Atualidades

Pastoral Carcerária lança nova logomarca, site e uma rede social

A Pastoral Carcerária, com o objetivo de inaugurar uma nova fase de comunicação para a divulgação de seu trabalho e interação entre suas equipes, está lançando nesta semana nova logomarca, website e rede social.

A logomarca foi inspirada na essência e base dos serviços que a Pastoral presta aos presos do país, alinhada ao seu slogan: “Estive preso e vieste me visitar”. O processo de criação foi acompanhado e aprovado por agentes da Pastoral de todo o Brasil e a logomarca já começa a ser aplicada aos materiais de circulação interna e externa da Pastoral.

O site, disponível pelo endereço www.carceraria.org.br, traz todas as informações sobre a Pastoral Carcerária e oferece diversos conteúdos de apoio, como apostilas e vídeos, voltados não somente às equipes da Pastoral na prestação de assistência religiosa a presos e presas, mas também àqueles que se interessam por temas como direitos humanos e segurança pública. A principal novidade é um sistema de campanhas por meio do qual os visitantes podem participar de abaixo-assinados on-line e petições — a primeira lançada visa a alterar o Projeto de Lei 2442/2011, para dar independência ao Mecanismo Nacional de Prevenção à Tortura. O site está integrado às redes sociais Twitter e Facebook e todo o conteúdo pode ser compartilhado.

A Pastoral Carcerária também está lançando a rede social pcrn.org.br para integrar suas equipes regionais num ambiente colaborativo para a partilha de experiências. Nela é possível conectar-se, sem a necessidade de cadastro, com uma conta pessoal do Facebook, Twitter, Yahoo ou Google e as interações são automaticamente publicadas nessas redes. Os participantes recebem um perfil com blog, acesso multimídia (para vídeos e fotos) e podem interagir nos fóruns, grupos de estudo e chat ao vivo. A coordenação nacional está aos poucos motivando e organizando os participantes para que a rede social se torne sua principal forma de comunicação interna.

Todo o projeto foi desenvolvido com o suporte da empresa Minha Paróquia, que atua no desenvolvimento de tecnologias para a Igreja Católica, e foi coordenado pela assessoria de comunicação da Pastoral Carcerária.

Notícia da CNBB

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Pedra rejeitada

56ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil

POM celebra 40 anos lançando vídeo institucional

Secretaria de Comunicação da Santa Sé fez cobertura total da 56ª Assembleia

No seu onomástico Papa dá sorvete aos mais necessitados


QR Code Business Card