Atualidades

[NOTÍCIAS/Mundo] Aberto processo de beatificação e canonização de Chiara Lubich

ChiaraDurante a Segunda Guerra Mundial, a jovem professora Chiara Lubich e suas companheiras decidiram consagrar-se à vivência do Evangelho e deram início a um movimento de difusão do amor ao próximo como ideal de vida. Nascia em Trento (norte da Itália), o Movimento dos Focolares, com trajetória de mais de 70 anos.

O Movimento Focolarino se espalhou pelo mundo a partir de uma proposta voltada ao diálogo inter-religioso e ecumênico. O Movimento está presente em mais de 182 nações.

Santidade

A fundadora dos Focolares, Chiara Lubich faleceu em 14 de março de 2008, aos 88 anos. O exemplo de vida cristã e empenho pelo anúncio do Reino de Deus, a partir da proposta do amor fraterna e da unidade, foram marcas do apostolado de Chiara. Para o reconhecimento da santidade de Chiara, a Igreja deverá reconhecer milagres atribuídos a sua intercessão.

Na terça-feira, 27 de janeiro, a Igreja abriu oficialmente o processo de beatificação e canonização da fundadora do Movimento dos Focolares. A cerimônia foi presidida pelo bispo local, dom Raffaele Martinelli, na catedral de Frascati (Roma).

Marcaram presença centenas de focolarinos e cardeais, entre eles, o brasileiro João Braz de Aviz, bispos e familiares de Chiara Lubich. Durante a missa, a presidente do Movimento, Maria Voce, expressou gratidão à Igreja pela autorização do processo e ao papa Francisco pela acolhida. Que “através do exemplo de Chiara Lubich, a humanidade possa conhecer novos cenários de paz e de fraternidade universal”, disse a presidente.

Na diocese de Frascati está localizado o Centro Internacional do Movimento dos Focolares, onde Chiara viveu grande parte de sua vida.

Exemplo luminoso

Por ocasião da cerimônia, o papa Francisco enviou mensagem lida pelo cardeal Tarcísio Bertone. No texto, recorda Chiara como “exemplo luminoso de vida”. Francisco faz votos de que a “herança espiritual” de Chiara Lubich “suscite em todos os que a acompanharam uma atitude renovada de fidelidade a Cristo e de serviço generoso em prol da unidade da Igreja”.

O papa pediu aos responsáveis pelo processo que “deem a conhecer ao Povo de Deus a vida e a obra de quem, acolhendo o convite de Deus, acendeu uma luz nova pela Igreja”.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Alto Alegre realiza Festejo

Equipe da 5º Urgência da Região Nossa Senhora da Conceição promove encontro sobre Reforma Trabalhista

Alto do Moinho, em Canindé realiza festejo a seu Padroeiro

São Luís Gonzaga

Muticom de Férias acontecerá em Maranguape (CE)


QR Code Business Card