Atualidades

Canindé Surpreende com Multidão e Fé!

        Mal chegaram à cidade de Canindé, os símbolos da JMJ já eram esperados na estrada por pessoas que gritavam, aplaudiam e corriam em direção ao caminhão baú que faz o transporte da peregrinação. Uma multidão de 2,5 mil pessoas formada em sua grande maioria por estudantes de escolas municipais e membros de pastorais esperavam com dois trios elétricos.

            Voluntários não faltaram para levar a cruz que foi carregada por quase 40 pessoas e o Ícone de Nossa Senhora que teve a participação de 15 peregrinos, onde geralmente só são necessárias 6 pessoas.

            A sensação térmica de 41º não abalou os ânimos do povo que caminhava no asfalto e estava feliz pela vida nova que o encontro com Jesus proporcionaria. Este encontro que foi vivenciado pelos jovens e pelos diretores do CAPS (Centro de Apoio Psicossocial) que trata de dependentes químicos. “A Igreja se preocupou em visitar o CAPS, em parar com sua cruz aqui (…) eu me emociono em saber que é também pela fé que estes jovens irão se recuperar e o povo de Deus se preocupa com isso”, conta-nos emocionada Ângela, membro do núcleo diretor da entidade.

            Os símbolos percorreram escolas, visitaram a prefeitura sempre pedindo paz e gritando para quem quisesse ouvir: “A Igreja é viva, a Igreja é jovem!”. Chegando na Basílica de São Francisco, já somavam 4 mil pessoas que receberam a bênção de Padre Dimas, vigário episcopal da Região. Neste momento o povo conhecido por sua fé a Francisco de Assis, o santo apaixonado pela cruz, recitou os hinos próprios de sua devoção seguido da canção “Nova Geração” e clamaram paz e a bênçãos para a Igreja.

                Ao meio dia, a cruz saiu de Canindé em direção à Aratuba, região Serra, mas não foi sozinha. A comitiva de Aratuba já aguardava na saída de Canindé.

Compartilhe

Subir

5 Comentários »

5 Comentários »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Presidente da CNBB reflete sobre tema da CF 2018

Ordenação Presbiteral do Diácono Rodrigo Alves de Oliveira Arruda, SCJ

Carta da Articulação das Pastorais Sociais, CEBs e Organismos da Arquidiocese de Fortaleza acerca da chacina das Cajazeiras e a violência crescente em nossa cidade, estado, país

Voltados ao mistério

Mensagem do Papa para a Quaresma 2018


QR Code Business Card