Atualidades

CEBs da Arquidiocese de Fortaleza realizam reunião de articulação para o 13º. Intereclesial

A reunião acontecerá no próximo sábado. 4 de fevereiro de 2012, a partir das 8h30min, terminando às 16h00, no Centro de Pastoral Maria, Mae da Igreja, com o objetivo de planejar estratégias de articulação nas nossas comunidades para o 13° Intereclesial. Segundo Airtom, membro da equipe de coordenação das CEBs na Arquidiocese de Fortaleza, espera-se que esse seja mais um momento motivador e animador, como também, de partilha das esperanças, e na crença no jeito novo de ser igreja. Os participantes devem levar seu almoço para um momento de partilha.

O 13º Intereclesial  acontecerá de 07 a 11 de janeiro de 2014, em Juazeiro do Norte – Diocese Crato/CE.

O que é um Intereclesial das CEBs?  É um encontro que reúne os representantes das CEBs – Comunidades Eclesiais de Base de todo o Brasil. A iniciativa de organizar um encontro Intereclesial surgiu na década de 70, sendo realizado o primeiro em 1975, na cidade de Vitória, Espírito Santo. Os Intereclesiais nasceram com a finalidade de partilhar as experiências, a vida, as reflexões das CEBs. Os Intereclesiais propiciam uma experiência eclesial única e muito enriquecedora, apesar ou até mesmo por causa de seus momentos de sofrimento e tensões. Revelam com maior clareza para muitos, a terrível situação de sofrimento do povo pobre. Manifestam também com que profundidade se vive nas bases da Igreja a relação entre fé e política. Servem de uma “lente de aumento” do que acontece em miniatura nas CEBs. Os Intereclesiais, têm propiciado a criação de uma consciência latino-americana com a presença de representantes de muitos países do continente. Esta amplia-se ainda mais pela presença de membros de Igrejas de outros continentes. Com isso, rompe-se a visão estreita e local de Igreja. Os Intereclesiais têm significado exercício privilegiado da prática ecumênica. Isto tem acontecido desde o início. E ultimamente se colocou a difícil prática de convivência com formas muito diferentes de inculturação cristã (indígena e negra) e da dupla prática religiosa de alguns de seus membros. O reforço da dimensão libertadora da Igreja e sua pastoral se dá por ser um encontro de comunidades de base, constituída fundamentalmente de pobres e pelo narrar de seus sofrimentos e lutas.

José Airton de Maria, membro da coordenação arquidiocesana de CEBs ((85) 87366963)

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

“Magnum Principium” do Papa Francisco

Material em preparação ao Simpósio Arquidiocesano no Ano Mariano

Liturgia Diária: Evangelho – Lc 7,11-17

Perdão, dom e graça

Convite e Programação Festa de São Vicente de Paulo


QR Code Business Card