Atualidades

Chega ao fim visita do papa Bento XVI ao Líbano

Chegou ao fim, na tarde deste domingo (16), a 24ª viagem apostólica internacional de Bento XVI que o levou ao Líbano. O sumo pontífice, que permaneceu no país por três dias, agradeceu, em uma cerimônia de despedida no Aeroporto Internacional Rafiq Hariri de Beirute, aos líderes políticos e religiosos e a todo o povo libanês pelo entusiasmo no acolhimento.

“Agradeço cordialmente às veneráveis Igrejas irmãs e às comunidades protestantes. Agradeço de modo particular aos representantes das comunidades muçulmanas. Durante toda a minha estada, pude constatar quanto a vossa presença contribuiu para o bom êxito da minha viagem. O mundo árabe e o mundo inteiro verão, nestes tempos conturbados, cristãos e muçulmanos reunidos para celebrar a paz” – frisou o pontífice em seu discurso.

O papa frisou que durante a sua permanência no Líbano, motivada principalmente pela assinatura e entrega da Exortação apostólica pós-sinodal Ecclesia in Medio Oriente, pode se encontrar com as várias componentes da sociedade libanesa. “Houve momentos mais oficiais, outros mais íntimos, momentos de alta densidade religiosa e fervorosa oração, e outros ainda marcados pelo entusiasmo da juventude. Dou graças a Deus por estas oportunidades que Ele permitiu, pelos encontros qualificados que pude ter, e pela oração que foi feita por todos e a favor de todos no Líbano e no Oriente Médio, independentemente da origem ou da confissão religiosa de cada um”, destacou.

Bento XVI pediu a Deus para que “o Líbano continue sendo um espaço onde homens e mulheres vivam em harmonia e paz uns com os outros, para darem ao mundo, não apenas o testemunho da existência de Deus, mas também da comunhão entre os homens, qualquer que seja a sua sensibilidade política, comunitária e religiosa”.

“Desejo que o Líbano continue permitindo a pluralidade das tradições religiosas e não dê ouvidos à voz daqueles que a querem impedir. Espero que o Líbano reforce a comunhão entre todos os seus habitantes, seja qual for a comunidade e religião a que pertençam, rejeitando tudo o que pode levar à desunião e optando com determinação pela fraternidade. Deus abençoe o Líbano e todos os libaneses”, concluiu Bento XVI.

Telegramas de saudações

Após os três dias passados no Líbano, o papa enviou telegramas de saudações aos chefes de Estado do Líbano, Chipre, Grécia e Itália. Ao presidente do Líbano, General Michel Sleiman, o papa agradece mais uma vez os momentos vividos no País, a bondade, a generosidade e a hospitalidade do povo libanês, das autoridades civis e religiosas e pede abundantes bênçãos divinas sobre o País.

Ao presidente de Chipre e a seus povos, Bento XVI pede as bênçãos de Deus sobre o País. Aos presidentes da Grécia e Itália, o Santo Padre deseja os melhores votos para um futuro de esperança e de paz para os dois povos.

POR: RÁDIO VATICANO

Compartilhe

Subir

1 Comentário »

1 Comentário »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Visitas Pastorais: uma missão episcopal

São Lucas Evangelista

Papa Francisco nomeia novo bispo para a diocese de Montenegro, no Rio Grande do Sul

18.10.2017 – Audiência Geral

Católica de Fortaleza discute futuro da Religião em Simpósio


QR Code Business Card