Atualidades

Novo ano, novos planos. Seja um voluntário. Bem-vindo a 2012!

“Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança, fazendo-a chegar ao limite da exaustão. Doze meses dá para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez… com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para diante tudo será diferente”. Carlos Drummond de Andrade

Renovar. Recomeçar. E por que não começar algo novo? O poeta foi muito feliz em declamar sobre o milagre da renovação e da possibilidade de acreditar e construir algo diferente. De fato é genial industrializar a esperança e oferecer ao ser humano doze meses para ele colocar em prática vários planos e sonhos. Já faz parte do ritual de qualquer pessoa, a cada ano que encerra, novas metas são criadas para o ano seguinte. Dentro desse planejamento não é possível encontrar uma “brecha” para trabalhos voluntários? Afinal, fazer o bem ainda e sempre é um bom negócio!

O ser humano tem necessidades, das básicas às subjetivas. Ele sente fome e sede, mas também deseja ser amado, admirado e reconhecido. Sente raiva, tristeza e frustração na mesma proporção que consegue ser feliz com conquistas pessoais e profissionais. O trabalho voluntário entra na categoria satisfação, além, evidentemente, da relevante contribuição social.

O altruísmo, ajudar o próximo sem esperar nada material em troca, é uma atitude voluntária e encontrada em todas as partes do mundo. Alguns especialistas do comportamento humano afirmam que somos, antes de tudo, um ser social e como tal temos prazer em estar em grupos e de alguma maneira influenciar no bem-estar do outro.

O trabalho voluntário é também um ótimo remédio. Uma pesquisa realizada durante 10 anos por professores da universidade de Harvard, nos Estados Unidos, envolveu cerca de 2.700 pessoas. Os estudiosos apontaram que ser voluntário faz bem ao coração e ao sistema imunológico, além de aumentar a expectativa de vida e a vitalidade. (Trecho retirado do site http://www.olgatessari.com/)

Encontrar uma causa que possa ser abraçada não é difícil. Cada indivíduo tem uma ou mais motivações. Em Fortaleza, a exemplo de outras grandes metrópoles, tem inúmeras Organizações Não-Governamentais (ONGs) que sempre precisam de mais uma mão. E se você tem uma causa, mas não encontrou uma mobilização que atende suas expectativas, arregace as mangas e construa um espaço que mobilize e gere reflexões. Lembre-se, você é apenas um, porém, é um que pode fazer a diferença na vida de muitos.

Confira algumas causas que você pode se identificar.

Centro de Valorização da Vida (CVV)

O Centro de Valorização da Vida (CVV) cumpre a missão de prestar atendimento emocional gratuito a pessoas que se sentem solitárias, angustiadas ou deprimidas. Os voluntários atendem ao público pelo telefone 141, pelo e-mail fortaleza@cvv.org.br ou pessoalmente na sede do Centro, localizado na Rua Ministro Joaquim Bastos 806 – Bairro de Fátima. O atendimento é ininterrupto, 24 horas.

Os voluntários dão plantões semanais de 4 horas e meia. Como a procura é grande, é possível que algumas vezes a linha 141 esteja ocupada. Para ser um voluntário do CVV basta ter 18 anos e ser uma pessoa solidária “com um pouco de tempo para ouvir o outro com respeito, compreensão, sigilo e amor”, informa a voluntária Gilmaíse Mendes.

Ao longo do tempo, é difícil precisar quantas vidas foram salvas pelo trabalho dos voluntários que doam seu tempo para ouvir e apoiar emocionalmente incontáveis pessoas.
Mais informações: 141 / 3257-1084

Terapia do Riso

A filosofia da Associação Terapia do Riso é levar alegria e solidariedade a todos que necessitam. É a arte e a poesia a serviço do social. Hoje, o trabalho social da entidade é reconhecido por toda a sociedade brasileira.

A Associação Terapia do Riso (ATS) elabora projetos onde a preocupação maior é melhorar a qualidade de vida das comunidades e das pessoas de um modo geral, sobretudo aquelas que se encontram nos leitos dos hospitais. As visitas são feitas periodicamente pelos atores da instituição, que são treinados para trabalhar a endorfina desses pacientes, fazendo-os sorrir, e contribuído de alguma forma deixando os pacientes mais felizes.

