Atualidades

Catadores e catadoras de materiais recicláveis reivindicam sua inclusão no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Fortaleza

Os catadores e catadoras de materiais recicláveis de Fortaleza, articulados pela Rede de Catadores/as de Materiais Recicláveis do Ceará, irão participar em peso da II Consulta Pública do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Fortaleza (PMGIRS) que a Prefeitura realizará amanhã (29 de agosto, quarta-feira), no Cuca da Barra do Ceará. De acordo com carta convite da Prefeitura, o objetivo da II Consulta Pública do PMGIRS será apresentar e discutir a versão preliminar do referido Plano, o qual integra o Plano Municipal de Saneamento, e encontra-se em fase final de elaboração.

No entanto, a Rede de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis do Ceará tem questionamentos à forma como está acontecendo a construção do Plano, com pouca participação da categoria. Na carta de reivindicações que será entregue ao poder público municipal durante a consulta pública, a Rede ressalta uma série de reivindicações para superar a “situação profundamente precária de trabalho, renda, moradia e acesso aos serviços de educação, saúde e saneamento, que empurra os /as catadores/as para a marginalidade e os mais variados conflitos socioeconômicos de sobrevivência”.

Charliany Morais, secretária da Rede, avalia como ruim a participação dos/as catadores/as na I Consulta Pública do PMGIRS, realizada no dia 24 de abril de 2012, pelo fato de que não houve um diálogo efetivo com os grupos de catadores/as presentes, sobretudo com os que se organizam na Rede e estão articulados com o Movimento Nacional de Catadores/as de Materiais Recicláveis. Segundo ela, tanto a Rede como o Movimento estão qualificados para discutir as demandas da categoria pelo fato de virem historicamente trabalhando pela organização e defesa dos direitos dos/as catadores/as.

Ainda de acordo com Charliany Morais, a Rede também preocupa-se com a forma como vem acontecendo a implantação do projeto piloto de coleta seletiva em Fortaleza, em alguns bairros das regionais II, III, IV e VI, que deveria ser realizada em parceria com a Rede. O projeto é coordenado pelos órgãos municipais ACFOR, Emlurb e Semam e a empresa EcoFor. Segundo ela, a coleta só está beneficiando três associações de catadores que trabalham em galpões da Prefeitura, sem muita autonomia e infraestrutura, e não o coletivo da Rede como deveria acontecer. “Isso é um indicativo de como tem sido difícil esse diálogo com o poder público, que não tem reconhecido a necessidade e o direito de autonomia dos grupos. Eles sempre querem definir por nós, ainda que a gente é que viva na pele a realidade de ser catador. Por isso estamos na luta para que o plano contemple nossas demandas, que são garantidas por lei”, diz Charliany.

Atualmente, a Rede de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis do Ceará articula 13 associações de catadores/as em Fortaleza, reunindo diretamente 167 catadores/as em diversos bairros, que coletam cerca de 160 toneladas de resíduos sólidos por mês na cidade. Diante desta realidade, a categoria reivindica ser contemplada no plano, conforme assegura a lei que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (nº 12.305, de 02 de agosto de 2010), que determina que a coleta seletiva deve ser implantada com participação de cooperativas ou outras formas de associações de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis formadas por pessoas físicas de baixa renda, entre outras garantias.

SERVIÇO

Catadores/as de materiais recicláveis reivindicam sua inclusão no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Fortaleza

HORA: 8:30 às 16:00

LOCAL: CUCA Che Guevara, situado na Av. Presidente Castelo Branco (Leste-Oeste), nº 6.417, Barra do Ceará

CONTATOS: Charliany Morais (secretária da Rede de Catadores/as de Materiais Recicláveis do Ceará) 8774.4985 / Erivaldo Gomes (presidente da Rede de Catadores/as de Materiais Recicláveis do Ceará) 8729.1513 / Dellany Oliveira (assessora da Rede, agente da Cáritas Regional Ceará) 8728.9153.

Por Milene Madeira, assessora da Cáritas Arquidiocesana de Fortaleza.

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Festejo do Padroeiro movimenta Paróquia de Cristo Redentor

A Paróquia no bairro Dunas festejará Nossa Senhora de Lourdes com um tríduo

Pascom Região Nossa Senhora dos Prazeres realizou encontro de Planejamento para 2018

Comunidades de Vida Cristã estão em Fortaleza para mais uma edição do “Amar e Servir”

Discursos do Papa Francisco no Chile


QR Code Business Card