Atualidades

[NOTÍCIA/Brasil] Bispos avaliam a Jornada Mundial da Juventude – Rio 2013

Há cerca de um ano, o Brasil recebia jovens de todo o mundo para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013, realizada no Rio de Janeiro. O evento contou com a presença de Francisco, eleito papa meses antes. Esta foi a sua primeira viagem internacional. A capital fluminense abrigou mais de 3 milhões de fiéis que escutaram a mensagem de Francisco para a juventude: “Não tenham medo de ir e levar Cristo para todos os ambientes”.

Na ocasião, o papa salientou que a missão de evangelização é essencial. “A experiência deste encontro não pode ficar trancafiada na vida de vocês ou no pequeno grupo da paróquia, do movimento, da comunidade. A fé é uma chama que se faz tanto mais viva quanto mais é partilhada, transmitida, para que todos possam conhecer, amar e professar que Jesus Cristo é o Senhor da vida e da história”, disse aos jovens.

Aos bispos, o papa havia lembrado do chamado ao anúncio do Evangelho, vivendo a dimensão missionária e incentivando os leigos, em particular os jovens, a também viverem esta dimensão e irem em missão pelo mundo.

Em missa de ação de graças, celebrada no último dia 26, o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta, reforçou a mensagem do papa Francisco para a missão evangelizadora. “O mundo precisa desse testemunho adaptado aos novos tempos e realidades”, afirmou.

O cardeal torce para que os jovens que vivenciaram a JMJ não deixem que a experiência tenha sido em vão e que continuem sempre em missão. Para ele, a celebração após um ano da Jornada foi “um momento para agradecer, louvar a Deus e pedir ao Senhor que cada vez mais dê a todos coragem e ânimo novo para evangelizar”.

Pós JMJ

Para o bispo auxiliar de Campo Grande (MS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, da CNBB, dom Eduardo Pinheiro da Silva, os jovens compreenderam o chamado de Francisco e estão abraçando cada vez mais o trabalho missionário.

Dom Eduardo citou como exemplo a Primeira Missão Jovem na Amazônia. O projeto, que escolheu 70 jovens para viverem a experiência missionária, registrou, em poucas horas, mais de três mil inscrições no site dos Jovens Conectados. Foi necessário encerrar as inscrições antes do previsto. “É bonito ver essa resposta. Nós temos que dar seguimento nas paróquias, fazer mais trabalhos com os jovens. Eles estão dispostos a fazer essa evangelização”, ressalta.

(FONTE: CNBB)

Compartilhe

Subir

Seja o primeiro a comentar »

Seja o primeiro a comentar »


Deixe seu Comentário

Nome (necessário)

E-mail (não será publicado) (necessário)

Website

Atualidades

Nossa Senhora de Guadalupe

Editorial – dezembro 2017: “Campanha para a Evangelização”

Agenda do Arcebispo: Janeiro 2018

Decretos e Provisões – novembro 2017

Boletim Igreja no Brasil – CNBB – n. 266


QR Code Business Card