Seminário reúne sociedade civil para debater tráfico humano | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Seminário reúne sociedade civil para debater tráfico humano

CapaCDCF2014250Agentes de pastorais, lideranças sociais, professores e pesquisadores participam do Seminário sobre “O papel da sociedade e da Igreja no enfrentamento do tráfico humano”, de 7 a 9 de novembro, na Casa de Retiro da Assunção, em Brasília. O objetivo é formar os agentes multiplicadores que atuam durante a Campanha da Fraternidade que, em 2014, abordará o tema “Fraternidade e Tráfico Humano” e lema “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5,1).

O evento é uma iniciativa do Grupo de Trabalho de Enfrentamento ao Tráfico Humano por meio da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da CNBB. Essa mobilização quer contribuir para uma compreensão sobre o tráfico de pessoas, suas causas e raízes, além de preparar os agentes com informações e ferramentas para atuarem nas comunidades no enfrentamento ao tráfico de pessoas.

Diversas entidades e movimentos sociais marcam presença, como a Catholic Relief Services, Rede um Grito pela Vida (RCB), Campanha de Olho aberto para não virar escravo, Instituto Migrações de Direitos Humanos e Pastoral da Mulher Marginalizada.

Serão constituídos grupos de trabalhos, nos quais os participantes debaterão o tráfico humano a partir de diferentes perspectivas. O seminário conta com a assessoria da secretária executiva do Setor Pastoral da Mobilidade Humana, Ir. Rosita Milesi, e do assessor da Pastoral Social da CNBB, padre Ari Antônio dos Reis.

Programação dos painéis:

Dia 07

14h30 – Exibição do filme: Panorama mundial e nacional sobre o tráfico de pessoas

16h30 – Apresentação da CF 2014 – Fraternidade e Tráfico Humano

17h15 – Debates

 Dia 08

8h30 – Conceituação e Modalidades de Tráfico de Pessoas no Brasil: a importância de uma visão integral da problemática

9h00 – Contexto Social e Vulnerabilidades das vítimas do tráfico humano: causas e consequências

 10h15 – Normativas Nacionais e Internacionais referentes ao Tráfico de Pessoas

10h45 – As políticas de enfrentamento ao Tráfico Humano no Brasil: conhecendo as redes e os serviços públicos

14h00 – Grupos de Trabalhos

Dia 09

08h30 – Partilho dos Grupos

11h00 – Avaliação e encerramento

Fonte: CNBB

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Dom José Antonio inaugura Centro de Pastoral na Paróquia Jesus, Maria, José no Antônio Bezerra

Clero de Fortaleza realiza Semana de Formação online

Jubileu de 75 anos da Paróquia Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra, Fortaleza

Catedral Metropolitana de Fortaleza celebra 42 anos de inauguração

Programação das Missas de Natal e Ano Novo em algumas paróquias da Arquidiocese de Fortaleza

Paróquia São José realiza a Live Natal da Esperança

Santuário de Canindé divulga programação natalina

Pe. Ermanno Allegri: pastor missionário, celebra 50 anos de Ordenação Presbiteral

12ª Festa da Vida: cuidar e celebrar a vida: desafio e compromisso

Dom Rosalvo toma posse na Diocese de Itapipoca

Há 150 anos, Santa Luzia ilumina Baturité

Paroquianos de São Gonçalo celebram novenário ao Padroeiro

Membros da Pascom são apresentados solenemente na Matriz do Pirambu

Nota de repúdio da Pastoral Carcerária contra agressões sofridas durante manifestação do Dia da Consciência Negra

Na Solenidade de Cristo Rei: novos presbíteros para a Igreja do Senhor

Testemunhas da Eucaristia: tema da 82ª Semana Eucarística

Cordel celebrativo: 105 anos da Arquidiocese de Fortaleza

Horários de missas no Dia de Finados

Legado de Irmã Clemência é retratado em Seminário Internacional

Papa: o caminho libertador de Jesus é a resposta aos “guardiães” da verdade

Paróquia festeja novenário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Nota de falecimento da Sra. Mirian Façanha Holanda

Live de lançamento do projeto Catequese em Família da Arquidiocese de Fortaleza

36º Semana do Migrante reflete sobre migração e diálogo