Para o desenvolvimento de um trabalho social, a ONG precisa de recursos, já que se mantém apenas com o que ganha da venda dos cartões e dos eventos culturais que participa. Para o funcionamento da Associação é necessário materiais de trabalho, como brinquedos, fantasias, maquiagem, papel oficio e caneta, entre outros.

Mais informações: (85) 3091-4668

Apoio e proteção ao bem-estar animal

Quem tem um amiguinho peludo em casa sempre se sensibiliza com essa causa. Alguns entram de cabeça na luta pelo bem-estar animal. Resgata cães e gatos maltratados e abandonados, cuida, dá carinho e coloca para adoção. Pensa que termina aí? Esses voluntários zelam, como verdadeiros anjos da guarda, pela dignidade dos focinhos carentes. Eles acompanham todo o processo de adoção e adaptação do animal. Algumas ONGs possuem abrigos, onde cuidam dos animais em tratamento, especiais (cegos, sem mobilidade etc) e outros que não conseguem ser adotados.

Sem políticas públicas, o trabalho, além de voluntário, requer muito amor aos animais e disposição em agitar a sociedade para contribuir nessa missão. Atualmente, as mídias sociais são forte aliadas. Uma grande corrente do bem se manifesta quando um focinho carente precisa de um “help”. Os casos são inúmeros, nem sempre é possível salvar todos. Mas, os simpatizantes da causa estão aumentando diariamente. Aqueles que não podem oferecer um lar definitivo ou temporário contribuem com dinheiro, remédios, doações de notas fiscais e ajuda nos eventos de educação e adoção de cães e gatos.

A Associação Protetora dos Animais para Tratamento e Adoção (APATA), Organização Não Governamental sediada em Fortaleza, é uma das ONGs mais mobilizadas, principalmente nas redes sociais. A APATA oferece a oportunidade para quem desejar ser um voluntário, e colaborar diretamente dando abrigo provisório e tratamento para os animais ou, indiretamente, por meio de doações de recursos, remédios e alimentos. A entidade, sem fins lucrativos, foi criada por um grupo de pessoas “não conformadas em ver cães e gatos perambulando pelas ruas, sofrendo toda a sorte de abusos, maus-tratos e procriando indiscriminadamente”, explicou a dirigente da entidade, Flávia Pontes em entrevista à Agência da Boa Notícia em 2009.

Mais informações pelo apatace@hotmail.com. Para saber mais sobre a ONG, acesse: http://www.apatace.blogspot.com/

Em Fortaleza, a União Protetora dos Animais Carentes (UPAC) realiza um trabalho semelhante da APATA. É uma associação civil, de direito privado, de caráter sócio-ambientalista, sem fins lucrativos que tem por princípios: estimular o amor e respeito à vida, controle de natalidade de animais, a adoção de animais carentes, o equilíbrio ambiental e combater o abandono de animais na capital cearense.

Se você deseja ser um voluntário na UPAC, entre em contato pelo email upac.contato@gmail.com e saiba como ajudar. Para saber mais sobre a associação, acesse: http://upacfortaleza.wordpress.com/

Não deixe para amanhã. Comece hoje. Uma hora do seu tempo pode significar um novo mundo para o outro. No Ceará existem várias associações que precisam de colaboração, seja em doação de recursos ou de tempo. Na dúvida ainda? Inspire-se em Gandhi. “Seja você a mudança que espera ver no mundo”.

Fonte: Agência da Boa Notícia

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »

  • Antonia disse:

    Legal essas informações! Com o amor de Jesus que nunca me faltou superei, tive paciência.Graças a Deus que este ano vou conseguir comprar minha casa própria e montar minha atividade de trabalho em meu proprio LAR. Este ano vou realizar. O trabalho é uma terapia funcional.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Material em preparação ao Simpósio Arquidiocesano no Ano Mariano

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,11-17

Perdão, dom e graça

Convite e Programação Festa de São Vicente de Paulo

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,1-10


QR Code Business Card