Atualidades

Começa hoje mais um Encontro Nacional da Pascom, em Aparecida (SP)

“Identidade e missão” é o tema do 3º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação (Pascom), promovido pela CNBB. O evento, que será aberto na noite desta quinta-feira, 19 de julho, vai ocorrer nas dependências do Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida (SP), até o próximo domingo.

A extensa programação contempla uma variedade de conteúdos em vista da formação dos agentes da Pascom de todo o país. “Queremos atender as necessidades básicas das pessoas que estão trabalhando no dia a dia em suas dioceses, paróquias e regionais. Sabemos de dioceses que estão enviando quatro, cinco pessoas, e que vão participar cada uma de um seminário”, relata a Ir. Élide Fogolari, Assessora da Comissão Episcopal de Comunicação, que organiza o evento que deve reunir cerca de 600 participantes.

O primeiro encontro nacional da Pascom foi em 2008, reunindo apenas 140 participantes. O segundo, em 2010, reuniu 400 agentes. “Este crescimento no número de participantes mostra como trata-se de um evento importante para a Igreja no Brasil”, completa Élide. “Profissionais ou não, estes agentes tem o carisma da comunicação, é algo nato. Fazem um trabalho brilhante, que pode crescer ainda mais”.

Durante a abertura do evento, haverá o lançamento oficial da logo da pastoral, que foi construída após um concurso que teve a participação dos agentes de todo o país. A conferência de abertura, com o tema “Comunicação e Informação: Igreja e sociedade” será proferida pelo professor Carlos Alberto Di Franco, da Universidade de Navarro.

“A temática desta palestra de abertura tem como objetivo mostrar que a Igreja também é uma fonte de informação”, explica irmã Élide, que recorda que Di Franco é um conhecedor de todo o processo da comunicação da Igreja no Brasil, e que pode ajudar os agentes da Pascom sobre a necessidade de trabalhar com qualidade e profissionalismo a informação na Igreja. “Nós, na Igreja, temos trabalhos maravilhosos, projetos valiosos, e nem sempre trabalhamos a informação de forma profissional. Mas quem é comunicador da Igreja não é só um profissional, mas é um comunicador de Cristo, e portanto, está exercendo uma missão”, concluiu a assessora.

CNBB

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Pedra rejeitada

56ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil

POM celebra 40 anos lançando vídeo institucional

Secretaria de Comunicação da Santa Sé fez cobertura total da 56ª Assembleia

No seu onomástico Papa dá sorvete aos mais necessitados


QR Code Business Card