Atualidades

São Felipe e São Tiago Menor

 No dia 3 de maio a Igreja Católica celebra a Festa de São Felipe e São Tiago Menor Apóstolos. Como ocorre com outros Apóstolos também escolhidos nominalmente por Jesus, é muito pouco o que sabemos destes dois escolhidos e chamados. Os dados históricos que possuímos sobre o Apóstolo Felipe são tirados do Novo Testamento. Era natural de Betsaida (Galiléia). São vários os momentos em que é citado no evangelho: Quando apresentou Natanael (Barnabé) a Jesus (Jo 1, 43-49); quando Jesus multiplicou os pães e os peixes é a Felipe que Jesus dirige  a pergunta: “Onde compraremos pão, para que esta gente possa comer?”. Felipe respondeu: “Duzentos denários de pão não seriam suficiente para que cada uma receba um pedaço”. No discurso de Jesus na última ceia, é Felipe em nome dos apóstolos pede a Jesus que lhe mostre o Pai. A resposta do Mestre foi: “Felipe, quem me vê a mim, vê ao Pai” (Jo 14, 8-9). O resto da vida de Felipe não nos conheceu. A tradição mais comum afirma que Felipe morreu crucificado em Gerápolis na época do Imperador Domiciano, ou talvez Trajano, aos 87 anos. As suas relíquias teriam sido transportadas a Roma e colocadas junto às de São Tiago na Igreja dos Santos Apóstolos. Provavelmente este seria o motivo pelo qual a Igreja festeja os dois apóstolos no mesmo dia.

Como São Felipe conhecemos muito pouco sobre São Tiago Menor. Sabemos de sua origem familiar em Caná da Galileia, e também que seu pai se chama Alfeu e sua mãe se chamava Maria, esposa de Cléofas. São Tiago, que o Evangelista Marcos chama “o Menor” para distingui-lo de Tiago, irmão de João, foi bispo de Jerusalém após o martírio de Tiago (o Maior), no ano 42 e após que Pedro se afastou de Jerusalém.  Sua mãe estava ao pé da cruz quando Jesus estava morrendo (Mc 15.40). Também ele viu o Cristo ressuscitado.  No Concílio de Jerusalém, ode se discutiu os problemas da circuncisão e a lei mosaica a serem impostas ou não aos convertidos do paganismo, Tiago deu sua opinião, aceita por todos (cf. At 15). O historiador Hegesipo afirma que ele foi arrastado do templo e lapidado pelo sumo sacerdote Ananias (Flávio Josefo). Isto teria acontecido por volta do ano 62 da nossa era, no Pontífice de Anás ll.

Pe. Brendan Coleman Mc Donald, Redentorista

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Pastoral dos Surdos da Arquidiocese de Fortaleza realiza planejamento anual

Dom Scicluna e a proteção dos menores: fortalecer uma resposta comum

Papa Francisco nomeia bispo para a vacante diocese de Viana, no Maranhão

Sacramento não é serviço de compra e venda, diz pároco de Porto Alegre

Festa de São José – Cimpelco – Barra do Ceará


QR Code Business Card