Atualidades

Pastoral da Juventude publica subsídio de estudos

Pastoral da Juventude: um jeito de ser e fazer – Somos Igreja Jovem. Esse é título do subsídio de estudo que auxiliará jovens e demais interessados em conhecer a caminhada e as perspectivas da Pastoral da Juventude (PJ) brasileira. O material foi lançado durante o 10° Encontro Nacional da Pastoral da Juventude (ENPJ), realizado entre os dias 8 e 15 de janeiro em Maringá, Paraná.

Joaquim Alberto Andrade Silva, integrante da Comissão Nacional de Assessores/as da Pastoral da Juventude, explica que o objetivo da publicação é mostrar a “essência da Pastoral da Juventude, a sistematização dos processos vividos”, além de apresentar a PJ para outras pessoas que tenham interesse em conhecê-la.

Para isso, o material conta com informações sobre a história da Pastoral, a identidade, a espiritualidade do grupo, a organização e o “jeito de ser e fazer pastoral”, e os princípios que movem a PJ. Também destaca pontos dos projetos nacionais desenvolvidos pela Pastoral, como: “A juventude quer viver”, “Ajuri”, “Caminhos de Esperança”, “Mística e Construção”, “Tecendo Relações” e “Teias da Comunicação”.

De acordo com Joaquim, a publicação foi lançada em um momento estratégico, quando as juventudes da Pastoral se organizam para fortalecer a PJ e se preparam para as próximas ações e atividades. “É um subsídio de estudo para que se potencialize o jeito de ser Pastoral da Juventude”, comenta.

Cerca de 18 mil exemplares foram distribuídos para os presentes no 10° Encontro Nacional da Pastoral da Juventude. Segundo Joaquim, a ideia é que todos os estados trabalhem o documento e possam enviar sugestões e contribuições para aprimoramento.

10° ENPJ

Foi a partir do tema “Somos Igreja Jovem” que mais de 600 jovens de várias partes do país se reuniram para o 10° Encontro Nacional da Pastoral da Juventude (ENPJ). O evento ocorreu entre os dias 8 e 15 de janeiro em Maringá, Paraná. Durante os setes dias de encontro, os presentes compartilharam experiências, participaram de estudos, celebrações, atividades culturais e marchas e manifestações contra a violência e o extermínio da juventude.

Na avaliação de Joaquim Silva, da Comissão Nacional de Assessores/as da Pastoral da Juventude, o Encontro foi positivo por diversos motivos. Para ele, o ENPJ foi um marco, tendo em vista que foi o primeiro a acontecer em um estado da região Sul. Além disso, contou com a presença de aproximadamente 200 dioceses. “[O Encontro reuniu] pessoas de todos os regionais da CNBB [Conferência Nacional dos Bispos do Brasil]”, comenta.

Outro destaque, segundo Joaquim, foi a presença de jovens que participavam pela primeira vez de um Encontro Nacional da PJ. “Isso mostra que as lideranças estão se renovando, que há pessoas novas”, acredita.

Durante o evento, os jovens se reuniram em grupos relacionados aos projetos nacionais desenvolvidos pela PJ e, de acordo com Joaquim, produziram cerca de 130 propostas de roteiros de encontros, de dinâmicas, retiros, celebrações, entre outras. Os materiais serão analisados pela coordenação nacional da pastoral e depois serão distribuídos para serem utilizados nos grupos de jovens.

Para mais informações, acesse: http://www.pj.org.br/index.php

Por Karol Assunção, jornalista da Adital

Notícia publicada em Adital.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Síndrome de Down

Missa em Homenagem as pessoas com Síndrome de Down

Igreja e Política

Monjas Concepcionistas

Religiosa Concepcionista emite votos na solenidade de São José

ciclo de estudo

Segundo dia do Ciclo de estudos da Campanha da Fraternidade 2019

padre anízio

Missa de Posse do novo reitor e pároco do santuário no próximo dia 10/04


QR Code Business Card