Atualidades

Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite acontece no dia 16 de junho

A pedido da Secretaria de Saúde do Governo do Estado do Ceará em carta recebida no último dia 15 de maio, o Arcebispo Metropolitano de Fortaleza, dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, solicita aos párocos, vigários paroquias, comunidade e pastorais que divulguem amplamente as duas campanhas: Vacinação Contra Poliomielite e Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe.

Doença

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave, causada e transmitida por um vírus (o poliovírus). A contaminação se dá principalmente por via oral e, na maioria das vezes, não é letal. Em geral, o doente adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia, principalmente nos membros inferiores.

Brasil sem poliomielite

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil está livre do vírus causador da pólio desde 1989, quando o último caso da doença foi registrado. Em 1994, o país recebeu da Organização Mundial de Saúde (OMS) o certificado de eliminação da poliomielite.

No entanto, segundo a pasta, enquanto houver circulação do vírus em qualquer região do mundo é necessário continuar com a vacinação. A doença ainda é comum em alguns países africanos e asiáticos.

Outras informações sobre a Campanha de Vacinação Contra Poliomielite podem ser adquiridas na Secretaria de Saúde do Governo do Estado do Ceará através do telefone (85) 3101 5124

Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe

A campanha nacional de vacinação contra a gripe, que teve início no último dia 5, termina no dia 25 deste mês. A cobertura da população-alvo, nos municípios cearenses, está em média, até às 14 horas desta quinta-feira, 17, em 35,85%. Nos 184 municípios, conforme o sistema de informação do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, foram aplicadas 470.449 mil doses da vacina.

A população-alvo da campanha de vacinação contra Influenza 2012 no Ceará é composta por 197.078 crianças de seis meses a menores de 2 anos, 85.480 trabalhadores das unidades de saúde que fazem atendimento para influenza, 98.539 gestantes, 22.215 indígenas e 909.475 idosos a partir de 60 anos, totalizando 1.312.787 pessoas. A meta da campanha é imunizar o mínimo de 80% dessa população.

O objetivo da campanha nacional de vacinação contra a gripe é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações por infecções pelo vírus da influenza na população que precisa de mais proteção. Além da vacina contra a gripe, a campanha também oferece a vacina pneumococo 23 valente, contra doenças invasivas pelo pneumococo, intensificação da imunização contra hepatite B para a faixa etária até 29 anos e vacina dupla adulto, contra difteria e tétano. Quem ainda não se vacinou deve ir a um posto de saúde do seu município. As doses de vacina contra a gripe disponíveis nos postos de saúde de todos os municípios é suficiente para imunizar toda a população-alvo da campanha.

Estudos demonstram que a vacinação contra influenza pode reduzir entre 32% a 45% do número de hospitalizações por pneumonias, e de 39% a 75% da mortalidade global. Entre os residentes em lares de idosos, pode reduzir o risco de pneumonia em aproximadamente 60%, e o risco global de hospitalização e morte em cerca de 50% a 68%. A população-alvo da campanha está sendo imunizada com a vacina trivalente, que protege contra influenza B (gripe sazonal), influenza A (H3N2) e influenza A (H1N1).

O telefone da assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde do Governo do Estado é (85) 3101 5220

Com informações da assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde do Governo do Estado do Ceará

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Nossa Senhora de Guadalupe

Editorial – dezembro 2017: “Campanha para a Evangelização”

Agenda do Arcebispo: Janeiro 2018

Decretos e Provisões – novembro 2017

Boletim Igreja no Brasil – CNBB – n. 266


QR Code Business Card