Atualidades

O Papa falou da semana de oração pela unidade dos cristãos aos povos do Extremo Oriente que celebram o novo ano lunar apresenta votos de justiça e paz

Reconhecer e acolher a força transformadora da fé em Jesus Cristo sustente os cristãos também na procura da plena unidade entre eles. Este o desejo manifestado pelo Papa neste domingo antes da recitação do Angelus recordando que este domingo ocorre ao meio da semana de oração pela unidade dos cristãos que se celebra de 18 a 25 de Janeiro

Bento XVI considerou esta semana de oração como um “elemento central na atividade ecuménica da Igreja”, convidando à oração por esta causa, em busca de uma união “plena”.

Esta semana de oração tem como tema ‘Todos seremos transformados pela vitória de Jesus Cristo, Nosso Senhor’, inspirado numa carta do apóstolo São Paulo aos Corintios

O guião para as celebrações do oitavário foi originalmente concebido pelo Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos, e pelo Conselho Mundial de Igrejas, a partir do trabalho de um grupo ecuménico polaco que se baseou na experiência de ‘alegria e adversidade’ dos cristãos daquele país do leste europeu.

O Papa aludiu, neste contexto, à “longa história de lutas corajosas, contra várias adversidades” dos cristãos na Polónia, louvando a sua “grande determinação, animada pela fé”.

“Ao longo dos séculos, os cristãos polacos intuíram espontaneamente uma dimensão espiritual no seu desejo de liberdade e compreenderam que a verdadeira vitória apenas pode acontecer se for acompanhada por uma profunda transformação interior”, declarou.

Na próxima quarta-feira, Bento XVI vai presidir em Roma a uma cerimónia litúrgica, na basílica de São Paulo fora de muros, no encerramento desta semana de oração, com a participação de representantes das Igrejas e comunidades cristãs presentes na capital italiana.

Depois da recitação do Angelus Bento XVI enviou uma saudação aos povos do Extremo Oriente, na Ásia, que celebram nestes dias o início do novo ano lunar, sublinhando a sua “alegria” nesta festividade, que ocorre num momento difícil

“Na presente situação mundial de crise económico social – disse o Papa – desejo a todos aqueles povos que o novo ano seja marcado concretamente pela justiça e pela paz, leve alivio a quem sofre, e que, especialmente os jovens, com o seu entusiasmo e o seu impulso ideal, possam oferecer uma nova esperança ao mundo”.

Na saudação em espanhol o Papa exortou a colocar os olhos no triunfo de Cristo, para que a contemplação da meta da nossa esperança dirija as nossas acções e orações de maneira que, deixando-nos transformar pelo Senhor, possamos um dia reunir-nos com ele no seu Reino.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Igrejas e movimentos sociais realizam a 9º Festa da Vida na Arquidiocese de Fortaleza

Vídeo campanha para evangelização 2018 – Dom Leonardo Steiner

99ª Festa de Jesus, Maria, José no bairro Antônio Bezerra

Simpósio ecumênico em Roma debate xenofobia e populismo

Paróquia de Jesus, Maria, José realizará Caminhada pela Paz no bairro Antônio Bezerra


QR Code Business Card