Atualidades

Presidentes de Comissões e representantes de organismos apresentam atividades

Na tarde desta quarta-feira, 23 de maio, finalizando a reunião do Conselho Episcopal Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), continuaram as comunicações de atividades e iniciativas das Comissões Episcopais Pastorais. Os representantes de organismos eclesiais também expuseram ações que ganharam destaque nos últimos meses ou que estão em preparação.

O bispo de Lages (SC), dom Guilherme Werlang, falou sobre a preparação de uma possível 6ª Semana Social Brasileira, que contará com uma consulta aos regionais da CNBB. Também citou o encontro de estudos com bispos que acompanham as Pastorais Sociais, marcado para julho, com o tema “Medellín e os leigos na Igreja”. Outra ação é a aproximação dos regionais da CNBB na preparação do Grito dos Excluídos, junto com o secretariado que prepara as ações para o dia 7 de setembro anualmente.

A presidente da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), irmã Maria Inês Ribeiro, recordou o Seminário Nacional da Vida Religiosa Consagrada, realizado em Aparecida (SP), no início deste mês, que reuniu 600 religiosos de todo o Brasil. Ela chamou atenção para a preparação do 3º Seminário de Formadores do Cone-Sul, que tratará da interculturalidade, e do primeiro Encontro Nacional dos Religiosos Presbíteros, marcado para setembro.

Também recordando um evento nacional, o presidente da Comissão Nacional dos Presbíteros (CNP), padre José Adelson da Silva Rodrigues, destacou as reflexões do 17º Encontro Nacional dos Presbíteros, também realizado em Aparecida (SP). O material utilizado no evento, com assessoria do padre Paulo Sérgio Carrara, está disponível para ser encaminhado por e-mail.

O assessor do Setor Universidades da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação, padre Danilo Pinto, apresentou as ações da comissão nos setores Universidades, Cultura, Ensino Religioso e Pastoral da Educação. Padre Marcus Barbosa, assessor da Comissão para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso, recordou as movimentações em torno da Semana de Oração pela Unidade Cristã e a realização, em breve, da assembleia eletiva da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE).Luiz Cláudio Mandela, diretor-executivo da Cáritas Brasileira, falou sobre a preparação para a 33ª Semana dos Migrantes, de 17 a 24 de junho, e para o Congresso Internacional sobre Migração, com participação do presidente da Cáritas Internacional, cardeal Luis Antonio Tagle, e as movimentações em torno da situação dos migrantes venezuelanos em Roraima. Em Boa Vista (RR), foi criada, a pedido do bispo local, dom Mário Antônio Silva, a Cáritas Diocesana, que tem contribuído na acolhida e integração daqueles que fogem da crise na Venezuela. Segundo Mandela, após o resultado das eleições, a tendência é que aumente o número de migrantes vindo ao Brasil.

Já o coordenador nacional adjunto da Pastoral da Criança, Nelson Arns Neumann, citou eventos, como o encontro de bispos responsáveis pela Pastoral nos regionais e um encontro com candidatos, principalmente postulantes ao Planalto, sobre saneamento básico, preparado em parceria com o movimento Trata Brasil previsto para agosto. Os presidentes das Comissões para o Laicato e para a Doutrina da Fé também fizerem intervenções.

Fonte: CNBB

Leia também:

Campanha da Fraternidade sobre Políticas Públicas para 2019 foi destaque na reunião dos bispos

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Renovação Carismática prepara a 30ª edição do Queremos Deus

O Mês Missionário Extraordinário 2019

Dom Lustosa: um Pastor com espiritualidade mariana

Inscrições abertas para Encontro de Noivos na Paróquia São Benedito

Faleceu no início desta manhã, 13 de fevereiro, Padre Almeida


QR Code Business Card