Atualidades

[NOTÍCIAS/CNBB] Cardeal Damasceno agradece religiosos pelo “trabalho incansável”

Congresso Vid Consagrada 270x179Inspirados pelo tema do Ano da Vida Consagrada proposto pelo papa Francisco, “Vida Consagrada na Igreja hoje: Evangelho, Profecia e Esperança”, mais de 2 mil religiosas e religiosos de todas as regiões do Brasil participam do Congresso Nacional da Vida Consagrada, que teve início nesta terça-feira, 7, no Centro de Eventos Padre Vitor Coelho, em Aparecida (SP). O evento trata do tema “Assumir o núcleo identitário da Vida Consagrada: Atitude Profética, Processo Mistagógico”, seguido do lema “Não ardia o nosso coração quando Ele nos falava pelo caminho?” (Lc 24,32).

O arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) cardeal Raymundo Damasceno, agradeceu aos que vivem sua vocação nas diversas realidades, com testemunho existencial e missionário, assim como pelos inúmeros serviços apostólicos. “A Igreja deve um tributo de gratidão pelo trabalho incansável no campo da pastoral, educação, saúde; na atenção aos pobres e marginalizados; na promoção e defesa da vida; na promoção da paz e do bem comum de todo o povo brasileiro”, declarou o arcebispo anfitrião.

Dom Damasceno também lembrou os santos do país, que testemunharam sua fé como consagrados, representando com isso o tesouro da Vida Consagrada, e convidou os presentes a renovar o compromisso de fidelidade missionária e do carisma fundacional.

Já o arcebispo de Porto Alegre (RS) e bispo referencial para a Vida Consagrada no Brasil, dom Jaime Splenger, afirmou que a história da Igreja do Brasil devia ser escrita a partir da Vida Religiosa Consagrada, a quem ela deve muito. O arcebispo disse, ainda, que a ardência do coração é própria de quem fez a experiência de Jesus Cristo, a partir do pobre. “Precisamos ser na Igreja uma vida consagrada que aqueça corações e testemunhe; que não tenhamos medo de ser quem somos e amar o que fazemos”, concluiu.

A presidente nacional da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), irmã Maria Inês Vieira Ribeiro, saudou os participantes lembrando que o Congresso é o maior evento dos 61 anos de história da CRB. “Fomos encontrados, alcançados e transformados por Cristo. Esse tempo, vai marcar a história pessoal de cada um de nós. Aqui estamos para reafirmar o nosso compromisso com ele, que nos lança onde a vida é mais ameaçada. É lá, o lugar da Vida Consagrada”, falou.

Ao concluir, irmã Maria Inês convidou a assembleia a viver com paixão a experiência do Congresso. “Construamos juntos esse Congresso, vivendo os apelos do papa Francisco, de sermos peritos de comunhão, pois a mão do Ressuscitado prepara o nosso futuro. Feliz Páscoa! Feliz Congresso!”, finalizou a religiosa.

Atividades

Os trabalhos da tarde continuaram sob a assessoria do padre João Geraldo Kolling, que fez um resgate da caminhada da CRB nos últimos 10 anos. O assessor teológico do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), padre Paulo Suess, fez um aprofundamento das cartas da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, do Vaticano,  “Alegrai-vos” e “Prescrutai”.

A Celebração Eucarística presidida por dom damasceno encerrou as atividades do dia.

Fonte CNBB, com informações da Pontifícias Obras Missionárias.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Lutero e sua marca na História

Inauguração da Centro de Evangelização do Shalom Bela Vista

Papa Francisco pede fim de armas nucleares

Presidente da CNBB foi nomeado pelo Papa Francisco como Relator Geral do Sínodo 2018

Editorial – novembro 2017: “Ano do Laicato no Brasil”


QR Code Business Card