Editorial – dezembro 2018: “A vinda do Senhor!" | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Editorial – dezembro 2018: “A vinda do Senhor!”

Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques

Reiniciamos na celebração da Fé, na Liturgia da Igreja, o Ano Litúrgico que retoma a cada ciclo de um ano, toda a obra de Deus na História da Salvação da Humanidade.

Este tempo é marcado pela contemplação da vida do Senhor. Vinda esta tríplice: na vida terrena em Belém de Judá o Verbo Encarnado nasce entre os homens; de modo sacramental continua vindo aos seus reunidos em seu nome na Igreja e nos seus sacramentos; de modo glorioso virá no fim dos tempos para julgar os vivos e os mortos e estabelecer definitivamente o Seu Reino na Eternidade.

A vivência desta realidade da vindo do Senhor é muito atual e não apenas uma lembrança histórica do passado. Ela se efetua, se atualiza na vida humana na graça divina. Este é o tempo de receber o Senhor e o acolher em cada pessoa humana, em nós e no próximo, em todos… Este é o tempo em que se fecunda a realidade do Reino de Deus no decorrer da História da Humanidade, na História da Igreja – Sacramento de Salvação, Germe do Reino de Deus no mundo.

A serviço deste Reino o Senhor Jesus estabeleceu Sua Igreja, comunidade de salvação, e a ele deu sua presença sacramental de Pastor do Rebanho, Cabeça de seu Corpo Místico, no ministério pastoral de seus apóstolos e sucessores.

Aproveito aqui para comunicar a toda a Igreja Arquidiocesana, como agora, com a presença de novos Bispos Auxiliares, estaremos articulando o pastoreio junto a nosso povo. O ministério apostólico dos bispos é ser instrumentos do próprio Senhor no pastoreio de Seu Povo: no anúncio do Evangelho, nos sacramentos da Graça, na comunhão do Corpo Eclesial do Senhor.

Nossa Arquidiocese  de Fortaleza conta agora com três Bispos Auxiliares e juntamente com o Arcebispo são Corpo Episcopal para este pastoreio. A Igreja Arquidiocesana, em suas muitas comunidades em extenso território, está organizada em nove Regiões Episcopais, cada uma entregue aos cuidados coordenadores de Vigários Episcopais. A função é sempre de coordenar a comunhão de todas as comunidades eclesiais que existem no território que lhe é confiado.

Assim, para maior proximidade dos fieis e maior estímulo à vivência da Fé e testemunho do Evangelho, a partir de agora cada um dos Bispos Auxiliares terá o cuidado próximo de três das nove Regiões. E todos se referirão ao Arcebispos na comunhão do governo pastoral da Arquidiocese. As Regiões Episcopais: São José, Nossa Senhora da Conceição em Fortaleza e a Região São Pedro e São Paulo em diversos municípios do Litoral Leste e ao longo da Rodovia BR 116 – estarão sob os cuidados de Dom Valdemir Vicente Andrade Santos. As Regiões Episcopais: Nossa Senhora da Assunção compostas de paróquias ao longo do Rio Ceará; Nossa Senhora dos Prazeres com as comunidades nos municípios de Caucaia e São Gonçalo do Amarante; e São Francisco das Chagas no sertão de Maranguape, Caridade, Paramoti e Canindé – aos cuidados de Dom Júlio César Souza de Jesus. As Regiões Episcopais: Bom Jesus dos Aflitos nas comunidades eclesiais nos bairros periféticos de Montese, Parangaba, e adjacentes até o Grande Bom Jardim; Sagrada Família nas comunidades  dos municípios de Maracanaú, Maranguape, Pacatuba, Guaiúba e Itaitinga; e a Região Nossa Senhora da Palma nos pés da serra e em todo o Maciço de Baturité – aos cuidados de Dom Rosalvo Cordeiro de Lima.

Além deste acompanhamento territorial os Bispos Auxiliares juntamente com o Arcebispo terão os encargos de pastoreio em diversos setores do Povo de Deus na Arquidiocese de Fortaleza:  a Dom Rosalvo Cordeiro de Lima o Vicariato dos Movimentos e Fiéis Leigos, a Dom Valdemir Vicente Andrade Santos o Vicariato da Vida Religiosa Masculina e Feminina, a Dom Júlio César Souza de Jesus o acompanhamento das Pastorais e Organismos da Arquidiocese de Fortaleza.

Caberá sempre ao Arcebispo a coordenação geral de todas as atividades pastorais nas Regiões com os Bispos Auxiliares e Vigários Episcopais, o acompanhamento da Formação Sacerdotal e Diaconal através das ações vocacionais, dos seminários, da Escola Diaconal, da Faculdade Católica de Fortaleza e o Conselho de Formadores.  A formação e coordenação permanente do clero com o Conselho de Presbíteros. Também o acompanhamento da Cúria Metropolitana nos seus diversos setores administrativos e seu Conselho de Assuntos Econômicos da Arquidiocese, e do Tribunal Eclesiástico do Ceará através do Vigário Judicial e do corpo do mesmo tribunal.

Todas as atividades e missões nascem da comunhão profunda entre seus agentes, pois o protagonista real de toda a ação evangelizadora é um só: o Senhor que age pelo seu Espírito na unidade de amor recíproco dos seus. Assim cremos que o Senhor, como prometeu, estará sempre conosco unidos em Seu Nome.

Assim esperamos, agindo na caridade, que o Senhor venha em Sua glória.

Desejamos a todos um Santo Advento e Feliz Natal com as graças do Senhor que abençoem o Novo Ano.

+ José Antonio Aparecido Tosi Marques
Arcebispo Metropolitano de Fortaleza

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Festa de São João Batista em Aruaru – Morada Nova – Ceará

Proteja-se contra o Sarampo. Vacine-se!

Mês Missionário Extraordinário na Arquidiocese de Fortaleza

Caminho Neocatecumenal celebra os 25 anos de Ministério Sacerdotal do Padre José Valter Guerra

O Sínodo nasce da Igreja


QR Code Business Card