Atualidades

Evangelho – Jo 5,1-16

3ª-feira da 4ª Semana da Quaresma – 28 de Março de 2017 – Cor: Roxo

 No mesmo instante o homem ficou curado.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 5,1-16

1Houve uma festa dos judeus,
e Jesus foi a Jerusalém.
2Existe em Jerusalém,
perto da porta das Ovelhas,
uma pscina com cinco pórticos,
chamada Betesda em hebraico.
3Muitos doentes ficavam ali deitados
-cegos, coxos e paralíticos -,
esperando que a água se movesse.
4De fato, uma anjo descia, de vez em quando,
e movimentava a água da piscina,
e o primeiro doente que aí entrasse,
depois do borbulhar da água,
ficava curado de qualquer doença que tivesse.
5Aí se encontrava um homem,
que estava doente havia trinta e oito anos.
6Jesus viu o homem deitado
e sabendo que estava doente há tanto tempo,
disse-lhe: ‘Queres ficar curado?’
7O doente respondeu:
‘Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina,
quando a água é agitada.
Quando estou chegando, outro entra na minha frente’.
8Jesus disse: ‘Levanta-te,
pega na tua cama e anda.’
9No mesmo instante,
o homem ficou curado,
pegou na sua cama e começou a andar.
Ora, esse dia era um sábado.
10Por isso,
os judeus disseram ao homem que tinha sido curado:
‘É sábado!
Não te é permitido carregar tua cama.’
11Ele respondeu-lhes:
‘Aquele que me curou disse:
‘Pega tua cama e anda’.’
12Então lhe perguntaram:
‘Quem é que te disse:
‘Pega tua cama e anda?’
13O homem que tinha sido curado não sabia quem fora,
pois Jesus se tinha afastado da multidão
que se encontrava naquele lugar.
14Mais tarde, Jesus encontrou o homem no Templo
e lhe disse:
‘Eis que estás curado.
Não voltes a pecar,
para que não te aconteça coisa pior’.
15Então o homem saiu
e contou aos judeus
que tinha sido Jesus quem o havia curado.
16Por isso, os judeus começaram a perseguir Jesus,
porque fazia tais coisas em dia de sábado.
Palavra da Salvação.

Reflexão
Muitas vezes, as pessoas que sofrem diferentes formas de males possuem uma fé muito grande no poder de Deus, mas de algumas formas são impedidas de chegar até ele e receber as suas graças, condição indispensável para a superação de seus males e sofrimentos. É o caso do paralítico, que acreditava no poder de Deus e na cura que viria pela ação do anjo ao agitar a água, mas era impedido pelos outros que entravam primeiro na piscina. Assim também acontece hoje quando criamos uma série de regras e preceitos humanos que dificultam a participação de muitos na vida divina e um relacionamento pessoal com ele, que é a fonte de todas as graças que nos dão vida em abundância.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Reunião do Conselho Episcopal Regional (CONSER) Regional Nordeste 1 da CNBB – Ceará

Padre Antônio Niemiec é o novo secretário nacional da Pontifícia União Missionária

SSPDS divulga Plano Operacional para o X Evangelizar  Fortaleza

Campanha para Evangelização de 2017 será em sintonia com o Ano do Laicato

XIX Assembleia Estadual da Pastoral Operária do Ceará


QR Code Business Card