Atualidades

Moradores de rua comemoram dia de São Francisco em Casa de Acolhimento

voluntariosCasaSaoFrancisco400Instituição que leva o nome do santo é mantida pela Comunidade Católica Shalom que tem Francisco como baluarte

Nesta sexta-feira, dia 4, moradores de rua acolhidos na Casa São Francisco, mantida pela Comunidade Católica Shalom, terão um momento especial para festejar o santo baluarte. Haverá palestra sobre a vida do Pobrezinho de Assis seguida de café festivo, às 9h.

“No início, 80% dos nossos acolhidos eram de idosos e 20% de jovens. Hoje, os dados se inverteram, 80% são de jovens e o principal motivo que os leva às ruas são as drogas, especialmente o crack”, explica Antonio Pereira, que trabalha na instituição há dez anos.

A Casa que funciona como albergue há 13 anos já reinseriu na sociedade ex-moradores de rua. “É esse o nosso principal objetivo. Cada vida tem um valor inestimável para nós”, conta Pereira, e continua: “Há histórias que nos fazem perseverar e seguir o exemplo de São Francisco, como a do Ramos, que aqui na casa teve a possibilidade de ter sua dignidade resgatada”.

Ramos veio de São Paulo e pelos reveses da vida morou nas ruas por alguns meses. Orientado por uma pessoa procurou e encontrou acolhimento na Casa São Francisco. Encontrou também uma família. O ex-morador de rua viveu uma história de amor e hoje é casado com uma das voluntárias que servia no abrigo.

Atualmente, um dos moradores da Casa ministra curso de inglês básico para os demais. “Tudo começou quando alguns estrangeiros visitaram nossa casa às vésperas da Jornada Mundial da Juventude. Este nosso irmão foi o interprete e a partir daquele dia, sugerimos e ele aceitou ministrar para os demais um curso dessa língua visando alguma oportunidade por ocasião da Copa do Mundo”, explica o coordenador da Casa.

A Casa São Francisco funciona à rua Conselheiro Tristão, 138, no centro de Fortaleza. É mantida por doações e conta com o serviço de voluntários nas diversas atividades que desenvolve.

São Francisco e o Shalom

O contato do fundador da Comunidade Católica Shalom, Moysés Azevedo, com o livro o Irmão de Assis, presente do então cardeal Aloísio Lorscheider, despertou no jovem um desejo por seguir o exemplo do Pobrezinho de Assis. No começo de sua experiência com Deus, Moysés viveu alguns meses no Pirambú, região de extrema pobreza nos inícios da década de 80.

Tendo a Comunidade se expandido foi aberta casa naquele bairro e, no Centro de Fortaleza, no ano 2000, a Casa São Francisco, uma homenagem ao santo baluarte, que tem como um dos ensinamentos principais tornar o Amor, amado.

Haverá comemorações em todos os 26 Centros de Evangelização em Fortaleza e Região Metropolitana , também nos outros estados e países onde a Comunidade está presente.

por Vanderlúcio Souza, assessor de imprensa da  Comunidade Católica Shalom

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »

  • Tarcísio Brilhante disse:

    A foto mostra a direção do Albergue Shalom – Casa São Francisco – fazendo a entrega de toneladas de alimentos à Defesa Civil do Estado para serem distribuídos com os irmãos atingidos pela seca no interior do Ceará.


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Católica de Fortaleza discute futuro da Religião em Simpósio

V reunião com representantes da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o governador do Estado

Sínodo Especial para a Amazônia será realizado em outubro de 2019

Dia Mundial dos Pobres

Teresa D’Ávila: oração e contemplação


QR Code Business Card