer um de nós que não tenha se decidido pelo Projeto de Deus, mas pelo projeto da riqueza, que gera exploração, miséria, doença, não vida, morte.

“Identificar-se com Jesus Cristo é também compartilhar seu destino: “Onde eu  estiver, aí estará também o meu servo” (Jo 12,26). O cristão vive o mesmo destino do Senhor, inclusive até a cruz: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, carregue a sua cruz e me siga” (Mc 8,34). Estimula-nos o testemunho de tantos missionários e mártires de ontem e de hoje em nossos povos que tem chegado a compartilhar a cruz de Cristo até a entrega de sua vida.” (DAp 140).

“Eu lhes garanto: um de vocês vai me trair.» Eles ficaram muito tristes e, um por um, começaram a lhe perguntar: «Senhor, será que sou eu?» Jesus respondeu: «Quem vai me trair, é aquele que comigo põe a mão no prato, o evangelista mostra como em Jesus se cumprem as palavras do Primeiro Testamento: ” Eis que o seu rei está chegando a você. Ele é manso  e está montado num jumento, num jumentinho, cria de um animal de carga” (Mt 21, 5). A vida de Jesus nos mostra claramente como suas palavras, atitudes e ações revolucionam, subvertem uma sociedade civil e religiosa que escravizava, de diferentes formas, os pequenos, as mulheres, os pobres e doentes.

Por isso, a Paixão de Jesus pode ser lida com a chave da justiça: é o grande enfrentamento da justiça do Reino com a injustiça oficial das autoridades daquele tempo. E hoje, como está sendo a justiça humana? Na lógica de Deus ou dos homens?

Acolhamos essas palavras. O Messias está chegando para nós, quer entrar na nossa cidade, na nossa comunidade, na nossa família, na vida pessoal de cada um/a.

ORAÇÃO: (Vida) O que o texto nos faz  dizer a Deus?

SALMO 21 (22)

Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes?
Todos os que me veem escarnecem de mim, /
Estendem os lábios e meneiam a cabeça: «Confiou no Senhor, Ele que o livre,
/  Ele que o salve, se é seu amigo».

Matilhas de cães me rodearam, /
Cercou-me um bando de malfeitores.

Trespassaram as minhas mãos e os meus pés, /
Posso contar todos os meus ossos.
Repartiram entre si as minhas vestes /
E deitaram sortes sobre a minha túnica.

Mas Vós, Senhor, não Vos afasteis de mim, /
Sois a minha força, apressai-Vos a socorrer-me.
Hei de falar do vosso nome aos meus irmãos, /
Hei de louvar-Vos no meio da assembleia.

Vós, que temeis o Senhor, louvai-O, /
Glorificai-O, vós todos os filhos de Jacob,
Reverenciai-O, vós todos os filhos de Israel.

CONTEMPLAÇÃO: (Vida e Missão) Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Qual é o meu Projeto? Pergunto-me: Quais são meus valores?  Identifico-me com Jesus e seu Projeto?

Meu novo olhar é de amor para Jesus e de pedido de perdão por todas as traições, infidelidade, que cometemos, quando somos cegos e surdos diante dos apelos das Bem Aventuranças?

Hoje pode ser um dia para nos perguntarmos em nossa vida, no trabalho, nas nossas atitudes, opções: Estamos construindo o reino de justiça pelo qual Jesus deu a vida? Ou somos cúmplices de uma sociedade de morte, que continua experimentando a injustiça em detrimento à justiça?

BÊNÇÃO BÍBLICA

Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.
(Nm  6,24-27)

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

padre_geovane

O mistério de Deus e do homem

Paróquia de São José – Canindé divulga programação do Maio Mês de Maria

Casa de acolhimento a migrantes e refugiados é implantada na Arquidiocese de Fortaleza

Os 30 Santuários que participam das orações de maio pelo fim da pandemia

Como funcionam as estruturas que apoiam o ministério do Papa. A Congregação para os Bispos na entrevista com o Prefeito, Cardeal Marc Ouellet