Biomas brasileiros e defesa da vida | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Biomas brasileiros e defesa da vida

Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald

Desde o ano 1964 a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) publicou anualmente um documento titulado Fraternidade. Para o ano de 2017 o tema deste estudo de 135 páginas é “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”. A publicação tem como lema: “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2,15). Muitas pessoas foram surpresas com o conteúdo da Campanha da Fraternidade deste ano. A palavra “biomas” foi uma palavra estranha ao seu vocabulário. Portanto, seria oportuno explicar logo o que é “bioma”. O próprio Texto-base da Campanha da Fraternidade define a palavra “bioma” como: “O conjunto de todos os seres vivos de uma determinada região, cuja vegetação é semelhante e contínua, e o clima é, mais ou menos uniforme. O que define um bioma é o tipo de vegetação, de água, de solo, de animais que se adaptam bem nesta região”.

São seis  biomas no Brasil: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal. O Ceará, bem como quase todo o nordeste brasileiro está inserido no bioma caatinga. Curiosamente, a palavra Caatinga (tupi-guarani) significa mata branca e é o único bioma exclusivamente brasileiro, que tem clima semiárido. Apesar das famosas secas, é o semiárido mais chuvoso do planeta! Neste bioma normalmente há uma vegetação geralmente baixa, porém é muito favorável à criação de animais de pequeno e médio porte como cabras e ovelhas. A região é também bastante favorável pela apicultura.

Na página 34 do Texto-base da Campanha da Fraternidade 2017 encontramos a seguinte informação: “A Caatinga tem sido agredida pelas queimadas e pelo desmatamento para plantio de culturas que raramente se adaptam adequadamente, como o caso do ciclo do algodão. Lamentavelmente, a ação do homem já alterou 80% da cobertura original, que tem menos de 1% de sua área protegida, em 36 unidades de conservação. Outras causas do desmatamento são o gado bovino solto nas caatingas, e geralmente a madeira para a indústria de gesso e para as carvoarias”. É fato notório que o desmatamento gera a desertificação neste bioma.

Por que a Igreja Católica tem interesse nos  biomas brasileiros? O objetivo geral da CF 2017 explica: “Cuidar da criação, de modo especial dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho”. Além disso, a CF apresenta oito objetivos específicos. Entre os quais encontramos: Compreender o desafio da conversão ecológica a que nos chama o Papa Francisco na carta encíclica “Laudato Sí “ e sua relação como espírito quaresmal. Conhecer melhor e nos comprometer com as populações originárias, reconhecer seus direitos, sua pertença ao povo brasileiro, respeitando sua história, suas culturas, seus territórios e seu modo específico de viver etc.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista e Assessor da CNBB Reg. NE1

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Papa: o caminho libertador de Jesus é a resposta aos “guardiães” da verdade

Paróquia festeja novenário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Nota de falecimento da Sra. Mirian Façanha Holanda

Live de lançamento do projeto Catequese em Família da Arquidiocese de Fortaleza

36º Semana do Migrante reflete sobre migração e diálogo