Atualidades

[NOTÍCIA] Em sintonia com a CF 2014, ONU lança Semana de Mobilização Contra o Tráfico de Pessoas

Teve início ontem, dia 28, a Semana Nacional de Mobilização pelo Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. A iniciativa, da Organização das Nações Unidas (ONU), pretende realizar ações de visibilidade para o alerta contra o crime em diversos países, e seguirá até o dia 1º de agosto.ONU

Apontado pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) como uma das atividades criminosas mais lucrativas do mundo, o tráfico de pessoas atinge cerca de 2,5 milhões de vítimas. Diante da gravidade da questão, a Assembleia Geral da ONU instituiu o dia 30 de julho como Dia Mundial de Enfrentamento do Tráfico de Pessoas, mesma data na qual foi aprovado, em 2010, o Plano Global de Combate ao Tráfico de Pessoas pela organização.

Há algum tempo a CNBB também se preocupa com o assunto, que este ano, inclusive, foi tema da Campanha da Fraternidade. O bispo de Ipameri (GO) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz, dom Guilherme Werlang, acredita que a ação da ONU é uma oportunidade para a continuação do debate levantado pela Campanha da Fraternidade.

“A ONU vem ao encontro do que a CNBB vem discutindo ao longo de muitos anos e que teve seu ponto mais alto na última Campanha da Fraternidade. Esperamos que as dioceses levem adiante outras iniciativas para combater esse crime”. Dom Guilherme defende que as pastorais continuem o trabalho de conscientização da população, para que não embarquem nas promessas fáceis que podem ser armadilhas para o tráfico de pessoas, de órgãos ou trabalho escravo.

Paraná engajado na causa

O Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas no Paraná (NETP-PR), vinculado ao Departamento de Direitos Humanos e Cidadania (DEDIHC), da Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, também realiza atividades voltadas para Semana de Mobilização contra o Tráfico de Pessoas.

A mobilização ocorre simultaneamente com a campanha Coração Azul, iniciativa do UNODC para conscientizar sobre a luta contra o tráfico de pessoas e seu impacto na sociedade, e ainda inspirar os detentores do poder de decisão a promover as mudanças necessárias para acabar com esse crime. O trabalho é realizado em conjunto com o Ministério da Justiça.

O núcleo pretende promover uma série de atividades de orientação com palestras em estabelecimentos de Ensino Superior, abertas à toda a população, em especial representantes da sociedade civil organizada e gestores municipais e estaduais. Além disso, é prevista a distribuição de material educativo nas ruas com a finalidade de prevenir casos de tráfico de pessoas, bem como a publicação de artigos sobre o tema, juntamente com o calendário da semana de mobilização.

Como forma de demonstrar solidariedade à campanha Coração Azul, o Núcleo de Enfrentamento de Tráfico de Pessoas almeja iluminar o Palácio Iguaçu na cor azul, assim como o Jardim Botânico de Curitiba.

 

(FONTE: CNBB)

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Presidente da CNBB reflete sobre tema da CF 2018

Ordenação Presbiteral do Diácono Rodrigo Alves de Oliveira Arruda, SCJ

Carta da Articulação das Pastorais Sociais, CEBs e Organismos da Arquidiocese de Fortaleza acerca da chacina das Cajazeiras e a violência crescente em nossa cidade, estado, país

Voltados ao mistério

Mensagem do Papa para a Quaresma 2018


QR Code Business Card