Atualidades

[NOTÍCIAS/ 53ª Assembleia Geral] Cetel apresenta trabalho de textos litúrgicos ao plenário da 53ª AG

A Comissão Episcopal para Textos Litúrgicos (Cetel) da CNBB apresentou ao plenário da 53ª Assembleia Geral, neste segundo dia de trabalhos, as últimas contribuições recebidas para a tradução brasileira do Missal Romano e dos textos litúrgicos da Igreja. O bispo de Nossa Senhora do Livramento (BA) e presidente da Cetel e da Comissão Episcopal para a Liturgia, dom Armando Bucciol, comunicou aos bispos o que foi feito com as 10 últimas considerações enviadas à Comissão e relatou como se dá o trabalho mensal feito pelos membros na sede nacional da Conferência, em Brasília.

Dom Bucciol lembrou, ainda, qual é o caminho que se percorre para a aprovação definitiva das traduções.  “Após a aprovação das emendas pela Cetel, o texto é trazido aqui para aprovação na Assembleia Geral. Se o texto for aprovado, em votação dos bispos, é enviado a Roma para que seja reconhecido pela Santa Sé”, disse.

A revisão, conforme esclareceu dom Bucciol, segue algumas orientações de Roma e tem o compromisso de fidelidade ao latim, mas os membros da Cetel procuram também ter a mesma fidelidade na busca de tornar as leituras o mais compreensível possível. Além de dom Bucciol que é bispo de Livramento de Nossa Senhora (BA), a Comissão é composta pelo arcebispo de Mariana (MG), dom Geraldo Lyrio;  pelo bispo de Cornélio Procópio (PR), dom Manoel Francisco; arcebispo de Belém (PA), dom Alberto Taveira Correia,  e por alguns assessores da CNBB.

Por CNBB

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Aniversário de 62 Anos da legião de Maria no Ceará

Nota de esclarecimento sobre a utilização de recursos do Fundo Nacional de Solidariedade (FNS)

Irmã Gabriela Pinna. “Não se resolve a violência com a prisão”

Alguns subsídios para trabalhar a Campanha da Fraternidade 2018

Fala de presidente da CNBB é alvo de falsas notícias


QR Code Business Card