Nota da CPT Ceará sobre a Páscoa de Ir. Clarisse Garvey | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Nota da CPT Ceará sobre a Páscoa de Ir. Clarisse Garvey

“Abençoados sejam os teus pés”

No último dia 2 de abril, em Toronto, Canadá, fez sua páscoa definitiva nossa querida Ir. Clarisse Garvey, que foi agente da CPT Ceará, compondo a equipe da Arquidiocese de Fortaleza.

Em 1983, chegava à Arquidiocese de Fortaleza, vindo do Canadá, um grupo de irmãs da Congregação Missionárias de Nossa Senhora, com a missão de trabalhar na Maternidade Escola Assis Chateaubriand. Fixaram residência no Planalto Pici e prestaram um importante serviço naquela unidade hospitalar por vários anos. Ao mesmo tempo foram se engajando em vários trabalhos no bairro onde moravam, nas lutas da comunidade. Algum tempo depois, a convite dos padres José Maria e Moacir Cordeiro, passaram a trabalhar nas paróquias de Aratuba, Palmácia e Mulungu.

Sobre essa época, Raimundão nos dá seu depoimento: “Enfrentamos uma grande luta para conquistar a terra na fazenda Bu, em Palmácia. Foram mais de quatro anos de luta e resistência nessa terra, mas não conseguimos sair vitoriosos, fomos despejados e as irmãs Clarice, Elizabeth e Paulina foram muito solidárias com a gente. Quando fomos despejados elas nos acolheram e ajudaram no que podiam. Passamos a lutar por uma outra terra, dessa vez no município de Ocara, na localidade de Novas Vidas, e a irmã Clarice foi das primeiras pessoas a entrar nessa terra ao nosso lado, sempre apoiando a nossa luta. Hoje temos cerca de 15 assentamentos nessa região, fruto da nossa luta, do nosso trabalho e sempre contando com o apoio de Irmã Clarice”.

Também Luizinha Camurça, agente histórica da CPT Ceará, dá seu testemunho: “Falar sobre a Irmã Clarice é falar de uma grande caminhada, de muitos anos de dedicação e compromisso no trabalho na CPT de Fortaleza e também sobre o compromisso das irmãs, especialmente Ir. Elizabeth e Ir. Clarice, no apoio aos trabalhadores e trabalhadoras na luta pela conquista da terra, na organização da produção, na luta por vida digna para as famílias camponesas, das celebrações de espiritualidade e apoio às ocupações. Na CPT formamos uma grande família junto com o povo. No ano 2000, a Irmã Clarice conseguiu junto à Fundação SHARE, recursos financeiros para apoiar o trabalho de produção orgânica e a realização dos encontros de produtores a nível de nordeste, que já se realizam há 19 anos e envolvem os agricultores que praticam a agroecologia nas suas atividades e se encontram para a troca de experiências. Esta foi uma semente que ela plantou e já produziu muitos frutos”.

A Comissão Pastoral da Terra do Ceará reconhece o grande trabalho e apoio da Irmã Clarice junto aos camponeses e camponesas na área da Arquidiocese de Fortaleza, especialmente no apoio e na formação de lideranças que continuam o trabalho até hoje. E que mais pertinho de Deus ela interceda por nós, agentes da CPT e por todos os trabalhadores e trabalhadoras em luta.  A CPT Ceará faz coro às palavras do poeta Zé Vicente: “Vai, querida Clarice, para o descanso dos justos”.

Fortaleza, 05 de abril de 2019

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Sínodo entra em sua segunda semana: não perder a coragem, afirma Cardeal Hummes

“CNBB é uma dádiva para Igreja e para sociedade”, diz dom Walmor Oliveira, por ocasião do aniversário da entidade

Editorial – outubro 2019: “A Igreja em Sínodo”

Agenda do Arcebispo: novembro de 2019

Decretos e Provisões – setembro 2019


QR Code Business Card