Atualidades

Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Fortaleza

Folder-Pastoral-Carcerária200A Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Fortaleza retomou suas atividades e atendimento no Centro de Pastoral Maria Mãe da Igreja, de segunda a sexta, das 8h às 16h, com Regina Pereira. O telefone de contato é (85) 3388.8718 e o e-mail é pcarcerariafortaleza@yahoo.com.br, A coordenação se reúne nas quartas sextas-feiras, das 14h às 17h.

Missão:

– Ser a presença de Cristo e da comunidade eclesial no mundo dos cárceres, contemplando em cada encarcerado e encarcerada o rosto do Cristo crucificado, reconhecendo que todo ser humano é intocável em sua dignidade, mesmo após o erro, e acreditando na possibilidade de conversão de todos.

Objetivos:

– Garantir o direito da população carcerária à assistência religiosa;

– Manter viva na Igreja a mística da misericórdia;

– Acompanhar os presos em suas necessidades pessoais e familiares;

– Priorizar a defesa intransigente da vida, bem como a integridade física e moral dos presos e familiares;

– Monitorar sistematicamente o Sistema Penitenciário.

Atividades permanentes:

– Visitar regularmente todas as unidades penitenciárias, favorecendo a escuta individual;

– Oferecer momentos fortes de oração e celebração;

– Incentivar e acompanhar a organização de núcleos de pastoral carcerária nas paróquias;

– Favorecer o diálogo com os trabalhadores do Sistema Penitenciário;

– Cobrar da autoridade competente a implementação dos Conselhos de Comunidade conforme a Lei de Execução Penal e pleitear neles a presença da própria Pastoral Carcerária;

– Realizar parcerias com os Poderes Públicos, o Ministério Público, a Defensoria Pública, a OAB, as Comissões e Movimentos de Direitos Humanos, as ONGs, as Universidades e as demais Igrejas e Pastorais Sociais;

– Colaborar nos processos de implementação de políticas públicas inerentes à problemática penitenciária, com especial atenção à inclusão social dos egressos;

– Contribuir na formação crítica da comunidade para que todos se sintam corresponsáveis pela política penitenciária;

– Denunciar de maneira intransigente os casos de tortura e maus tratos e outras situações desumanas nas prisões;

– Promover atividades formativas multidisciplinares para os agentes da pastoral;

– Priorizar experiências de Escola de Perdão e Reconciliação e Práticas de Justiça Restaurativa.

Postura:

– Vivenciar a prática da mística da misericórdia;

– Rejeitar todo tipo de exclusão social;

– Combater sem ambiguidades qualquer tipo de violência, de preconceito, de falsos moralismos e as atitudes paternalistas;

– Oferecer os serviços pastorais a todos os encarcerados na gratuidade, sem nada pretender em troca.

Regina Pereira, secretária da Pastoral Carcerária.

 

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Planilha de contribuição das paróquias e das áreas pastorais: outubro de 2017

Festa da Paróquia Nossa Senhora das Graças – Santa Maria

“I Aviva Povo de Deus”

Paróquia Nossa Senhora das Graças e São Pedro na Praia da Tabuba, em Caucaia – CE.

Material que foi veiculado no Jornal JCTV na Rede Vida de Televisão


QR Code Business Card