[Notícias] Sagradas Escrituras são fonte da história do amor de Deus pelo homem, por Tânia Couto | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

[Notícias] Sagradas Escrituras são fonte da história do amor de Deus pelo homem, por Tânia Couto

Sagradas Escrituras são fonte da história do amor de Deus pelo homemDSC_0363 (Cópia)

Como principal fonte de iluminação do amor de Deus, as Sagradas Escrituras revelam a história do relacionamento do homem com o Senhor. “O que a Bíblia nos apresenta é a história de uma relação entre Deus e o homem. Como ela foi se aprofundando até podermos concluir que Deus é amor”, destacou a Professora da Faculdade Católica de Fortaleza, Tânia Couto. Ela proferiu palestra com o tema “Iluminação Bíblica sobre a Caridade”  durante o Simpósio Arquidiocesano do Ano da Caridade. A programação do evento segue no domingo, 20, no Ginásio Paulo Sarasate, a partir das 7h30min.

A história relatada na Bíblia mostra a ascensão de um relacionamento cada vez mais pessoal entre Deus e os homens. “Essa relação de amor é um ato de fé. A novidade da fé bíblica é que o ato de fé em relação a Deus não pode existir sem a graça. Sem o dom de Deus, não reconhecemos essa relação”, ressaltou.

Tânia destacou que toda relação se funda em um ato de fé, por isso é preciso estabelecer a confiança na relação entre as pessoas. “A fé bíblica aceita o homem por inteiro e intervêm nessa relação de amor para desvendar novas relações.”

O amor de Deus existe e é manifesto desde sempre. “Jesus veio nos revelar o amor do Pai nos atos cotidianos das nossas vidas”. O mundo é o lugar da manifestação do amor de Deus que se manifesta em um dom e pede uma relação de amor. “Seu amor é revelado pela sua palavra sagrada que se ouve e sua palavra encarnada que se toca”, ressaltou.

Amar é espiritual e é encarnado, de acordo ela. “Quem diz que ama a Deus espiritualmente, deve amar também na sua humanidade. O mistério do amor é o mistério da sua presença.”

Simpósio Arquidiocesano do Ano da Caridade

Onde: Ginásio Paulo Sarasate

 

Por Teresa Fernandes

 

______________

 

Rosto da Misericórdia

O amor de Deus é rico em misericórdia e compaixão. “O mais belo fruto da misericórdia divina é o perdão”, destacou a professora. Ela citou o livro do Êxodo e a saída do povo eleito do Egito para a terra prometida. O Senhor acompanha o povo e perdoa suas infidelidades. “Seu amor é de eleição. Ele escolheu dentre todos os povos Israel para por eles salvar toda a humanidade.” Deus se manifesta em seu agir, caminhando em meio ao povo.

Ainda no Antigo Testamento, a professora destacou o livro de Isaías no qual o profeta diz que Deus é como uma mãe que carrega seus filhos ao colo. “A palavra misericórdia vem daí. É um amor que brota das entranhas maternas e que você não pode explicar.”

Oseias diz que o coração de Deus se comove e se compadece. Ele diz que Deus nos ama e pede amor em troca. “Não quero sacrifícios. O que eu quero é a misericórdia. Uma relação de amor com amor se paga.” Ezequiel compara a relação entre Deus e os homens como uma esposa infiel.

Jesus Cristo, no Novo Testamento, traz a originalidade do amor concreto aos irmãos. A misericórdia ganha um rosto em Jesus. “A originalidade da fé cristã está em amar o irmão como Deus ama, como Jesus amou”. Professora Tânia ressaltou que é necessário compreender o amor de Deus para entender quem Ele é e quem nós somos. Viver a misericórdia e a caridade para com os outros representa traços de santidade nas pessoas. Ela disse ainda que é necessário perdoar os outros como Deus perdoa.

Ela citou ainda a passagem de Lucas em que uma pecadora pública foi aos pés do Senhor na casa do fariseu e que foi perdoada. “Sede misericordiosos como Vosso Pai é misericordioso.” A parábola do bom samaritano é outro ensinamento de que “é preciso tornar-me próximo de quem precisa de mim.”

Em I Coríntios 13, São Paulo ensina a especificidade do amor cristão. “Não é um ato filantrópico. O ato de amar não é apenas a doação de alguma coisa a outra. Devo dar a mim mesmo.” Ela destacou que o texto traz uma profundeza acerca do amor de Deus. “O que marca o amor cristão é que ele deve ser iluminado pela fé.” A professora citou ainda a encíclica “Deus Caritas Est” do Papa Emérito Bento XVI e a bula “Rosto da Misericórdia” do Papa Francisco.  “Deus tem sede de amar”, ressaltou.

A relação que Deus tem conosco deixa traços de benevolência, da sua ternura. De acordo com a professora, a misericórdia de Deus ultrapassa todas as categorias humanas.  “A caridade, o amor, a misericórdia, vão além da justiça. A misericórdia é a justiça divina. Não podemos compreender como Deus pode ser tão bom para com quem foi infiel. O homem não alcança o mistério da misericórdia de Deus.” Por isso, é necessário recorrer ao testemunho bíblico no ato da reconciliação.

 

Simpósio Arquidiocesano do Ano da Caridade

Onde: Ginásio Paulo Sarasate

Quando: 19 e 20 de setembro (a partir das 8h)

 

Por Teresa Fernandes

 

Fotos:

 

DSC_0360 (Cópia) DSC_0363 (Cópia) DSC_0365 (Cópia) DSC_0366 (Cópia) DSC_0367 (Cópia) tânia_couto (Cópia) tânia_couto_2 (Cópia)

 

 

 

 

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

padre_geovane

O mistério de Deus e do homem

Paróquia de São José – Canindé divulga programação do Maio Mês de Maria

Casa de acolhimento a migrantes e refugiados é implantada na Arquidiocese de Fortaleza

Os 30 Santuários que participam das orações de maio pelo fim da pandemia

Como funcionam as estruturas que apoiam o ministério do Papa. A Congregação para os Bispos na entrevista com o Prefeito, Cardeal Marc Ouellet