Atualidades

Festa de Nossa Senhora da Conceição

Muitas comunidades e paróquias do Ceará comemorarão a festa de Nossa Senhora Da Imaculada Conceição no próximo dia 08 de dezembro. Na Arquidiocese de Fortaleza os festejos vem acontecendo nas seguintes paróquias e comunidades: Igreja da Prainha, Conjunto Ceará, Messejana, João XXIII, Pajuçara, Pacatuba, Cascavel, Guanacés, Pacajus, Tabatinga, Aracoiaba, Taquara, Guaramiranga, Pacoti, Redenção e nas comunidades de Agrovila, Vassouras e Vila na paróquia de Itapebucú.

Confira a programação dessa festa em algumas paróquias:

Paróquia de Messejana
A Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Messejana, finaliza hoje, dia 8 de dezembro a festa de sua padroeira, tendo como tema “Maria, Mãe da Igreja, Modelo de escuta e acolhida da Palavra”.

Na Festa da Imaculada Conceição, haverá às 8h, missa; às 16h, procissão, seguida de missa solene.

Informações: Secretaria Paroquial, telefone (85) 3045 0103.

Paróquia do Conjunto Ceará
A Paróquia Nossa Senhora da Conceição, no Conjunto Ceará deu início no dia 27 de novembro e prossegue até 08 de dezembro a festa de sua padroeira tendo como tema “Fortalecidos pela fé, anunciamos com Maria a plenitude da vida”. No encerramento dia 08 de dezembro acontecerá às 7h, Celebração Eucarística; às 8h, Café da Manhã; às 18h, Procissão com a Imagem da Padroeira passando pelas Avenidas Central, I, A e Central; às 19h, Missa Solene de encerramento.

Informações pelo telefone (85) 3294 6410 na Secretaria Paroquial.

Paróquia de Pacoti
A Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, em Pacoti, celebra a Festa de sua Padroeira até 8 de dezembro tendo como tema “Senhora da Conceição, reflexo do coração materno de Deus” e o lema “O Sim de Maria em favor da Vida no Planeta”.

No dia 8 de dezembro, Festa de Nossa Senhora da Conceição, haverá às 5h da manhã, caminhada em direção ao Santuário de Nossa Senhora do Globo; Café Comunitário, no Salão de Reuniões da Paróquia; às 17h, Procissão e Missa Campal de encerramento.

Informações pelo telefone (85) 3325 1120, na Secretaria Paroquial.

Para Saber: Significado da Solenidade da Imaculada Conceição
O dogma da Imaculada Conceição de Maria é um dos dogmas mais queridos ao coração do povo cristão. Os dogmas da Igreja são as verdades que não mudam nunca, que fortalecem a fé que carregamos dentro de nós e que não renunciamos nunca.

A convicção da pureza completa da Mãe de Deus, Maria, ou seja, esse dogma, foi definida em 1854, pelo papa Pio IX, através da bula “Ineffabilis Deus”, mas antes disso a devoção popular à Imaculada Conceição de Maria já era extensa. A festa já existia no Oriente e na Itália meridional, então dominada pelos bizantinos, desde o século VII.

A festa não existia, oficialmente, no calendário da Igreja. Os estudos e discussões teológicas avançaram através dos tempos sem um consenso positivo. Quem resolveu a questão foi um frade franciscano escocês e grande doutor em teologia chamado bem-aventurado João Duns Scoto, que morreu em 1308. Na linha de pensamento de são Francisco de Assis, ele defendeu a Conceição Imaculada de Maria como início do projeto central de Deus: o nascimento do seu Filho feito homem para a redenção da humanidade.

Transcorrido mais um longo tempo, a festa acabou sendo incluída no calendário romano em 1476. Em 1570, foi confirmada e formalizada pelo papa Pio V, na publicação do novo ofício, e, finalmente, no século XVIII, o papa Clemente XI tornou-a obrigatória a toda a cristandade.

Quatro anos mais tarde, as aparições de Lourdes foram as prodigiosas confirmações dessa verdade, do dogma. De fato, Maria proclamou-se, explicitamente, com a prova de incontáveis milagres: “Eu sou a Imaculada Conceição”.

Deus quis preparar ao seu Filho uma digna habitação. No seu projeto de redenção da humanidade, manteve a Mãe de Deus, cheia de graça, ainda no ventre materno. Assim, toda a obra veio da gratuidade de Deus misericordioso. Foi Deus que concedeu a ela o mérito de participar do seu projeto. Permitiu que nascesse de pais pecadores, mas, por preservação divina, permanecesse incontaminada.

Maria, então, foi concebida sem a mancha do orgulho e do desamor, que é o pecado original. Em vista disso, a Imaculada Conceição foi a primeira a receber a plenitude da bênção de Deus, por mérito do seu Filho, e que se manifestou na morte e na Ressurreição de Cristo, para redenção da humanidade que crê e segue seus ensinamentos.

Hoje, não comemoramos a memória de um santo, mas a solenidade mais elevada, maior e mais preciosa da Igreja: a Imaculada Conceição da Santíssima Virgem Maria, a rainha de todos os santos, a Mãe de Deus.

Fonte: www.paulinas.org.br

Saiba Mais
No Brasil, por determinação da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil ) e autorização da Santa Sé, esta solenidade é sempre celebrada no dia 8 de dezembro, mesmo que este dia seja Domingo do Tempo do Advento.

Já celebrada desde o séc. XI, esta solenidade se insere no contexto do Advento-Natal, unindo a espera messiânica e o retorno glorioso de Cristo com a admirável memória da Mãe. Em Tal sentido, este período litúrgico deve ser considerado tempo particularmente oportuno para o culto da Mãe do Senhor(cf. Paulo VI, “Marialis Cultus” 4). Maria é a toda santa, isenta de toda mancha de pecado, pelo Espírito Santo como que plasmada e feita nova criatura(cf. LG 56) Já profeticamente “ anunciada” na promessa feita aos progenitores da vitória sobre a serpente, Maria é a virgem que conceberá e dará à luz um filho cujo nome será Emanuel. O dogma da Imaculada Conceição foi proclamado por Pio IX em 1854. ( Missal Romano p.715 Paulus )

 

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »

  • vera lúcia ferreira diz:

    Sou devota de Nossa Senhora da Conceição, e fico muito feliz quando aprendo algo a seu respeito. Muito boa essa matéria publicada .Deus abençoe voces.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Grande Concerto de Natal na paróquia de São João Batista do Tauape.

Ordenações Diaconais na Catedral Metropolitana de Fortaleza dia 21 de dezembro

Dom Aloísio em nossos corações

Papa: a boa política está ao serviço da paz

Entrevista: CF 2019 – A felicidade humana como horizonte das Políticas Públicas


QR Code Business Card