Deus eleva os humildes | Arquidiocese de Fortaleza
Atualidades

Deus eleva os humildes

padre Geovane
Padre Geovane Saraiva*

No confronto do dia a dia dos cristãos, ao longo da caminhada espiritual – sem se separar do que é duro e penoso –, suave é a presença de Maria, Mãe de Deus. Junto de Maria tudo se torna mais complacente e acessível. O coração que tende ao desânimo, decorrente do cansaço, num mundo agitado pelas fortes marés, tempestades, encontra conforto e consolo, novo vigor e nova esperança, que, segundo o Livro Sagrado, encontra a vida e alcança a ternura do Senhor (cf. Pv 8, 35).

A Santa Mãe de Deus foi a primeira a se colocar diante das ondas inevitáveis, das tentações e do caminho estreito e exíguo, indicadores da santidade de Deus. Maria, entre todas as criaturas, iniciou o sagrado caminho da cruz, na mais profunda experiência da elevação através do sofrimento. Que a piedade do mês mariano nos ajude no sentido de nos convencer a ter o olhar voltado para Deus, ao invocá-la com o título de Advogada, Auxiliadora, Protetora, Medianeira, Mãe do Perpétuo Socorro, etc. Vindo ao nosso encontro, que ela nos conduza, assim, ao seu Filho, Jesus, facilitando a nossa busca da vontade de Deus, no ingresso ao segredo da vida interior, da vida de oração.

O Concílio Vaticano II, na Constituição Dogmática Lumen Gentium, nos fala de Maria como uma mulher que atingiu a perfeição, límpida, sem ruga e sem lisura, resplandecendo como modelo de virtude a todas as comunidades dos eleitos, que se dispõem a seguir os passos de seu Mestre e Senhor. Assim é que nas ações dos seguidores de Jesus de Nazaré no mês de maio deveria se cumprir e considerar sempre e cada vez mais a verdadeira piedade a Maria Santíssima, vendo-a como modelo ideal na caminhada espiritual, a partir da profundeza de sua alma, ao se encantar com a palavra de seu Filho: “Uma só coisa é necessária!” (cf. Lc 10, 41). Ela viveu acima de todo ser vivente.

Que Deus dê a todos a graça da compreensão daquilo que é único e necessário à vida dos cristãos: viver o Evangelho de Jesus. Assim descreve a jornalista Mirticeli Dias de Medeiros sobre o Papa Francisco, com seu jeito de se voltar para Maria: “Um líder que não tem medo de driblar as barreiras linguísticas para atingir o coração – de todos, sem exceção. Seus gestos calam o grito dos desesperados. Seu governo derruba do trono os poderosos e exalta os humildes. É um verdadeiro magnificat”. Assim seja!

*Pároco de Santo Afonso, Blogueiro, Escritor e Colunista, integra a Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Festa dos Arcanjos receberá 12 mil pessoas no Ginásio Paulo Sarasate

DNJ 2019 retoma temática da Campanha da Fraternidade sobre Políticas Públicas

Festa de São Francisco na Comunidade do Planalto Itaperi

Em reunião com o Papa, presidência do Celam fala sobre novas perspectivas da entidade

Amor irrestrito e solidário


QR Code Business Card